Sábado, 8 de Maio de 2010

Meu Amigo

 

 Imagem Internet / Salvador Dalí

 

A nossa festa acabou: trazias pedaços de luar nos Teus cabelos dourados,

Teu corpo macio e brando entregava-se com quebranto e langor…

 

Tudo terminou em cânticos de luz e louvor!

 

Recordo o banquete, preparado por mim – aquele sabor ao néctar puro

Das abelhas,

Favos amarelos – alvéolos trabalhados com fervor,

Vinhos, nos seus tons dourados e as flores perfumadas, ao longo do caminho.

Tudo tão simples ao longo desta vida, nunca antes contada.

 

Mas a simplicidade, não é o meu atributo maior e vou continuar como sou!

 

Quando for possível – arranjo outra festa e convido mais gente.

E despida de modas e trajes complicados – vou como em passerelle

E mostro meu corpo despido de fantasias – como escrevo meus versos ou minha prosa.

É uma representação abstracta, como um quadro pintado que só os críticos sentem

E sabem definir.

 

Jogo Xadrez – agrada-me essa espécie de jogo, mas sinto-me bem no meu mundo,

Escrevendo com amor para Todos e ainda mais, para aqueles que não gostam, ou

Não podem entender – mas não o confessam!

 

O teor desta carta fala de tantas coisas, contadas por mim e por Ti.

Nos ensinaram a vencer, a ganhar o Primeiro Lugar –

Mas nos foi dado o Último Lugar…

 

O Teu contar foi o mais belo – intimista, abstracto – quem dá por ele?

Os que passam e não lêem? E ainda aqueles que não passam…

Esses são os mais fáceis. Nada têm a dizer.

 

Admiro-Te com ternura, pela Tua solidão – Só Tua – E me deixares compartilhar o Teu estar no mundo.

 

Não estou mais só! Tenho-Te e escrevo por Ti…Apenas por Ti!

 

 

Maria Luísa

 

publicado por M.Luísa Adães às 10:46
link | comentar | favorito
34 comentários:
De M.Luísa Adães a 9 de Maio de 2010 às 09:09
Vera

Tens razão em te veres reflectida nesse espelho
que desta vez , "é prosa-poética". Isto que escrevi
é a "a minha prosa-poética".
É para todos e para alguns em especial.
E é para ti,
Para que te vejas refelectida, nesse
espelho de Cristal.

Obrigada por gostares e me dizeres.

Beijo da amiga,

Maria Luísa


De Simbologia do aMoR a 11 de Maio de 2010 às 19:27
Olá
Sabes que nunca sei quando é prosa, poema ou poesia.
Sou parva neste assunto.
E quando escrevo, apenas escrevo sem saber o que e como é.

Abraço.


De M.Luísa Adães a 12 de Maio de 2010 às 10:45
Vera

Não é necessário saber para escrever, basta sentir!

E a ti não te faltam sentimentos.

Eu coloquei no cimo do poema, prosa-poética. para
determinadas pessoas que confundem meus poemas
e lhes chamam poesia livre.

Esses são os verdadeiros ignorantes da poesia e da prosa-poética - mas como são petulantes e soberbos
falam daquilo que não sabem e não percebem, mas fingem que percebem.
A esses, eu não os tolero, mas eles sabem o que
penso deles.

Para ti te digo e esclareço:

Poesia ou prosa-poética é quase o mesmo, pouca
diferença faz.
Mas nem a prosa, nem os poemas são livres, como a
ignorância diz. "Todos obedecem a regras". não
exactamenta iguais, mas parecidas.
No fundo "Tudo é poesia".

E isso não te faça confusão, escreves como sentes,
é o principal.

beijos e obrigada,

Mª. Luísa


Comentar post

.mais sobre mim

.links

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.arquivos

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.posts recentes

. ROUBO

. Beijos/ Novo Ano Feliz

. BEIJOS

. Cantei!

. Oferta

. 11 de Setembro

. Oferta/ Evanir

. Oferta, a Maria luísa Adã...

. Cortesia de : Poesias do ...

. Três Rosas

. Oferta/ Maria/ Espanha

. Facebook/ Foto: A World o...

. Oferta/ Las cumbres del O...

. Oferta

. Pablo Neruda

. Agradecimento

. Prelúdio

. Oferta/ Novembro de 2012

. Poema sem nome

. Prémio Dardos/ 2012

. Saudade

. Juventude

. Jogos Olimpicos

. Amo!

. Oferta : www.estoyatulad...

. Bertold Brecht

. Decepcion ...

. Das Trevas para a Luz

. Primavera

. O Tempo

.favorito

. Whitney Houston

. FOGO

. NOITE

. Meu Amigo

. SEDE

. VIDA

. NUA

. Nascer e Viver

. REALIZAR

. ROSA IMORTAL


Selo do prémio dardos Oferta:-http//tintasepinceis.blogs.sapo.pt



Familia Maldonado /Brasão