Sábado, 26 de Setembro de 2009

ESPERA!

 

                                                                                           

 

  Imagem Internet/ Salvador Dalí /  corde pulsum tangite...                                 

 

Espera!  Sossega!
 
Esta eu sou – a que procura,
A que sabe encantar
Amar o teu olhar
E fazer sentir-te bem,
Junto dela.
 
Esta eu sou  –  tu conheces
Ou pensas conhecer,
Mas pouco a escutas…
Quando fala o seu dizer.
 
Esta eu sou –  a que chora,
Pede alento
Te ama tanto.
 
E tu indiferente,
Olhas em frente!
 
Estou a teu lado
Não te quero tocar
Espero o teu olhar.
 
Mas tu indiferente
Olhas em frente!
 
Continuo a tentar
Chamar e abraçar
Abarcar o vácuo,
Do teu olhar.
 
Que mais posso fazer?
Dizer ou esquecer?
 
Subo as escadas
Exangue,
Dolorida,
Esmorecida.
 
Olho para ti lá do cimo
Chamo por ti em tom brando,
Tu não respondes...
 
E indiferente,
Olhas em frente!
 
Espera!  Sossega!
 
Esta eu sou  –  a chamar-te
Numa tentativa de te amar
E tu não respondes,
Continuas sem responder
Continuas indiferente,
O olhar em frente!
 
Quanta procura,
Quanta ânsia de loucura
E tu continuas,
Sem nunca me olhares!
 
Espera! Sossega!
 
Deixa de olhar em frente
Repara,
Eu estou a teu lado!...
 
 
Maria Luísa O. M. Adães
 
publicado por M.Luísa Adães às 11:18
link do post | comentar | favorito
64 comentários:
De LR a 27 de Setembro de 2009 às 23:53
Espera! .....
Só para ler tão harmonioso poema.
Um pouco de desespero na mistura da impaciência…, com um toque sublime Das virtudes humanas: amar e querer ser amada!

Lindo!

Com amor,
LoveRight


De M.Luísa Adães a 28 de Setembro de 2009 às 09:28
loveright

Lindas as tuas palavras, perfumadas de verdade e sensibilidade

Sim, há um pouco de "desespero na impaciència do
que espera", mas também há virtudes, nessa espera! E tu analisaste, muito bem, o poema...

Amei o teu dizer!

Com ternura,

Maria Luísa


De Manuela a 28 de Setembro de 2009 às 01:42
°°°°°°°°°°°°|\ NAVEGUEI
°°°°°°°°°°°°|_\ ATÉ AQUÍ
°°°°°°°°°°°°|__\SÓ PRA DESEJAR
°°°°°°°°°°°°|___\UMA ÓTIMA SEMANA
°°°°°°°°°°°°|____\°°°°°°PRA VOCÊ!!
°°°°°°°°°°°°|_____\°°°°°°
°°°°°°°°°°°°|______\°°°°°°
°°°°°°______|_______________
~~~~ \____________________/ ~~~~
,.-~*´¨¯¨`*•~-.¸,.-~*´¨¯¨`*•~-.¸,.-~*´¨¯¨`*•~
-.¸,.-~*´¨¯¨`*•~-.¸,.-~*´¨¯¨`*•~-.¸,.-~*´¨¯¨`*•~¯¨`
*•~-.¸, ,.-~*´¨¯¨`*•~-.¸,.-~*´¨¯¨`*•~-.¸,.-~*´¨¯¨`*•
~-.¸,.-~*´¨¯¨`*•~-.¸,.-~*´¨¯¨`*•~-.¸,.-~*´¨¯¨`*•~¯¨`
*•~-.¸, ,.-~*´¨¯¨`*•~-.¸,.-~*´¨¯¨`*•~-.¸,.-~*´¨¯¨`*•


De M.Luísa Adães a 28 de Setembro de 2009 às 09:20
Manuela

Navegaste e chegaste a" Porto Seguro", neste recanto, onde se escreve poesia.

E eu amei encontrar-te!

Beijos com ternura,

Maria Luísa


De *FreeStyle* a 28 de Setembro de 2009 às 06:45
Olá Ma Luisa...

Mtas vezes as pessoas que ficam indiferentes, não fazem por mal, quiçá o que pensam e o que veem, quiçá que problemas terão para ficarem assim.

Ou então esse será um sinal, um querer dizer algo, um querer fazer entender algo, que nós proprios ainda não vimos.



Bêjuuuuuuuuuuuuuuuuuu
Adorei o poema, parabens.


De M.Luísa Adães a 28 de Setembro de 2009 às 09:16
FreeStyle

lindo o teu comments cheio de uma sensibilidade que tu , tantas vezes, queres esconder. Tu, homem
sensível!

Eu sei que a indiferença, pode ser a camuflação do interesse pela outra pessoa.
Mas neste caso que descrevo é verdade. Eu sinto e juro - é a minha verdade!...
Obrigada por adorares o meu poema - eu amo tuas
palavras.

beijos,

Maria Luísa


De Maria João Brito de Sousa a 28 de Setembro de 2009 às 12:05
Que belo poema! Tão cheio de uma persistência que vai muito além das conveniências pessoais, tão perfeitamente oblativa... jamais se lhe conhecerá o final, mas sente-se que o narrador nunca desistirá.
Maternal, penso eu. Senti-o tão maternal...
Abraço grande!


De M.Luísa Adães a 28 de Setembro de 2009 às 12:47
Mª. João

Maternal, tu pensas e sentes e é maternal.

Paciente, espera e nunca desiste!

Isso se depreende, do que o narrador nos diz.

Muito bem analisado. Obrigada por mim e pelo poema.

Com afecto,

maria Luísa


De MIGUXA a 28 de Setembro de 2009 às 12:50
Maria Luisa,

A generosidade e o amor existe em muitos corações, prontos e desejosos de partilhar, contudo outros tantos distraídos pela pressa de lá chegarem...passam sem ver, sem sentir...

Belos e profundos os teus versos.
Gostei muito
Beijo
Margarida


De M.Luísa Adães a 28 de Setembro de 2009 às 13:20
Miguxa

Quantas vezes a pressa, no ritmo de viver, nos faz
olhar em frente e não nos aperceber do que está
ao nosso lado.
Essa espécie de indiferença, na qual não reparamos,
quantas coisas boas, nos faz perder!...

Obrigada por vires ao encontro do meu poema e por
gostares.

Agradeço tuas palavras e presença Amiga.

beijos,

Maria Luísa


De a 28 de Setembro de 2009 às 15:55
Tão lindo minha amiga. Já li esta manhã e não comentei logo porque me lembrei que tinha em casa, nos meus "papelinhos" um so-called poema que queria ter-te dado como resposta. Acreditas que me esqueci? Pois é, esta cabecita no ar...
Mas voltanto ao teu "Espera" é tão intimo e ao mesmo tempo tão comum.
Beijinhos grandes


De M.Luísa Adães a 28 de Setembro de 2009 às 16:18


"Tão intimo e tão comum" - verdade isso que dizes.

Acontece a todos - " É necessário, olhar e reparar."

Quantas vezes, está tudo ao nosso lado!

Para a próxima, mandas o poema, para dar como
resposta.

Obrigada pela tua presença e o teu cuidado!

Beijos,

Maria luísa


De MarguiTonta a 28 de Setembro de 2009 às 17:01
Tenho um miminho no meu Blog para Ti ... Quando quiseres vai lá buscar ...
Beijinhos e miminhos ...


De M.Luísa Adães a 28 de Setembro de 2009 às 17:21
MarquiTonta

Obrigada pela lembrança; vou passar por pelo teu blogs.

Beijos,

Maria luísa


De jpcfilho a 28 de Setembro de 2009 às 17:57
Olá Maria Luisa, esta és tu, com teu olhar, com teus anseios e desejos bem ao lado, esta és tu que te espelhas de amor e dor, e versos, na ansia de ser vista pelo amor, o grande amor...
Lindos versos.~
beijos
João Costa Filho


De M.Luísa Adães a 29 de Setembro de 2009 às 08:22
João

Esta sou eu, ansiosa por escrever, aproveitar o tempo que me resta e transmitir o que vai neste sentir. E possa Alguém entender...
Tu entendes, eu sei e és meu amigo!

Te espero sempre, em qualquer parte do mundo!

Obrigada pelas tuas palavras e por gostares do meu
poema.

Beijos,

Maria Luísa


De maripossa a 28 de Setembro de 2009 às 23:18
Maria Luísa.
É sempre bom ler poesia escrita com alma e sentimento,este poema belo de cores,nos encantos de Dali.
Beijinho de amizade Lisa


De M.Luísa Adães a 29 de Setembro de 2009 às 08:06
maripossa

Que bom encontrar-te neste pequeno recanto
"belo de cores, nos encantos de Dalí" - como tu dizes.

Agradeço gostares do poema "Espera" e entenderes, tão bem, a mensagem que ele pretende
transmitir ao mundo que ama a "Poesia".
Só a esses, como tu e outros, Ele pode falar.

Beijos e obrigada,

Maria Luísa


De maripossa a 4 de Outubro de 2009 às 01:08
Maria Luísa.
As pessoas sensíveis sempre gostarão de poesia e da arte que os rodeia.
Beijinho de amizade bfs


De M.Luísa Adães a 4 de Outubro de 2009 às 08:57
Maripossa

Concordo com o que dizes : "as pessoas sensíveis
vão gostar sempre da poesia e da arte"...

Há pouco li num jornal. ou revista, não sei bem :

"devem preservar o poeta para que a poesia não morra" - isto deu-me a sensação que já tinha
pressentido que a poesia morre, se não nasce um
movimento muito forte que a mantenha viva.

Isto pode significar que a sensibilidade quanto à
poesia e arte, estão a desaparecer. "É uma espécie
em extinção".
Deus ajude para que esta tendência trave!

Grata +pela tua sensibilidade e por não me esqueceres. Eu sou uma, das que estão a desaparecer.

Obrigada! Beijos,

Maria Luísa


De Just Moments a 29 de Setembro de 2009 às 14:22
Olá Maria Luísa!

Lindo este poema! espera..sou eu? por vezes somos invisíveis aos olhos dos que queremos!

e queremos tanto caminhar lado a lado com essa pessoa!

Beijinhos e parabéns pelo maravilhoso quadro de Salvador Dali!


De M.Luísa Adães a 29 de Setembro de 2009 às 17:22
Just Moments

Esta que "Espera" podes ser tu,

Posso ser eu,

Pode ser qualquer um!

Parece ser uma situação que toca "Todos Nós"
Quanto a Dalí, ele disse:

"Eu sou o próprio Surrealismo"...

No Brasil ,o surrealismo é uma das muitas influências
captadas pelo modernismo.
O Surrealismo enfatiga o papel do inconsciente na
actividade criativa.

Eu sou "modernista" na minha forma de escrever,
ou procuro ser...

Obrigada por escrever, por gostar do poema e ter reparado em Salvador Dalí.

Beijos,

Maria Luísa










Comentar post

.mais sobre mim

.links

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.arquivos

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.posts recentes

. ROUBO

. Beijos/ Novo Ano Feliz

. BEIJOS

. Cantei!

. Oferta

. 11 de Setembro

. Oferta/ Evanir

. Oferta, a Maria luísa Adã...

. Cortesia de : Poesias do ...

. Três Rosas

. Oferta/ Maria/ Espanha

. Facebook/ Foto: A World o...

. Oferta/ Las cumbres del O...

. Oferta

. Pablo Neruda

. Agradecimento

. Prelúdio

. Oferta/ Novembro de 2012

. Poema sem nome

. Prémio Dardos/ 2012

. Saudade

. Juventude

. Jogos Olimpicos

. Amo!

. Oferta : www.estoyatulad...

. Bertold Brecht

. Decepcion ...

. Das Trevas para a Luz

. Primavera

. O Tempo

.favorito

. Whitney Houston

. FOGO

. NOITE

. Meu Amigo

. SEDE

. VIDA

. NUA

. Nascer e Viver

. REALIZAR

. ROSA IMORTAL


Selo do prémio dardos Oferta:-http//tintasepinceis.blogs.sapo.pt



Familia Maldonado /Brasão