Quarta-feira, 15 de Abril de 2009

ROSAS VERMELHAS

 

 Imagem Internet / Salvador Dali

 

 

Pedi um ramo de rosas
Vermelhas
Sensuais,
Salpicadas de orvalho,
Ardentes,
Como nós somos.
 
E tu de olhar solene
Recusaste sem falar,
As rosas vermelhas
Do meu sonho
De encantar.
 
Recusaste,
Não analisaste
Indiferente
Ao meu pedir,
Por eu escrever
Sobre as rosas
Do meu jardim
E não escrever
Do meu amor por ti.
 
 
Recusaste,
Olhaste em frente
Absorto
- E que viste?
 
Rosas de várias cores
Desfolhando luz e amor
No jardim de mil tons,
Mas sem o calor
Das rosas vermelhas de cor,
Do meu amor sensual, ardente.
 
E faço gáudio
Em ter rosas vermelhas,
Como o sangue
Que grita,
Como o sensual
Que exalta
E nos lembra
O primeiro amor,
Feito de fogo e dor.
 
Mas nunca mais esquece,
O calor daquele fado
Que canta, sem cantar,
E o que se escreve
Sem escrever.
 
E por tudo isso
Recusaste,
As rosas vermelhas
Que te pedi.
 
Que cruel foste,
Meu amor!
 
Maria Luísa Adães
 
publicado por M.Luísa Adães às 04:53
link do post | favorito
De Fisga a 15 de Abril de 2009 às 12:31
OLÁ AMIGA MARIA LUÍSA. Que cruel foste meu amor. É assim mesmo amiga, o amor é cruel. porque amor, é dor, amor é sofrimento, amor é tormento, amor é perder e chorar a pena causada pela perda, amor é tudo isso e muito mais. Parabéns amiga pelo poema que é espectacular. olha eu como de costume, adicionei aos meus favoritos, porque acho que foste muito feliz na tua criação poética. Beijinho e mais uma vez Parabéns. Eduardo.


De M.Luísa Adães a 15 de Abril de 2009 às 12:45
Eduardo

Obrigada por ser um "favorito";
amor é tudo isso que escreves e eu disse-: )

"Que cruel foste meu amor"

E este final, fecha o poema!

Agradeço o teu comentário, a tua presença e a
escolha.

Beijos,

Maria Luísa


De Fisga a 15 de Abril de 2009 às 17:53
Pedi-te um ramo de rosas vermelhas. E por tudo isso recusas-te. Não me ofereces-te. Que cruel foste, meu amor. Este lamento é dolorido, triste, e como que submisso, ao peso de uma negação. Beijinhos Eduardo.


De M.Luísa Adães a 16 de Abril de 2009 às 09:26
Eduardo

Sim, "submisso ao peso de uma negação"; merecia o
ramo de "Rosas Vermelhas" e o poema define bem
a candura do pedido, a submissão à recusa e a
crueldade, da falta de palavras.
Obrigada, meu amigo, por entenderes tão bem.

Com ternura,

Maria Luísa


De Fisga a 16 de Abril de 2009 às 16:00
Olá amiga Luísa. Espero que estejas melhor. Quanto à tua resposta, é assim: Eu nunca fui um bom aluno a Português, mas a linguagem do amor é universal, essa eu entendo-a. Beijinhos e melhoras. Eduardo.


De M.Luísa Adães a 16 de Abril de 2009 às 20:07
Eduardo

"A linguagem do amor é Universal" e as Rosas têm
um valor simbólico, Eterno!
Podia contar-te tantas coisas verdadeiras, vistas por mim, in loco, fora de Portugal que te mostrava
através dos séculos, o valor dessas Flores e a
linguagem que as precede.
É isto meu amigo, percebo o Amor e o simbolismo das Rosas.

Estou melhor, beijos
Mª. Luísa


De Fisga a 17 de Abril de 2009 às 19:47
Olá amiga Luísa. Obrigado por me dizeres que estás melhor, e também pela explicação que me dás sobre o amor e sobre o valor simbólico e anímico das flores. Olha amiga, eu sou por natureza, despegado dos bens materiais, e sou feliz por ser assim, embora saiba que os bens materiais, fazem muito jeito quando bem geridos, mas Eu sempre prezei muito mais uma prenda de anos ou outra, composta por flores, do que uma prenda de valor monetário. As flores para mim são mágicas, como prenda então são poesia autentica. O amor é o alimento principal de qualquer ser vivente, a começar pelas crianças. Beijinhos Minha amiga e as tuas melhoras. Eduardo.


De M.Luísa Adães a 17 de Abril de 2009 às 20:05
Eduardo

Concordo contigo. As flores são magia, amor, encanto, poesia, também as prefiro a uma prenda
material que por vezes não interessa.
Hoje ofereceram-me (meu marido) 3 rosas vermelhas...Um encanto!

Beijos da amiga,

maria Luísa


De Fisga a 17 de Abril de 2009 às 21:31
Parabéns. Isso significa que ele tem uma esposa que merece. de outra forma não te ofereceria as flores. É assim minha amiga, nem todas as pessoas que semeiam colhem, mas a maioria colhe. Bem haja a previdência divina. beijinhos Eduardo.


Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




.mais sobre mim

.links

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.arquivos

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.posts recentes

. ROUBO

. Beijos/ Novo Ano Feliz

. BEIJOS

. Cantei!

. Oferta

. 11 de Setembro

. Oferta/ Evanir

. Oferta, a Maria luísa Adã...

. Cortesia de : Poesias do ...

. Três Rosas

. Oferta/ Maria/ Espanha

. Facebook/ Foto: A World o...

. Oferta/ Las cumbres del O...

. Oferta

. Pablo Neruda

. Agradecimento

. Prelúdio

. Oferta/ Novembro de 2012

. Poema sem nome

. Prémio Dardos/ 2012

. Saudade

. Juventude

. Jogos Olimpicos

. Amo!

. Oferta : www.estoyatulad...

. Bertold Brecht

. Decepcion ...

. Das Trevas para a Luz

. Primavera

. O Tempo

.favorito

. Whitney Houston

. FOGO

. NOITE

. Meu Amigo

. SEDE

. VIDA

. NUA

. Nascer e Viver

. REALIZAR

. ROSA IMORTAL


Selo do prémio dardos Oferta:-http//tintasepinceis.blogs.sapo.pt



Familia Maldonado /Brasão