Quarta-feira, 11 de Março de 2009

FONTE

 

Imagem Internet / Salvador Dali

      

Ela amava a solidão,
Depois de esgotar o amor
E a Fonte desse amor.
 
 
Recolhia-se ao lugar escolhido,
Na colina silenciosa
E a água corria temerosa.
 
 
Orava nessa solidão,
Num silêncio que se renova
E retorna consumado, nessa prova.
 
 
E brotavam dessas águas,
Dessa Fonte que falava
O amor esperado e encontrado.
 
 
Longe da multidão,
O som alegre titubeante
De quem não estava.
 
 
E a calma silenciosa,
Da solidão vivida a dois
Como se fossem um só.
 
 
Os envolvia nessa tarde sinuosa,
Onde se cantava ao longe
E ali se amava no final do dia.
 
 
E a sombra descia,
E os encantava
Em novos jogos de amor.
 
 
E a água da Fonte escondia,
Os outros sons que se ouvia
E o grito rouco que gemia.
 
 
E jogavam como sombras,
Num mundo de magia
Num términos de nostalgia.
 
 
-Que belo final do dia,
Tu me deste meu amor
E eu te dei tudo, como sabia…
 
 
E tu gostas deste amor,
Desta fonte de água fria
A gotejar bolhas fugidias.
 
 
A aparecer,
A acabar,
A cintilar,
A esmorecer
 
 
No Final
De um Novo Dia!
 
Maria Luísa Adães
 
publicado por M.Luísa Adães às 11:53
link do post | favorito
De Fisga a 12 de Março de 2009 às 19:26
Olá amiga Maria Luísa. Obrigada pelo poema que é espectacular. Sabes? Tu escolheste um título muito bonito, há palavras que são especiais e inspiradoras. Tais como: Amor, amizade, Felicidade, Natividade ou nascimento que é a mesma coisa. E outras que agora não me lembro, e acima de tudo, a palavra Fonte, fonte é fonte e o nome é Q. V. Para definir a palavra, Tudo nasce nas Fontes. Ao contrário de Fim, ocaso, términos, morte, ou terminal. E tantas outras, são palavras sem inspiração e sem interesse. Foste muito feliz na escolha. Parabéns por isso. Um grande beijinho deste teu amigo, que muito te admira, por seres a pessoa que és, muito rica de sentimentos. Eduardo.


De M.Luísa Adães a 13 de Março de 2009 às 08:59
Eduardo

O teu comentário ao poema "Fonte" encheu-me de
alegria, por gostares do poema e ainda, pelo título do mesmo que nos faz lembrar paisagens frescas,
repletas de flores, lugares paradisíacos, onde podemos andar com alegria e respirar o ar que nos
guia.

Obrigada , meu amigo

Com carinho,

Maria Luísa


De Fisga a 13 de Março de 2009 às 16:54
Olá amiga M. Luísa. Eu sabia que o comentário te ia deixar feliz, mas não foi por isso que eu o redigi assim. Eu gostava de ser capaz de exprimir por palavras o que representa para mim a palavra FONTE. Fonte é uma porta pela qual só se sai, não tem entrada. Fonte é dádiva, fonte é prémio, é nascente, é.... É mágica para mim. Eu tenho uma foto na minha cabeça que me mostra o que significa fonte, para mim, mas eu em palavras não sei descrever. A foto que eu tenho na minha cabeça, é uma figura feminina mas muito mal definida, a jorrar cá para fora o nada e o tudo que nós querer-mos, aberta à dádiva, à entrega à servidão, à satisfação das exigências do seu próximo, sem nada pedir em troca, porque ela não é receptora, é apenas emissora. É uma fonte. Um beijinho Eduardo.


De M.Luísa Adães a 13 de Março de 2009 às 19:19
Eduardo
Fonte é o máximo dos máximos; É a Fonte da Vida!

Nas águas que correm saciam a sede do Peregrino que caminha sem parar e encontra o lugar onde pode descansar.
As águas correm da Fonte, alimentam e saciam a fome e a sede do Caminhante perdido, num local sem fim.

Foi numa Fonte que Jesus descansou do calor do deserto e a Samaritana lhe ofereceu água fresca,
saída da Fonte gotejante.

É o símbolo da Natureza pura, sem guerras, sem
sofrimentos e sem dor.

É o melhor que podemos encontrar em qualquer
lugar.

Na fonte a água sai - não entra - apenas tem a saída para a natureza que a espera sequiosa de
frescura.

Isto é a minha concepção de Fonte - o resto vem no meu Poema "Fonte".

Obrigada por gostares.

Beijos,

Maria Luísa


De Fisga a 14 de Março de 2009 às 11:25
Amiga Luísa. Isto é a nossa concepção de fontes, Porque há centenas, talvez milhares de fontes. A fonte é algo de onde nasce algo. Um beijinho Eduardo.


De M.Luísa Adães a 14 de Março de 2009 às 18:09
Eduardo

A minha" Fonte " "É a Fonte da Vida" , entendido?

Refiro-me à Fonte, donde partem todas as fontes do mundo," A fonte da Vida" e neste caso específico não há várias fontes, mas uma Única e todas as outras, nascem dessa.

Não há várias concepções de Fonte, há, neste caso, a "Mãe" de todas as Fontes. Fiz-me entender?
O poeta diz, escreve e conta e tem a sua forma
de vêr, nada tem com o resto...

Esta é a minha Fonte! Esta é a Fonte a quem eu presto a minha homenagem!

Percebido, meu amigo do peito?

Maria Luísa


De Fisga a 16 de Março de 2009 às 11:27
Olá amiga Luísa. Peço desculpa pela interpretação incompleta que eu fiz. Tens toda a razão Um beijinho Eduardo.


De M.Luísa Adães a 16 de Março de 2009 às 12:23
Eduardo

Obrigada por entenderes - há, neste caso, uma única Fonte - a Mãe de todas as fontes e a água que dela sai, é o alimento do Corpo e do Espírito
do Peregrino deste mundo. É a Fonte da Vida!

E foi uma pena, ter ficado abaixo da" Confiança" no blogs - deixou de chamar a atenção - eu tinha tido muito interesse, em que ela náo entrasse em 2º. plano, mas entrou...e não estou conformada!

Foste a pessoa que lhe deu a atenção que eu desejava - Obrigada por isso!

Com gratidão,

Maria Luísa


De eduardo a 16 de Março de 2009 às 15:43
Olá amiga Luísa. Não te martirizes por isso. Lembra-te que há tantas outras coisas na vida que mereciam muito mais importância do que aquela que as pessoas lhe dão, deixando tantas vezes de tirar delas o rendimento que elas estavam preparadas para dar, e por falta de atenção e carinho ficam estagnadas para sempre. E tens ainda outra coisa a considerar, as acções ficam para quem as pratica, e não sobra nada para quem as não pratica tu semeaste num terreno que é comunitário, e dele colhe quem precisa, será que quem não colheu não precisa mesmo de nada? Um beijinho Eduardo.


De M.Luísa Adães a 17 de Março de 2009 às 09:48
Eduardo

Tens razão; quem nada colheu, não necessita da água pura e fresca da "Fonte da Vida".

Vou aceitar! Já me sinto feliz com as pessoas que me escreveram , entre elas, a nossa querida amiga.
Ela não esqueceu e já escreveu mais do que uma vez.
Tenho, graças a Deus, muito bons amigos!

Beijos para ti e agradeço os conselhos.

Maria Luísa


De Fisga a 17 de Março de 2009 às 18:52
Olá amiga Luísa. Fico muito feliz por ti. Porque afinal há sempre que aproveite para tirar lição do livro que outros abandonam e não lêem. É como dizes tens muitos e bons amigos. Parabéns Um beijinho Eduardo.


De M.Luísa Adães a 17 de Março de 2009 às 19:03
Eduardo

E tu és um deles! Ficaste cheio de pena pela minha "Fonte" ficar em 2º. plano , mas a "Confiança " compensou e juntando esse poema,
(que me parece bom) à Fonte, tive muitos amigos a comentar um e o outro e estou mais feliz e tu
estiveste a ajudar. Eu entendi...

Beijos, amigo do peito.

Mª. Luísa


De Fisga a 18 de Março de 2009 às 15:01
Olá amiga Luísa. Tens razão, fiquei cheio de pena, mas apenas por uma razão. Porque notei claramente que tu ficaste triste. Porque pelo facto de o comentário merecer mais atenção, e não a ter, isso é como eu digo, as acções ficam para quem as pratica, e não para a pessoa a quem se dirigem. Um beijinho Eduardo.


De M.Luísa Adães a 18 de Março de 2009 às 18:20
Eduardo

Tens razão, passou despercebido, pois ficou em 2º. plano, mas foi pena; vai ser editado em Livro , quando regressar do Brasil.
Mas os comentários dos amigos, são sempre agradáveis.

Publiquei, hoje, um outro poema com o título :
"NEM SEMPRE!"

Quando tiveres tempo, dá-me a tua opinião; é
sempre benvinda.

beijos,

Mª. Luísa


De Fisga a 19 de Março de 2009 às 17:04
Olá amiga Luísa. Sabes amiga: embora seja, e é muito gratificante, os comentários dos amigos, mas é assim: nós escrevemos, e isso que nós escrevemos é posto ao julgamento de uma panóplia de pessoas que não estão mandatadas por nós e muito menos pagas para comentar. Foi de facto pena, mas tem paciência para a próxima será melhor. Então mas é verdade que vais fazer um livro? Também é verdade que vais deixar a gente outra vez e vais para o Brasil? Eu vou sentir a tua falta. Mas fica sabendo que eu quero um ou dois exemplares autografados. Beijinhos Eduardo.



Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




.mais sobre mim

.links

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.arquivos

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.posts recentes

. ROUBO

. Beijos/ Novo Ano Feliz

. BEIJOS

. Cantei!

. Oferta

. 11 de Setembro

. Oferta/ Evanir

. Oferta, a Maria luísa Adã...

. Cortesia de : Poesias do ...

. Três Rosas

. Oferta/ Maria/ Espanha

. Facebook/ Foto: A World o...

. Oferta/ Las cumbres del O...

. Oferta

. Pablo Neruda

. Agradecimento

. Prelúdio

. Oferta/ Novembro de 2012

. Poema sem nome

. Prémio Dardos/ 2012

. Saudade

. Juventude

. Jogos Olimpicos

. Amo!

. Oferta : www.estoyatulad...

. Bertold Brecht

. Decepcion ...

. Das Trevas para a Luz

. Primavera

. O Tempo

.favorito

. Whitney Houston

. FOGO

. NOITE

. Meu Amigo

. SEDE

. VIDA

. NUA

. Nascer e Viver

. REALIZAR

. ROSA IMORTAL


Selo do prémio dardos Oferta:-http//tintasepinceis.blogs.sapo.pt



Familia Maldonado /Brasão