Domingo, 13 de Julho de 2008

NADA!...

 

 

 

 

 

Um narrador:

dois poetas, num único poeta...

Vivem da ilusão do seu estar, no Mundo!

                                      Maria Luísa

 

 

Eu não procuro Nada!

Tudo nos foi dado,

Nada ficou...

Tudo foi atraído

Às nossas Vidas.

E recebemos tudo ...

Sem clamar,

Sem fugir,

Sem lutar,

 

Apenas aceitar

E caminhar,

De pesadelo em pesadelo,

Difícil de suportar!

 

E o poeta queixa-se ...

Deixá-lo queixar-se!

Que importa?

A poesia tudo vai mudar!

 

O seu estar,

O seu pensar,

A sua forma de olhar,

O seu modo de encantar,

Tudo vai mudar!

 

E eles,

Pobres coitados

Sem reparar,

Continuam a cantar,

A escrever,

A amar,

Sem perceber ...

O seu Mundo vai terminar!

 

Ele que sou Eu,

Não sabe!

Não pode saber ...

Eu não lhe vou dizer!

 

Deixá-los aos dois,

Continuar a pensar

Que o Tudo ... Que é Nada,

Chegou ... Sem ter Chegado!

 

E a eles, nada lhes foi dado ...

Nada! ...

 

E o Nada ... Matou! ...

Eles não sabem! ...

 

Pobres Poetas,

Não têm Nada ...

... Não sabem de Nada!

publicado por M.Luísa Adães às 10:57
link do post | comentar | favorito
29 comentários:
De M.Luísa Adães a 16 de Julho de 2008 às 13:18
Edu

sempre prazenteiro " Caminhante ... Não há caminho";

Mas vou confidenciar-te uma coisa que nunca digo...
a ti, só a ti que vives num território com Alma.

Há Caminho, verdade, amor, confiança e tudo quanto
desejamos ... mas eu não digo! Não posso dizer!

Obrigada pelo teu comentário (lindo) e pela tua presença, sempre querida!

Beijos,

maria Luísa


De sonhodeviver a 17 de Julho de 2008 às 21:22
Olá amiga , ai ai acho que ainda nao tinha comentado , já te tinha visitado mas ai a pressa do dia a dia desculpa , teu blog está lindo tens uma simpatia enorme , lindo poema ...beijos tudo do melhor amiga e beijos nesse doce coração até muito breve pois irei voltar!!

Sonho de Viver


De Sindarin a 17 de Julho de 2008 às 21:36
Querida Mª. Luísa! Sinto-me em falta consigo. Mto por culpa do trabalho, do outro trabalho k todas temos a casa, dos filhos, mas mto porque tenho de me obrigar a tirar nem k seja dois minutos para lhe agradecer o carinho e a sua inegualável atenção e disposição em me ajudar. Obrigado por tudo, sinto como se tivesse encontrado um anjo, daqueles que nos tocam o coração mto de mansinho com tanta su~btilidade e carinho que ficamos presos para sempre. Desculpe por favor sinceramente só agora lhe responder e só agora ir retirar o seu comentário como pediu. Um dia amiga posso chamar-lhe assim? Iremos encontrar-nos e agradecer-lhe isso acho k nunca poderei fazer o suficiente. Um grande beijinho. Desculpe mais uma vez a pressa tantas vezes nossa inimiga.


De NEOABJECCIONISMO a 17 de Julho de 2008 às 23:55
Maria Luísa.
Tanto lutei que consegui chegar à alma de poeta que canta o nada que é tudo. Que é saber e não saber.
Que é vida e morte. Luta e dor. Que é tudo e nada.
O poema desenvolve-se como uma cascata de límpidas águas rumorejantes. Toca-nos o rosto, interioriza-nos e flui vertiginoso na senda de nós que o absorve, sequiosos do verbo e da sedução de saber, de querer ter a alma de poeta.
beijos
Neo


De M.Luísa Adães a 18 de Julho de 2008 às 09:42
Sonho de viver

É com imensa alegria que te recebo a ti e às tuas palavras no meu blogs e ao meu poema" NADA";

os dois poetas "que sou eu" agradecem todo o encanto que emanas, com o teu estar neste local.

Será que voltaste?Será que tive essa felicidade de te encontrar por este mundo, bom e mau ... depende de quem o faz - bom ou mau - Depende e muito de todos
nós.

Obrigada pelo teu carinho e aparece sempre ... como se fosses Eterna!

Beijos,
Maria Luísa


De M.Luísa Adães a 18 de Julho de 2008 às 09:55
Neo,

querido amigo, verdadeiro, leal...num contraste flagrante, com o que eu escrevo e o que tu escreves... mas isso não conta, nem importa ao poeta que é verdadeiro e aceita os amigos, como eles são.

O que escreveste é lindo! Escreves tão bem, meu amigo, meu professor, meu protector... Queiras ou não - acredites ou não - isto é verdade!

"Pobres Poetas
Não têm Nada ...
...Não sabem de Nada"!

Obrigada pela tua presença e pelo" poema que me escreves"; edito o teu poema? Mostro-o ao Sapo ou ao google? Diz-me ... Só o faço, se tu disseres "SIM"!

Depende de ti! Tu mandas!

Beijos,

Maria Luísa


De M.Luísa Adães a 18 de Julho de 2008 às 10:04
Sindarin

Estava aflita com a sua ausência, mas já passou... e estou bem comigo e com a sua amizade que aceito e me congratulo por ela vir ao meu encontro e a este poema que tanto diz - sem, inteiramente, dizer ...

Pobres Poetas,
Não têm nada ...
...Não sabem de Nada!

Obrigada pela sua preseça; adorei encontrá-la!
Volte sempre, sem medos ... e eu recebo-a, sempre,
com carinho e amizade.

Beijos,

Maria Luísa


De jcm-pq a 18 de Julho de 2008 às 10:06
Olá!
De uma palavra tão pequena!. Quatro letras apenas, “NADA”!. Sai um poema tão lindo!. Parabéns por este e pelos outros!. Gostei de todos os que li!. Ainda faltam alguns!.

Um poeta é um sofredor; um optimista; um pessimista; um poço de alegria; um poço de tristeza …… É de facto um fingidor (F. Pessoa), porque, infelizmente, para mim, não consigo descobrir pela poesia, (há alegria com lágrimas) o que lhes vai na alma!. É um defeito meu ou de formação. Não sei!.
Vou ser um leitor assíduo dos seus poemas, sob pena de não os entender em profundidade!. Peço-lhe desculpa!...

Jcm-pq


De M.Luísa Adães a 18 de Julho de 2008 às 10:30
jcm-pq

Encontrei-o por um acaso, num local de um amigo seu... E gostei da sinceridade e da verdade que emana das suas palavras...E ficou para mim; chamou a minha atenção!

E qual não foi o meu espanto...Estava presente, no meu recanto!

Fernando Pessoa enquadrado neste dizer ... É uma honra!

Mas lhe digo, não é defeito seu não os entender, na alegria, na tristeza, na melancolia e no desânimo ... que eles apresentam e misturam, a cada passo...
É um defeito, sem ser defeito, da Alma do poeta, onde
poucos podem entrar e entender tudo ... Quanto eles
dizem e se esforçam ,nesse dizer...

E repito:

Pobres Poetas,
Não têm Nada ...
...Não sabem de Nada!

Agradeço comovida, a sua presença e as suas palavras!

Volte, não deixe de voltar, o Poeta que sou Eu e o outro poeta que entra no poema e ainda, o narrador...

Que observa e comenta ... Esperam por si! Um dia vai entender todos os Poetas e Fernando Pessoa também e aos seus heterónimos... Tão diferentes ...Tão iguais! ...

Beijos,

Maria Luísa


De M.Luísa Adães a 18 de Julho de 2008 às 19:56
aminhadortemoteunome

Afinal, você foi a pessoa com quem tive mais contactos nos primórdios da minha vida virtual. Lembro tudo...mas houve um tempo em que desapareceu e depois voltou, depois arranjou outros blogs e eu comecei a confundir tanta coisa e deixei de ter tempo. Não vai tornar a acontecer! Comprou os 7 degraus, mas já tenho escrito no google e no sapo, muita coisa que não está publicada. E as pessoas têm
gostado, outras adorado, outro disse que eu não sabia escrever e só tinha vaidade e outra senhora
acusou-me de ter copiado a idéia do poema" Amante"
de uma outra senhora que acidentalmente e por coincidência escreveu "AMANTES" na mesma altura.
Coisas, completamente DIFERENTES...Mas só quem sabe poesia pode julgar e mesmo assim, me parece
que só Deus pode julgar!
Foi uma confusão inédita! Deu para conhecer as pessoas e separar o" trigo do Joio" e também aprender que não se pode agradar a "Gregos e a Troianos".

Não foi mau, pois ficaram só os bons... Os outros foram às suas vidas e se não me esqueceram ... dá
para admirar!

Isto é o mundo virtual ,com o seu lado bom e outro muito mau...

Enfim, é o resumo da minha vida neste recanto!
Tenho gosto em a ter reencontrado e reconhecido;
ajudou-me muito a sua presença e continua a ajudar.

Pede uma opinião:

"só aceitando tudo na vida seremos felizes"

È impossível não aceitar o que se nos depara...há quem não aceite, se revolte , mas isso torna mais dificíl a situação e muitas vezes impede a solução do
problema - para sempre -!
Então, mesmo sofrendo e lutando,aceitamos ... mas
continuamos a luta por meses ou anos e conseguimos VENCER!

Aceitar, não significa ficar inerte, perante o sucedido;
é necessário lutar e nessa luta, aprendemos a vencer as adversidades do "chamado Destino".
Mas aceitamos, sofremos, lutamos e no final vem a vitória por nós pedida, no momento em que o mal nos atinge.

Por isso, o filosofo diz:

Só aceitando tudo na vida ... seremos felizes!

Entendido? Quando precisar de mim "procure-me".

Beijos,

Maria Luísa



De Just Moments a 19 de Julho de 2008 às 17:37
Entendido Amiga!
obrigada pela resposta e pela resposta tão rápida!
E adorei a interpretação! sim..já andava há uns anos a pensar nela..mas é isso menos..OBRIGADA
sim..os 7 degraus..e vou procurar no google..não sabia que estava ai!

Lamento toda esta confusão com os blogs..mas explico..
A minha dortemoteunome, foi uma fase que ficou para trás na minha vida..algo que me marcou muito e que nunca esquecerei..mas que me adianta a mim pobre mortal..andar a viver de recordações?
Custou..pois apesar de tudo dediquei aquele cantinho mais de 1 ano..
Mas tudo na vida muda e se algo nos esta a fazer mal..então temos de tomar decisões.E a minha decisão foi essa..
Por outro lado houve uma pessoa (exactamente a que não queria que descobriu..por isso a decisão de encerrar! Senti-me invadida na minha privacidade!

Quando a essas confusões que detesto..bem saiu um livro (que fala de uma historia de uma africana, penso eu)que tem o nome aminhadortemoteunome..
felizmente só saiu este ano..senão ia ser acusada sei lá do que...
enfim..há muita gente invejosa!!

espero que entenda e tenho o outro cantinho aberto
o Just Moments!

Terei todo o gosto em que o visite!

Beijinhos e Obrigada

E Um belo fim de semana


Comentar post

.mais sobre mim

.links

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.arquivos

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.posts recentes

. ROUBO

. Beijos/ Novo Ano Feliz

. BEIJOS

. Cantei!

. Oferta

. 11 de Setembro

. Oferta/ Evanir

. Oferta, a Maria luísa Adã...

. Cortesia de : Poesias do ...

. Três Rosas

. Oferta/ Maria/ Espanha

. Facebook/ Foto: A World o...

. Oferta/ Las cumbres del O...

. Oferta

. Pablo Neruda

. Agradecimento

. Prelúdio

. Oferta/ Novembro de 2012

. Poema sem nome

. Prémio Dardos/ 2012

. Saudade

. Juventude

. Jogos Olimpicos

. Amo!

. Oferta : www.estoyatulad...

. Bertold Brecht

. Decepcion ...

. Das Trevas para a Luz

. Primavera

. O Tempo

.favorito

. Whitney Houston

. FOGO

. NOITE

. Meu Amigo

. SEDE

. VIDA

. NUA

. Nascer e Viver

. REALIZAR

. ROSA IMORTAL


Selo do prémio dardos Oferta:-http//tintasepinceis.blogs.sapo.pt



Familia Maldonado /Brasão