Quinta-feira, 22 de Março de 2012

Primavera

 

 

Estou na Serra; na nossa Serra...Nossa Mãe

Eu e Tu.

 

Sentimos o perfume das flores, olhamos as árvores

e elas apresentam outras cores...mais vivas e alegres.

 

O ar à nossa volta é mais leve; o vento tem uma voz diferente,

há mais barcos sulcando o mar,

barcos de todos os tamanhos e todas as cores.

 

As nuvens correm, traçando desenhos ao nosso gosto,

ligeiramente acinzentadas e brancas, como Anjos

da Corte de Deus.

 

Olhamos o cimo e lá se encontram as sentinelas

vestidas de outros tons.

 

Os habitantes da Serra saíram das grutas

e retocam as árvores e as flores.

 

Trabalham na beleza da Serra e ela debruça-se

olhando o mar

e sente-se brilhante, feminina e gosta...

 

A Juventude está igual a ela própria refletida

no imenso espelho à sua frente.

 

Fonte da vida, de limpidez angélica.

 

Sinto-me feliz no descobrir de tudo, quanto não poderia ver sem Ti.

 

Aquele amigo diáfano caminha na areia da praia;

 

não foge, flutua nas suas asas da cor do mel e do leite,

 

qual Querubim brincando.

 

E sei! A Primavera voltou

 

O Inverno passou!...

 

Maria Luísa Adães

 

(in  Arrábida, Serra, Mar e Vento)

 

 

 

                                                 Oferta : http://lagatacoqueta.blogspot.pt   em 4 de Abril de 2012

publicado por M.Luísa Adães às 14:28
link do post | comentar | favorito
|
34 comentários:
De Cecilia a 22 de Março de 2012 às 16:08
Estamos e volvemos sempre à nossa Arrábida!

O tempo passa
as gerações passam
Ela
A Serra e o Mar ficam,

para nosso encanto
nestes dias sombrios
E hoje em especial, este País parou, como se tivesse morrido.

Cecilia


De M.Luísa Adães a 23 de Março de 2012 às 12:45
Olá

Verdade , parrece ter morrido, mas vai ressuscitar
por um Milagre...

Acredito em milagres, mas tem de se lutar.

"A Primavera voltou
O Inverno passou"...


De Anthos a 22 de Março de 2012 às 16:11
Que bom encontrar a Paz no sol , no verde da serra
e no azul do mar.

Me lembras nossos tempos
em que todos existiam
e tantos já partiram...

Te adoro, amiga e às tuas lembranças sempre vivas.

Anthos


De M.Luísa Adães a 23 de Março de 2012 às 12:48
Obrigada por louvares minhas lembranças e meu
Livro onde ficaram, eternamente, escritas essas lembranças.

Abraço

M.L.


De Augusto a 22 de Março de 2012 às 16:16
Só neste espaço nos lembramos
que também,
a natureza é agredida
a cada passo.

A Arrábida está mudando...
Resta-nos a Serra, o mar e um pouco de areia...

E o vento cantante de terras distantes...

Abraço e à tua Primavera escrita in Arrábida...

A.


De M.Luísa Adães a 23 de Março de 2012 às 12:50
A.

Agradecida por te lembrares da minha Primavera "In
Arrábida".

Ela e a Primavera voltaram...

Abraço

M.L.


De MC a 23 de Março de 2012 às 12:53
Linda essa prosa que escreveste no final do livro.
Eu o tenho...
E a Primavera voltou e tudo vai transformar---

Lindo! Da amiga,

MC


De M.Luísa Adães a 23 de Março de 2012 às 16:25
Esperemos que sim!...

Mª. Luísa


De Edu a 23 de Março de 2012 às 18:02
Saudades de nossa Arrábida e dessa Primavera tão bem contada!

Abraço,

Edu


De M.Luísa Adães a 24 de Março de 2012 às 09:41
Edu

Saudades desse tempo e muitas...muitas Primaveras
se passaram, sem muito com os quais nos encontravamos...

E a nossa Arrábida, continua
com estas recordações guardadas e quando a visito me lembro de ti e de todos.

Abraço,

Mª. Luísa


De Artur a 24 de Março de 2012 às 18:57
Dalai Lama e a Arrábida

Como os podes juntar?

Abraço

Artur


De M.Luísa Adães a 24 de Março de 2012 às 19:32
Posso amigo,

Através do Vento e do Mar...

Maria Luísa


De jabeiteslp a 26 de Março de 2012 às 16:48
e eu sempre atrasado....

naufragado


longe do belo portinho
musa do teu cantinho...


bela tarde Luisa
joca dos calhaus


De M.Luísa Adães a 26 de Março de 2012 às 17:07
Jocas
Dou logo pela tua falta e pensei, alguma coisa se passa.

Obrigada por te lembrares e pelas lindas palavras que sabes escrever.

Abraço,

Mª. Luísa


De poetaporkedeusker a 2 de Abril de 2012 às 17:45
Que linda fotografia e que lindo poema, Maria Luísa!
Fui ao 7 degraus e, como não havia nenhum poema novo, lembrei-me de passar por aqui. Em boa hora o fiz porque isto é lindíssimo!
Um enorme abraço, amiga!


De M.Luísa Adães a 4 de Abril de 2012 às 15:59
Mas eu tenho outro poema! Não sei há quanto tempo me escreveste e hoje te encontrei por aqui.
Penso que nunca respondi. E esta Primavera faz parte, do meu segundo livro.Não sei se escrevo em duplicado.

Abraço,

Mª. Luísa


De poetaporkedeusker a 4 de Abril de 2012 às 20:48
Nunca vi que escrevesses em duplicado... falta-te ou sobra-te algum poema? Não vejo mais nenhum depois deste, aqui, no Prosa Poética...
Abraço grande!


De M.Luísa Adães a 5 de Abril de 2012 às 19:33
Amiga

Parece não ter consistência o que disse. Pensei que tinha escrito em duplicado - o quê? Não sei!

Estou meia passada! Um abraço, melhoras muitas
e obrigada, pela tua presença neste lugar distante.

Maria Luísa


De poetaporkedeusker a 5 de Abril de 2012 às 20:14
Não te preocupes que eu sei bem o que isso é. Uma vez respondi praticamente a dormir e fiquei muito espantada por não conseguir "decifrar" o que tinha escrito...
Isto, ou é muito cansativo, ou eu estou mesmo muito fracota... já me custa imenso estar tanto tempo sentada no banco de madeira...
Beijinho!


De M.Luísa Adães a 6 de Abril de 2012 às 09:49
E como te disse,
assaltaram "os7degraus"
e por milagre,
não o destruiram!

Minhas costas ficaram mal...

Obrigada,

Mª. Luísa


De poetaporkedeusker a 6 de Abril de 2012 às 14:57
Assaltaram o teu blog principal? Mas eu estive lá ontem e estava normalíssimo...
Tens, provavelmente, trabalhado demais, Maria Luísa... a coluna é um dos nossos pontos fracos e, quando começa a doer muito, temos mesmo de deitar-nos e procurar uma posição de relaxamento. Por vezes é-nos possível, estando deitadas, levantar um pouco os joelhos e encontrar uma posição menos desconfortável... nem sempre alivia completamente, mas pode ajudar...
Abraço grande, amiga. As tuas melhoras e que possas ter uma boa Páscoa!


De M.Luísa Adães a 6 de Abril de 2012 às 19:05
Assaltaram o blogs , mas por sorte minha, não o
destruiram.
Cheguei a casa eram 20h e abri o pc apanhei um susto, as minhas costas pioraram de imediato.

Se o destruirem, já não coloco outro. Termina mesmo,
mas sinto pena. Já providenciei, mas ainda não está seguro.Tenho de esperar até segunda, tudo se encontra fechado!
O pirata me conhece, pois até falava numa sobrinha minha de 10 anos.

Colocaram uns versos e uma senhora já tinha deixado um comments, mas admirada com a maneira como os versos estavam escritos.

As melhoras para ti. Tenho colocado From Darkness
to Light, mas não tenho nada escrito por enquanto...

Passa uma boa noite com teus bichinhos´e obrigada.

Mª. Luísa


De poetaporkedeusker a 6 de Abril de 2012 às 21:31
Que aborrecimento, amiga!
Espero que melhores rapidamente e que consigas securizar o blog sem que voltem a perturbar-te. Repito que não entendo as pessoas que fazem isto... então com uma criança pelo meio e tudo!
Descansa o melhor que puderes e tenta não te preocupar demasiado com isso.
Abraço grande!


De M.Luísa Adães a 7 de Abril de 2012 às 12:06
M. João
"Das Trevas para a Luz"

está acima da Primavera.

No prémios está "From Darkness to Light"

e tenta abordar a Maçonaria...
em poucas palavras, pois não posso escrever mais.

Mas o simbolismo da imagem e o pouco que digo,
é um farol à distância para entender o que pretendo.

E termino por hoje. Abraço grande,

Maria luísa


De poetaporkedeusker a 7 de Abril de 2012 às 13:25
Vou lá ver, amiga.
Hoje também estou péssima, do ponto de vista físico... acho que abusei. Não te sei explicar porquê e sei que poucos me acreditarão mas, de cada vez que tenho uma "crise poética" - digo crise mas refiro-me a um tempo de intensa criação poética - fico toda avariada! Feliz, mas toda avariada... parece que me passou um camião por cima...
Beijinho, amiga!


De M.Luísa Adães a 7 de Abril de 2012 às 14:53
Mª. João

O que dizes é verdade! O escrever puxa pela nossa parte interior e vai afetar todas as coisas de que estamos a sofrer.

Uma senhora que esteve muito mal, quando melhorou, o médico a aconselhou por uns tempos, a
escrever poesia leve. E isto é verdade!

Te espero, foi uma idéia que surgiu de repente.
Cá estou eu a puxar à parte interior que está afetada.

Mª. Luísa


De poetaporkedeusker a 8 de Abril de 2012 às 00:53
Não tenho dúvidas a esse respeito, amiga. E o contrário também acontece. Quando, por exemplo, as coisas se descontrolam no nosso organismo através de uma infecção mais grave e dolorosa, as palavras dificilmente fluem... e o mesmo acontece quando o corpo nos exige descanso... se o sono é imperioso - e pode ser muito, muito imperioso - as palavras também não saem, ou saem muito entrecortadas e sem grande sentido... quanto a esse médico... bem, ele tem toda a razão, mas não deve ser poeta. Se fosse poeta, saberia a força com que a poesia se nos impõe. já disse ao Poeta Zarolho e repito que é muito, muito forte... se eu me contrario e, por qualquer razão absolutamente inadiável, deixo de a escrever no momento certo, fico completamente desolada. Mas cansa imenso...
Um enorme abraço e que tenhas uma noite descansada, Maria Luísa.


De M.Luísa Adães a 8 de Abril de 2012 às 12:25
M. J.

A poesia se impõe
a prosa-poétca se impõe
a prosa se impõe
escrever se impõe!

E é difícil fugir
a essa imposição...

Dia Feliz,

Mª. Luísa


De poetaporkedeusker a 8 de Abril de 2012 às 21:52
É difícil e eu acredito que seria muito errado fazê-lo, amiga.
Só agora pude vir até cá porque fui almoçar a casa de uns amigos. Foi muito agradável embora, ao chegar, tenha descoberto que estava com febre outra vez... não sei mesmo o que se passa comigo este ano... nunca tinha havido um Inverno com tanta "maleita da época" quanto este... mas agora já não é Inverno e eu continuo... enfim, espero que seja apenas uma gripe ligeira.
Abraço grande!


De M.Luísa Adães a 9 de Abril de 2012 às 11:58
Às vezes se torna impossível, mas é tentador...eu sei!

Mª. Luísa


De poetaporkedeusker a 9 de Abril de 2012 às 15:12
Nem sei se lhe chamaria tentador... é apenas imperioso.
Abraço grande!


De M.Luísa Adães a 15 de Abril de 2012 às 13:32
Extremamente tentador...

Um abraço,

Mª. Luísa


De Lucia a 4 de Abril de 2012 às 12:34
Bela prosa-poetica, com esse amigo das asas da cor do mel e do leite que caminha diáfano na areia da praia.

Sentido e belo! Parabéns, amiga, te adoro,

LUCIA


De M.Luísa Adães a 4 de Abril de 2012 às 15:59
Obrigada amiga,

Mª. Luísa


Comentar post

.mais sobre mim

.links

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.arquivos

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.posts recentes

. ROUBO

. Beijos/ Novo Ano Feliz

. BEIJOS

. Cantei!

. Oferta

. 11 de Setembro

. Oferta/ Evanir

. Oferta, a Maria luísa Adã...

. Cortesia de : Poesias do ...

. Três Rosas

. Oferta/ Maria/ Espanha

. Facebook/ Foto: A World o...

. Oferta/ Las cumbres del O...

. Oferta

. Pablo Neruda

. Agradecimento

. Prelúdio

. Oferta/ Novembro de 2012

. Poema sem nome

. Prémio Dardos/ 2012

. Saudade

. Juventude

. Jogos Olimpicos

. Amo!

. Oferta : www.estoyatulad...

. Bertold Brecht

. Decepcion ...

. Das Trevas para a Luz

. Primavera

. O Tempo

.favorito

. Whitney Houston

. FOGO

. NOITE

. Meu Amigo

. SEDE

. VIDA

. NUA

. Nascer e Viver

. REALIZAR

. ROSA IMORTAL


Selo do prémio dardos Oferta:-http//tintasepinceis.blogs.sapo.pt



Familia Maldonado /Brasão