Sábado, 18 de Fevereiro de 2012

Nau

 

 

 

Última Nau Portuguesa a sulcar os mares, ainda no seu tempo áureo.

 

"D. Fernando II e Glória" (pintura a Óleo)

 

Neste momento em doca-seca em Cacilhas - Lisboa

onde pode ser visitada.

 

Iluminada à noite para mostrar que vive e nasceu de um Povo

que deu ao Mundo "Novos Mundos".

 

A não esquecer e a ser conhecida por todos os portugueses

que neste momento difícil, choram as suas inúmeras dificuldades.

 

Esperemos que se amerceiem pelos mais pobres, pelos sem emprego,

pelos doentes crónicos, pelos que não sabem que fazer e pelos

que calcorreiam as ruas sem caminho e sem abrigo.

 

Roguemos por Eles

Por nós

Por todos

E por Portugal!

 

Ó Senhor dos meus encantos, olhai pelo nosso Futuro!

 

Maria Luísa Adães

 

 

 

 

 

Oferta/ http://lagatacoqueta.blogspot.com ao blogs

 

http://os7degraus.blogspot.com

publicado por M.Luísa Adães às 10:20
link do post | comentar | favorito
|
34 comentários:
De Lucia a 18 de Fevereiro de 2012 às 11:06
Oi Maria Luísa

Um encanto amiga e tão bem traduzes nossas angústias, dentro do teu estilo tão diferente e
tão belo - tanto em poesia como em prosa.

Com imensa ternura

Lucia



De M.Luísa Adães a 18 de Fevereiro de 2012 às 11:56
Obrigada Lucia.
Muito me encanta tua presença
e tuas palavras
e o teu gostar de mim!

Abraço,

M.L.


De Lucia a 18 de Fevereiro de 2012 às 18:59
Um espetaculo que me mostras, acompanhado do que escreves.

My dear friend,

Lucia


De M.Luísa Adães a 19 de Fevereiro de 2012 às 10:25
Obrigada, uma vez mais

M.L.


De Lucas a 18 de Fevereiro de 2012 às 19:01
Bravo, Mª. Luísa, te amo e ao que escreves

Lucas


De M.Luísa Adães a 19 de Fevereiro de 2012 às 10:26
Agradeço amigo, esse amor pelo que escrevo.

M. Luísa


De poetazarolho a 18 de Fevereiro de 2012 às 19:24
“Caravelas de esperança”

D. Fernando II e Glória
De um povo marinheiro
Escreveu linhas d’história
Por esse mundo inteiro

E mais linhas escreverá
Não nesta mas noutras eras
Que esta é demasiado má
Tempo de fúrias e feras

Tempo este sem lucidez
Ao novo tempo faz apelo
Nas caravelas de esperança

De novo este povo português
Se lançará ao mar tão belo
Contra tempestade ou bonança.


De M.Luísa Adães a 19 de Fevereiro de 2012 às 10:29
Amigo

Espero que tuas esperanças estejam certas!

Mas como dizes

"o tempo é de fúrias e feras"

E este povo se lançar de novo ao mar? Só se for
suicidio...

Abraço e obrigada,

Maria Luísa


De poetaporkedeusker a 19 de Fevereiro de 2012 às 13:05
Que bela nau cruza o mar,
Que bela nau volta ao cais!
O pintor que a quis pintar
Deu-lhe cor e deu-lhe mais

Porque a leva a persistir
Além do tempo real
E porque nos faz sentir
Que esta nau é Portugal!

A chegada é sempre bela
Mas talvez a nau, partindo,
Desminta o que eu pressenti...

Talvez parta, a caravela,
E alguém se vá despedindo
Do país que deixa aqui...




De M.Luísa Adães a 21 de Fevereiro de 2012 às 16:03
Amiga,

Talvez seja uma despedida!...

Mª. Luísa


De poetaporkedeusker a 21 de Fevereiro de 2012 às 16:20
Talvez... hoje estou demasiado sensível para me alongar muito sobre a dupla conotação deste meu sonetilho...
Não quero falar de despedidas, hoje. O Kico está num daqueles dias mauzinhos e eu estou de coração nas mãos...
Até o Sigmund - o mais amado de todos os meus gatos - está a começar a mostrar o peso dos anos... já lhe custa subir para a borda da banheira e, quando o consegue, escorrega e cai... o pelo do dorso começa a rarear e já não tem feito aquelas "corridas malucas" pela casa toda...
Pode ser que, mais logo, fique mais animada... neste momento estou particularmente consciente de muitas coisas tristes que irão acontecer, brevemente, neste meu pequeno mundo... não costumo deixar-me entristecer assim tanto, mas há "momentos", como muito bem sabes, em o coração se nos aperta no peito e nos sentimos impotentes para mudar seja o que for... depois passa! Tudo passa! :)
Enorme abraço!


De M.Luísa Adães a 21 de Fevereiro de 2012 às 17:45
M. João

Tudo passa, meu amor, por nós, sempre por nós...

M. Luísa


De poetaporkedeusker a 21 de Fevereiro de 2012 às 20:06
É isso, amiga. Passa por nós... sempre.
Um beijo!


De jabeiteslp a 18 de Fevereiro de 2012 às 20:35
partir por ali
de forma e aventura
seriam tempos
seriam momentos
um silencio de outros tempos....

marinheira....xoxo enorme
até nos sonhos que sabes despoletar


é que eu também queria ser marinheiro....em vez disso
fui para os Céus....


De M.Luísa Adães a 19 de Fevereiro de 2012 às 10:32
Lindo amigo
E já vais versejando por esse mar fora...

E querias ser marinheiro? Tinha sido uma boa idéia!

Pena teres ido parar aos Céus!...

Um abraço e obrigada,

Mª. Luísa


De jabeiteslp a 18 de Fevereiro de 2012 às 20:41

É que além da Trapobana
O Luís de tanto passar mais além
Foi ao nada de ser
Passou 2000 também...apercebia o quanto do tempo
Escrito mais num elemento....AVENTURA


beijinho marinheira



De M.Luísa Adães a 19 de Fevereiro de 2012 às 10:38
Joca

Luís passou a traporbana e cantou o País onde a Europa acaba e começa o mar e disse:

"Esta é a ditosa Pátria minha amada"

Mas também morreu miserável e abandonado por
este povo que nunca quis saber de nada e adormeceu à sombra dos Descobrimentos.

E gastou, gastou e se afundou e quem trabalhou uma vida, está perdido neste tempo.

Abraçi, amigo meu,

Mª. Luísa


De M.Luísa Adães a 19 de Fevereiro de 2012 às 10:39
Estou numa de erros...ressalvo "Abraço"

Mª. L.



De jabeiteslp a 19 de Fevereiro de 2012 às 13:51

um belo fim de semana

e boa disposição...como se nota...


De M.Luísa Adães a 21 de Fevereiro de 2012 às 16:05
Joca

Obrigada meu querido amigo.

M. luísa


De poetaporkedeusker a 19 de Fevereiro de 2012 às 13:01
Sempre a mesma doçura, o sentimento vivo, tanto na poesia quanto na prosa!
Serão esses mesmo - os idosos, os pobres, os desempregados e os doentes crónicos - os que mais depressa e mais cruamente irão sentir os efeitos desta crise tremenda. Junto a minha prece à tua, Maria Luísa, e deixo-te um abraço grande, GRANDE!


De M.Luísa Adães a 21 de Fevereiro de 2012 às 16:11
Amiga M. João

Já te encontrei aqui. É desta doçura que falei...

Eles já estão a sentir e sinto que tudo se vai agudizar...
e esses merecem tudo
e por esses eu peço a Deus
tanto na Poesia
como na prosa.

E nunca minto
nem brinco
com o mal dos outros
e não admito
que não entendam
a doçura que uso
e a sinceridade plena
da minha pessoa.

Um abraço forte, pois me sinto extremamente magoada e não mereço!

Mª. Luísa


De poetaporkedeusker a 21 de Fevereiro de 2012 às 16:29
Também eu nunca brinco com o mal dos outros, amiga.
Acredito que não tenha havido nenhuma má intenção. Tudo passou, já. Ainda haveremos de nos encontrar e sorrir, vais ver!
Bj!


De M.Luísa Adães a 22 de Fevereiro de 2012 às 14:41
M. João

Tenho de travar de novo o escrever. Passei uma noite infernal!

M.L.


De poetaporkedeusker a 22 de Fevereiro de 2012 às 18:26
Evita as crises, amiga! Os esforços excessivos precedem sempre uma crise.
Abraço grande!


De M.Luísa Adães a 23 de Fevereiro de 2012 às 13:00
M. J.

Vou hoje ao médico, com um exame que nunca me foi feito!

Depois escrevo!

Quero aderir "opoetazarolho" (ele pediu) como amigo, mas já não sei como se faz no sapo.
Mª. Luísa


De poetaporkedeusker a 23 de Fevereiro de 2012 às 21:57
Já deves ter chegado do médico... mas já deve ser um pouco tarde, deves estar a acabar de jantar ou mesmo a deitar-te... era uma ressonância magnética, não era?
Amanhã me dirás como foi!
Eu, assim de repente, também não te sei explicar, mas penso que há um botão qualquer no perfil que diz adicionar... espera aí... já lá fui e, se fores ao perfil, encontras uma janelinha que diz; seguir perfil. Penso que isso basta. O Poeta tem agora um novo blog, o Chá Para Três, acabadinho de nascer. Ainda só lá fui ontem, mas volto hoje, se não piorar... isto hoje não está grande coisa. Tenho febre e mal me aguento aqui sentada.
Abraço grande e até amanhã!


De M.Luísa Adães a 24 de Fevereiro de 2012 às 16:27
Amiga

Ainda tenho mais exames a fazer, mas não tenho osteoporose, nem osteopénia e o exame está bom.

Vou fazer ao braço direito exame, pois tive uma crise que durou 3 horas.

Nunca tinha acontecido! Melhoras para ti,

Abraço, Mª. L.


De poetaporkedeusker a 24 de Fevereiro de 2012 às 17:02
Ainda bem que estás melhor! Pena essa crise no braço direito... mas não te esforces! Nunca te esforces ao ponto de suscitar a dor... elas -as dores - não aparecem por acaso, são sempre um alerta do organismo.
Abraço grande!


De M.Luísa Adães a 25 de Fevereiro de 2012 às 09:58
Obrigada amiga,

Bom sábado, Mª. Luísa


De poetaporkedeusker a 25 de Fevereiro de 2012 às 12:11
Está a ser muito mau, amiga. Estou a arder em febre e quase não me posso mexer e tratar dos animais. nem de mim. bjo


De M.Luísa Adães a 25 de Fevereiro de 2012 às 18:52
Meu Deus que mal estão correndo as coisas.
Hoje tropecei num sapato, em casa,( chão de pedra)
caí e um joelho bateu na pedra. Gelo durante a tarde
e parece que estou toda partida e triste.
Por sorte minha ou por ter sido ajudada, o resto do corpo não bateu em nada.

E tu, também não podes tratar dos animais.
Pede ajuda á Igreja e às senhoras que andam sempre por lá. É Caridade, daquela que Jesus O Cristo, pede.

As melhoras e não fiques sem ajuda!

Mª. Luísa


De poetaporkedeusker a 26 de Fevereiro de 2012 às 11:56
Que aborrecido teres-te magoado... e eu não estou bem, a febre continua muito alta e eu mal consigo escrever. O filho de uma vizinha ofereceu-se para me levar ao hospital e eu, daqui a bocadinho, telefono-lhe... tenho mesmo de ir porque não aguento tanta febre.
Abraço grande!


De M.Luísa Adães a 26 de Fevereiro de 2012 às 12:59
Aceita o auxilio, aceita!

Melhoras,

Mª. Luísa


Comentar post

.mais sobre mim

.links

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.arquivos

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.posts recentes

. ROUBO

. Beijos/ Novo Ano Feliz

. BEIJOS

. Cantei!

. Oferta

. 11 de Setembro

. Oferta/ Evanir

. Oferta, a Maria luísa Adã...

. Cortesia de : Poesias do ...

. Três Rosas

. Oferta/ Maria/ Espanha

. Facebook/ Foto: A World o...

. Oferta/ Las cumbres del O...

. Oferta

. Pablo Neruda

. Agradecimento

. Prelúdio

. Oferta/ Novembro de 2012

. Poema sem nome

. Prémio Dardos/ 2012

. Saudade

. Juventude

. Jogos Olimpicos

. Amo!

. Oferta : www.estoyatulad...

. Bertold Brecht

. Decepcion ...

. Das Trevas para a Luz

. Primavera

. O Tempo

.favorito

. Whitney Houston

. FOGO

. NOITE

. Meu Amigo

. SEDE

. VIDA

. NUA

. Nascer e Viver

. REALIZAR

. ROSA IMORTAL


Selo do prémio dardos Oferta:-http//tintasepinceis.blogs.sapo.pt



Familia Maldonado /Brasão