Sábado, 13 de Novembro de 2010

Mata do Solitário

 

 

 

 

O vento sopra,

Por entre as tuas matas,

E na do Solitário,

Ele não entra,

 

 

Não quebra a religiosidade

Do lugar.

 

 

Sabe...

Ele não pode acordar

E saír do seu sono

Milenário...

 

 

O vento sabe os teus segredos,

Conhece os teus encantos,

 

Mas respeita os teus mistérios.

 

 

Maria Luísa

 

 

publicado por M.Luísa Adães às 17:02
link do post | comentar | favorito
|
22 comentários:
De M.C. a 13 de Novembro de 2010 às 18:56
Conheço a "Mata do Solitário" onde em muitos lugares o sol não entra.

Daí o seu dizer:

"Não quebra a religiosidade
Do lugar"...

É uma mata misteriosa, onde não se conhece o seu
final.
A Serra tem muitos mistérios e pessoas desaparecidas que a conheciam bem e não mais
foram encontradas.

Linda, mas misteriosa!

Gostei do seu cantar à "Mata do Solitário".

M.C.


De M.Luísa Adães a 13 de Novembro de 2010 às 19:16
Correcto o que diz!

Na Mata do Solitário, dizem ter vivido um médico eremita.

As pessoas da serra se dirigiam a ele, para se curarem.

Não sei se é lenda ou verdade, mas é a razão de se chamar "Solitário", pela solidão em que vivia.

Agradeço sua presença,

Mª. Luísa


De jabeiteslp a 13 de Novembro de 2010 às 21:14
de belas aventuras
onde um som é religião

ou um raio de sol é por si
belezas do teu e em ti....




De M.Luísa Adães a 13 de Novembro de 2010 às 21:48
Posso dizer? Lindos versos e flores azuis...

A Serra encanta o caminhante perdido.

E muitos fugiram do bulicio, entraram nas grutas,
apanhavam o peixe maravilhoso que existe naquelas águas e através de atalhos se desce à Serra e se chega ao mar.

Era um lugar de Santos e Ermitas.

Uma noite feliz,

Mª. Luísa


De jabeiteslp a 14 de Novembro de 2010 às 18:14
uma bela e agradável noite
tambem para ti...

jocas da Covilhã


De M.Luísa Adães a 14 de Novembro de 2010 às 19:36
"A Mata do Solitário" é muito misteriosa e densa de vegetação. Até não se sabe onde vai terminar.

Quem lá entra quase não passa da entrada, pois as
árvores entrelaçadas com a vegetação densa, não
deixa passar.

Há uns anos, não muitos, um miúdo de 18 anos que
vivia com os pais e conhecia muito bem a serra, foi
de bicicleta passear.
Ele desapareceu, a bicicleta foi encontrada, mas dele não ficou rasto.
Houve buscas e batidas por toda a serra e grutas
(são muitas) tão profundas que ninguém pode chegar ao final, não se sabe onde terminam.
Já mais casos se têm dado ao longo de anos e as pessoas ou cadaveres, nunca aparecem.
É como se sumissem na terra.

É bela, cantada por muitos poetas há séculos, mas
profundamente misteriosa.

Isto para fazeres uma idéia do local, também cantado em verso por mim. Estou inserida no livro " Antologia Poética, A Serra da Arrábida na Cultura Portuguesa.

Vou colocando aqui uns versos, para o blogs não morrer de tédio. Os amigos que ficaram são muito poucos.
Mas tive no sapo um período áureo, durante um ano.

Agora termino, vamos descansar.

Boa Noite,

Mª. Luísa


Isto foi um desbafo



De jabeiteslp a 14 de Novembro de 2010 às 21:00

uma feliz noite
e parece mesmo a floresta assombrada...

boa semana Luisa


De M.Luísa Adães a 15 de Novembro de 2010 às 09:38
Joca

Dava para escrever um livro de terror, parecido com

os livros de "Edgar Allan Poe"

mas não tenho tempo, nem saúde para entrar nisso.
Era capaz de o fazer, se não tivesse perdido tanto
tempo da minha vida...Agora lamento, mas é tarde!

Bom Dia para ti,

Mª. Luísa


De jabeiteslp a 15 de Novembro de 2010 às 21:02

entra-se
diz-se
com o coração
liberto de seja com que maldição...hé hé hé

e de noite então...huuuuuuuuuuuuuu

quando era pequenino
não sei quem me disse
mas acho que o meu pai
"assobia seja que melodia"

e resultava...nos medos

uma feliz noite sonho feliz


De M.Luísa Adães a 17 de Novembro de 2010 às 16:53
Joca

Essa do assobiar conheço.

Parece que o assobio faz os espíritos errantes se afastarem, mas não abandonam o lugar pois gostam do silêncio e
procuram as matas densas à noite.

Não sei se por aí, também há destes "Fenómenos
Paranormais".

Estes factos que relato estão escritos em muitos livros e espalhados por todo o mundo!
Coisa séria, amigo e com isto não brinco!
Tenho tendências para acreditar.

Beijo e responde ao meu email,

Mª. Luísa


De lucia a 14 de Novembro de 2010 às 14:29
"Ele não pode acordar
E saír de seu sonho
Milenário..."

E tão misteriosa é a "Mata do Solitário"!

Lucia


De M.Luísa Adães a 14 de Novembro de 2010 às 14:37
Verdade,

tudo é beleza e mistério naquela Mata,
Pertença daquela Serra.

Obrigada

M. L.


De poetaporkedeusker a 15 de Novembro de 2010 às 11:53
Que bonito o teu preito à Mata do Solitário! Deve ser um local magnífico, íntimo, uterino... logo eu que adoro esses locais! E avida! A profusão de formas de vida que eclode e aí se vai reproduzindo na mais perfeita liberdade e harmonia!
Acho que me fizeste viajar até à Mata do Solitário, amiga!
Abraço grande!


De M.Luísa Adães a 15 de Novembro de 2010 às 15:45
A Mata está assinalada quando se desce a serra.
Eu quando conduzia, era uma louca a conduzir naquela estrada estreita e cheia de curvas.

Muita gente tem medo da estrada e conduzem muito devagar, eu ultrapassava tudo, conhecia os mínimos pormenores das curvas, mas confesso tive sempre muita sorte, ou fui muito bem protejida.
Deixei de conduzir pois mudei de carro não me adaptei, "não me esforcei" e não estou arrependida.

Mas ia de carro, muitas vezes sózinha, descia ao
Portinho, nadava naquele mar de sonho e um dia,
escrevi um livro de poesia dedicado à Serra, ao Mar
e ao Vento. Lancei em Setubal e fui conhecer a mulher do poeta Sebastião da Gama - muito novo
morreu e foi considerado o poeta da Arrábida.

A Senhora ainda é viva! Os meus livros estão no Museu Sebastião da Gama em Azeitão e em muitos outros lugares.
Sem vaidade, não tenho razões para vaidades, não sou muito boa poetisa, mas também não sou má e
acima de tudo "tenho muito jeito para escrever"
"talvez seja isso, apenas, o que sou!"
Fiz coisas que ninguém esperava, mas sempre com o apoio do meu marido que confiou em mim e me deu liberdade e eu tenho respeitado essa liberdade.

O livro "A Maré e a Bruma" já foi para a encadernação.
Lá aparece o teu prefácio e nos agradecimentos o teu nome.
Foste na Net a pessoa em quem mais confiei,
foste a pessoa que nunca sa zangou comigo nas
minhas teimosias,
acreditaste e confiaste em mim sem me conheceres,
me tens acompanhado por onde ando e gostaste
da minha maneira de escrever,
foste, verdadeiramente, a única amiga que tive!

Beijos e obrigada,

Maria Luísa


De poetaporkedeusker a 15 de Novembro de 2010 às 17:05
Caramba, Maria Luísa... fiquei de lágrima no olho! Tu também me deves ter aturado muita coisa, no que diz respeito a esquecimentos e distracções! Eu sei bem que , de vez em quando, só faço asneiras... até costumo dizer que não vejo nada quando estou "com um poema atravessado"... :)) Fico muito contente pelo teu novo livro! Muito,muito, muito!
Abraço grande!


De M.Luísa Adães a 17 de Novembro de 2010 às 16:58
Mª. João

Não chores! Mas escrevi, com todo o realismo de que sou capaz, a minha humilde verdade.
Se fosse possível te dava saúde, ou te comprava a saúde...


Beijos,

Maria Luísa


De poetaporkedeusker a 17 de Novembro de 2010 às 17:11
Maria Luísa, ainda não sei nada de vós! Como está o teu marido? Qual a opinião do médico depois de ler o relatório da TAC?
Estou muito lenta e disperso-me com facilidade...
Abraço grande!


De M.Luísa Adães a 17 de Novembro de 2010 às 17:21
É natural te dispersares, mas vais dando conta do recado!

A tac só deve estar pronta na quinta-feira, não é certo, mas só nessa altura, é que te posso responder

Agradeço o cuidado,

Um abraço,

Mª. Luísa


De poetaporkedeusker a 18 de Novembro de 2010 às 12:03
Hoje já é quinta feira. Assim que souberes o resultado, diz-me... se te lembrares, claro!
Caramba! Ando mesmo emperrada de tudo! Desde aquela pontada nas costas que ando com as pernas muito presas... espero que o INR esteja dentro dos valores que o médico considera ideais!
Abraço grande!


De M.Luísa Adães a 18 de Novembro de 2010 às 16:06
já escrevi para o teu blogs.

A TAC não dá nada de neurológico.Ñem de qualquer outra espécie. Deve ter sido paralisia, mas ainda tem que se curar. O pior passou!

Fiquei feliz,
Deus vai dando sempre a Sua ajuda...

Beijo grande,

Maria Luísa


De umbreveolhar a 24 de Dezembro de 2010 às 16:11
Minha estimada Amiga,

Nunça esqueço a nossa Amizade virtual! Sou fiel às Amizades.

Desejo que tenhas um Natal Feliz assim como para a Família.

Retomei o ritmo dos Blogs e por isso voltarei brevemente com a Amizade de sempre!

Que o Novo Ano te traga a realização de todos os teus desejos.

Saudações Natalícias,
Carlos Alberto Borges

No Facebook: Carlos Alberto Borges Arauújo


De M.Luísa Adães a 24 de Dezembro de 2010 às 18:09
Carlos

Agradeço te lembrares de mi
Um Feliz Natal para ti e família.

Eu me encontro no Brasil há um mês e vou continuar.

Estou a escrever mais assiduamente no google:

http://os7degraus.blogspot.com

Quando possível aparece!

Felicidades e obrigada,

Maria Luísa


Comentar post

.mais sobre mim

.links

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.arquivos

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.posts recentes

. ROUBO

. Beijos/ Novo Ano Feliz

. BEIJOS

. Cantei!

. Oferta

. 11 de Setembro

. Oferta/ Evanir

. Oferta, a Maria luísa Adã...

. Cortesia de : Poesias do ...

. Três Rosas

. Oferta/ Maria/ Espanha

. Facebook/ Foto: A World o...

. Oferta/ Las cumbres del O...

. Oferta

. Pablo Neruda

. Agradecimento

. Prelúdio

. Oferta/ Novembro de 2012

. Poema sem nome

. Prémio Dardos/ 2012

. Saudade

. Juventude

. Jogos Olimpicos

. Amo!

. Oferta : www.estoyatulad...

. Bertold Brecht

. Decepcion ...

. Das Trevas para a Luz

. Primavera

. O Tempo

.favorito

. Whitney Houston

. FOGO

. NOITE

. Meu Amigo

. SEDE

. VIDA

. NUA

. Nascer e Viver

. REALIZAR

. ROSA IMORTAL


Selo do prémio dardos Oferta:-http//tintasepinceis.blogs.sapo.pt



Familia Maldonado /Brasão