Terça-feira, 19 de Outubro de 2010

Danças

 

                                                                  

 

Cantas e danças

Ao Luar

Iluminas o Mar

Calas o Vento

Transformas a Noite.

 

Envolve-me no feitiço

Da noite

Do Luar

Do Vento

E do Mar.

 

Prende-me

Nos teus braços

E dança,

Canta

Como tu sentes

Como tu és...

 

E eu danço Contigo!...

 

Maria Luísa

 

publicado por M.Luísa Adães às 15:39
link do post | comentar | favorito
|
22 comentários:
De jabeiteslp a 19 de Outubro de 2010 às 16:03

bonito e sentimental

mas não me acuses de lacónico
é que nõ sei que escrever
que dizer

de sincero no mais ser....

acho que vou beber um pirolito
espairecer

beijinhos Luisa








De M.Luísa Adães a 19 de Outubro de 2010 às 16:53
Joca

É melhor é ir espairecer e tomar o tal pirolito.

O poema é bonito e fala de sentimentos de amor.

beijos e agradeço,

Mª. Luísa

p.s. amanhã re escrevo de novo. Hoje já não posso!


De jabeiteslp a 21 de Outubro de 2010 às 14:25

a melhor das tardes pra ti


De M.Luísa Adães a 21 de Outubro de 2010 às 15:10
Joca

The best for you!

Kisses,

Mª. Luísa


De poetaporkedeusker a 19 de Outubro de 2010 às 17:20
Muito bonito este teu bailado à Serra da Arrábida e ao seu feitiço natural... penso eu... lembro-me de ir muitas vezes até aí, quando era muito pequenina, com o meu pai que era, também, um grande admirador desse mesmo feitiço natural. Nada me resta senão algumas imagens em "flash"... são como pequeninas fotografias mentais deste ou daquele local, tal como conservo duas ou três imagens da casa da Rua João Chagas, da qual nos mudámos quando eu tinha cerca de dois anos de idade.
Como vai a tua saúde? A minha não está nada famosa e eu vejo-me forçada a só vir até cá por algumas - poucas... - horitas... é que não aguento, por muito que me apeteça estar por cá...
Abraço grande!


De M.Luísa Adães a 20 de Outubro de 2010 às 11:09
Mª. João

A Serra tem feitiço. Tem sido cantada ao longo de
séculos. Muitos poemas estão em latim e não são assinados.

O que é interessante é que na Idade Média as obras não são assinadas.

Só na Idade Moderna o autor passa a assinar, mas muitas obras do Renascimento não estão assinadas.

Estes documentos estão no Convento e eu a última
vez que lá estive, olhei atenta ao latim e à falta de assinatura.

Me parece ser a única Serra cantada por poetas, há séculos. Sabias deste pormenor? Talvez não, mas eu
sei, pois ela é a Serra minha Mãe.

Descansa e tenta com força as tuas melhoras.
nos fazes sempre muita falta .
A Maré e a Bruma está quase pronta!

Beijos e obrigada,

Mª. Luísa


De poetaporkedeusker a 20 de Outubro de 2010 às 15:12
Na Idade Média o artista tinha muito pouca importância e era inevitavelmente conotado com comportamentos menos "recatados"... todos os poetas são um bocadinho rebeldes e facilmente se tornavam "personas non gratas" do rei ou senhor feudal a quem deveriam obedecer incondicionalmente. Conheci pessoalmente grandes artistas, li muitas biografias e nunca vi um deles obedecer cegamente a qualquer coisa que não fosse a Deus, através do espírito de missão que trazem consigo desde que nasceram. Não me parece que fosse politicamente correcto ser artista na Idade Média, amiga.
Um grande abraço!


De M.Luísa Adães a 20 de Outubro de 2010 às 16:11
Na Idade Média só a religião comanda!

Não a religião de amor de Jesus O Cristo,

mas sempre a religião dos homens.

O artista era um ser sem classe como os criados que varrem os pátios. Os poetas, não sei, mas estariam ainda mais abaixo. Talvez fossem mortos nas fogueiras.
Tenho um poema no Google - Mil Olhos - tu já lá estiveste e não tinhas paciência para dar opinião
e eu não ponho outro, sem tu o leres como costume,
mas não leves muito tempo.

A minha coluna diz - Basta!
Muda de emprego e de vida.

A minha família (excepto meu marido) finge acintosamente que eu não escrevo! Sinto isso,
cada vez mais e me magoa (um desabafo).

E eu a pensar que tu desconhecias a não assinatura
dos artistas. Que loucura a minha!

as melhoras

M. l.





De poetaporkedeusker a 20 de Outubro de 2010 às 16:19
Tens razão, amiga... ainda não comentei o teu poema do Google. Vou fazê-lo já, já!
Até já!


De M.Luísa Adães a 20 de Outubro de 2010 às 17:06
Agradeço muito!

beijos,

M.L.


De Simbologia do aMoR a 20 de Outubro de 2010 às 02:49
Lindo este sentimento
Onde canta e dança
Com todos os feitiços...
Do luar,do Mar, do vento e da noite.

Maravilhoso!!!

abraço


De M.Luísa Adães a 20 de Outubro de 2010 às 11:12
Vera

Pertence a um livro meu (esgotado). É escrito para
a Serra da Arrábida e por essa razão o canto e o encanto é sempre dirigido à Natureza.
Está longe dos olhares humanos.

Beijos e obrigada,

Mª. Luísa


De M.C. a 20 de Outubro de 2010 às 11:15
Lindo este seu poema, dirigido à Serra da Arrábida,

simples como a Natureza!

Parabéns por ser tão versátil e escrever tão bem.

M.C.



De M.Luísa Adães a 20 de Outubro de 2010 às 11:30
Obrigada M.C.

O livro cheira à natureza pura. É simples e puro!

M. L.


De cuidandodemim a 20 de Outubro de 2010 às 14:11
Como é bom estar envolta no som e no sentir de uma dança. As danças são sempre felizes e contagiantes!
Bjns


De M.Luísa Adães a 20 de Outubro de 2010 às 15:04
Olá amiga

As danças são felizes e nos dão alegria.
Esta é uma dança no serra da Arrábida,
no contacto íntimo com a Natureza e os seres
invisiveis que nos acompanham na dança e
longe de olhares humanos.

É o feitiço da serra-Mãe!

Obrigada por colaborar.

Mª. Luísa

p.s.continuo no google, mas enquanto possível, não abandono o Prosa-poetica e os Premios.

Beijos, M.L.


De VilaVerde a 21 de Outubro de 2010 às 15:13
Prende-me nos teus braços

E dança comugo

E eu danço contigo!

Simples e mais do que belo, pela sua simplicidade que implica beleza.

Parabéns a si e à Serra.

ViliVerde


De M.Luísa Adães a 21 de Outubro de 2010 às 15:40
Thanks VilaVerde

M. Luísa


De Cecilia a 22 de Outubro de 2010 às 20:29

Linda a nossa Arrábida. Bem hajas por a trazeres

a este blogs. A mim diz-me muito, ou tudo!

C.


De M.Luísa Adães a 22 de Outubro de 2010 às 20:40
A mim diz-me tudo.
Belo local, único no mundo.

Belas recordações dos que partiram e não voltaram
e foram muitos...Mas ela ficou, pertence ao Planeta Terra!

Agradeço,

Mª. Luísa


De grande pene a 26 de Outubro de 2010 às 11:05
Este texto bonito. escrever é uma terapia natural que nos ajuda não só para lançar luz sobre os problemas, mas também para superar


De M.Luísa Adães a 27 de Outubro de 2010 às 16:48
De acordo, amigo.

Mª. Luísa


Comentar post

.mais sobre mim

.links

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.arquivos

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.posts recentes

. ROUBO

. Beijos/ Novo Ano Feliz

. BEIJOS

. Cantei!

. Oferta

. 11 de Setembro

. Oferta/ Evanir

. Oferta, a Maria luísa Adã...

. Cortesia de : Poesias do ...

. Três Rosas

. Oferta/ Maria/ Espanha

. Facebook/ Foto: A World o...

. Oferta/ Las cumbres del O...

. Oferta

. Pablo Neruda

. Agradecimento

. Prelúdio

. Oferta/ Novembro de 2012

. Poema sem nome

. Prémio Dardos/ 2012

. Saudade

. Juventude

. Jogos Olimpicos

. Amo!

. Oferta : www.estoyatulad...

. Bertold Brecht

. Decepcion ...

. Das Trevas para a Luz

. Primavera

. O Tempo

.favorito

. Whitney Houston

. FOGO

. NOITE

. Meu Amigo

. SEDE

. VIDA

. NUA

. Nascer e Viver

. REALIZAR

. ROSA IMORTAL


Selo do prémio dardos Oferta:-http//tintasepinceis.blogs.sapo.pt



Familia Maldonado /Brasão