Domingo, 1 de Agosto de 2010

A um Poeta

 

 

 Imagem Internet/ Salvador Dalí

 

 

 

 

Poeta difícil

Quem és tu?

Vou juntar-me a ti.

 

Existes, ou és figura esquecida,

Ou és vivência eterna,

Ou és razão e loucura.

 

De quem são as culpas

Que arrastas contigo,

Talvez não sejam tuas.

 

Estremeço ao ler tuas palavras,

Amo o teu dizer

A Luz do teu sentir.

 

A luz ou o escuro,

Não vou escolher…

 

As palavras são minhas ou tuas,

Aprendidas, ouvidas,

Aqui e ali.

 

Talvez haja coisas sem futuro,

Talvez tu e eu

Não tenhamos futuro.

 

E somos essas coisas

De que nos lembramos

Fábulas, de dunas estranhas.

 

Onde estão os nossos remos

Os perdemos

E não sabemos nosso rumo.

 

Nosso barco balança

O mar se aquieta

Olho terra deserta.

 

Alguém desfolha nossas letras,

Nos importa o Presente

Mesmo sem Futuro.

 

Maria Luísa

 

   

publicado por M.Luísa Adães às 12:01
link do post | comentar | favorito
|
46 comentários:
De Alcides a 1 de Agosto de 2010 às 18:52
belo poema!

Difícil saber a razão do encontro entre dois poetas.

Mas muito bem escrito, de uma sensibilidade, cada vez mais apurada, também mais difícil de captar.

Alcino


De M.Luísa Adães a 1 de Agosto de 2010 às 18:56
Há um tempo estou afastada deste blogs.
Quase me tornei desconhecida.

Tão fácil o esquecimento humano!

Obrigada por suas palavras.

Mª. Luísa


De FatimaSoares a 1 de Agosto de 2010 às 20:00
Olá Maria Luísa! Lindo. Nos importa o presente mesmo sem futuro... e outras lindas frases poéticas. Gostei muito minha amiga Quase poder-se a aplicar a nós... Mil beijinhos com carinho uma óptima semana e as melhoras com muita saúde, paz e amor.


De M.Luísa Adães a 2 de Agosto de 2010 às 11:43
Fátima

Este poema fica ao cuidado dos amigos. Eu respondo sempre, a quem me escreve e às vezes a quem não escreve. Mas essa 2ª. parte, não é repetivel.

O poema é um pouco complexo, mas eu gosto dele!
E tu também gostaste.
Deixei um poema no google e AVATAR nos prémios,
na minha análise do que o filme pretende dizer que
para mim, é o principal a escrever.

Estou dividida, entre dois lugares, no mês de Agosto

Obrigada por te encontrar,

Um beijo,

Mª. Luísa


De jabeiteslp a 1 de Agosto de 2010 às 21:13

até pensei que seria pra mim
muáááááááá´´aááááá´´a´´aáa´



De M.Luísa Adães a 2 de Agosto de 2010 às 11:24
Olá amigo

Verdade, é um pouco para ti e um pouco, para os amigos que se lembrarem de mim.

Ainda existo neste blogs. Estou meia-aqui, meia-ali,
é Agosto e o mundo neste mês quase parava.
Agora não sei!

Beijos e obrigada,

Mª. Luísa


De jabeiteslp a 2 de Agosto de 2010 às 18:26
uma feliz tarde[



De M.Luísa Adães a 3 de Agosto de 2010 às 07:26
Anjo

Obrigada amigo.

Bºs. Mª. Luísa


De Rosinda a 1 de Agosto de 2010 às 21:20
Olá M. Luísa!
Gostei do poema.
Um beijinho


De M.Luísa Adães a 2 de Agosto de 2010 às 11:26
Olá. amiga Rosinda

Veio vomo minha amiga e não se esqueceu que eu
disse: "não abandonei o blogs, fica para os amigos".

O poema é um pouco complexo, eu sei, mas Rosinda gostou...

beijos e obrigada,

Mª. Luísa


De TiBéu ( Isa) a 1 de Agosto de 2010 às 22:18
Achei lindo, mas gostei mais desta parte
"Existes, ou és figura esquecida,

Ou és vivência eterna,

Ou és razão e loucura.
"

Muitos beijinhos


De M.Luísa Adães a 2 de Agosto de 2010 às 11:29
Tibéu

Gostaste da "parte principal"...
Todas são principais - esta é mais -.

É um pouco complexo, mas os verdadeiros amigos,
não me esqueceram!

Beijos e obrigada,

Mª. Luísa


De TiBéu ( Isa) a 19 de Agosto de 2010 às 00:28
Uma grande beijoka maria Luisa


De M.Luísa Adães a 19 de Agosto de 2010 às 17:22
Tibéu

Obrigada por escreveres. O meu livro, em princípio,
só vai saír em Setº. Outº.

Continuo no google e nos prémios do sapo.

http://os7degraus.blogspot.com

http://premios-prosa-poetica.blogs.sapo.pt

Mas tenho estado fora e vou continuar.

Beijos para ti, da amiga de sempre,

Mª. Luísa


De Simbologia do aMoR a 2 de Agosto de 2010 às 00:48
Mª Luísa
Vim ver teu novo poema, achei lindo. Sempre me encontro em alguns versos teus.

"Queria juntar-me a ele
O poeta tão difícil de se ver
O poeta fácil de ouvir
Mas muito difícil de se ter..."


De M.Luísa Adães a 2 de Agosto de 2010 às 11:34
vera

Lindo teu dizer e entender este poema, um pouco complexo.

O deixo por uns tempos, ao cuidado dos amigos.
Estou, um pouco fora e dentro, até final de Agosto.
Respondo a todos que me escreverem.
Também tenho mais um poema no google e "AVATAR"
nos prémios.

Beijos e obrigada,

M. Luísa


De Simbologia do aMoR a 2 de Agosto de 2010 às 18:42
Não sei o nome do teu blog no google, se me passar, tentarei ir lá ver o que tem escrito.

Abraço


De M.Luísa Adães a 3 de Agosto de 2010 às 07:04
Vera

o nome do google:

http://os7degraus.blogspot.com

quando possível vai ao:

http://premios-prosa-poetica.blogs.sapo.pt

é um blogs secundário, onde escrevo muitas coisas interessantes. Talvez venhas a gostar, é mais intimista.

Beijos,

Mª. Luísa



De poetaporkedeusker a 2 de Agosto de 2010 às 15:43
Ainda bem que passei por aqui antes de ir ao 7degraus!
Tens aqui um magnífico poema ao POETA! É quase como se estendesses uma rede ao poeta que passa e se revê nas tuas palavras...
Um grande abraço!


De M.Luísa Adães a 2 de Agosto de 2010 às 15:55
Mª. João

O poema é um pouco ou muito, complicado.

Mas eu também gosto dele e mais tarde, levo-o ao
google, assim como outros.

Não é um poema simples! E tu sabes!

Beijo e obrigada,

Mª. Luísa


De poetaporkedeusker a 2 de Agosto de 2010 às 16:15
Eu sei, Maria Luísa! E também vi aquela maravilha que deixaste no 7degraus! Lindo, lindo!
Ainda não tive tempo de fazer nada no Pekenasutopias... estou com imensa correspondência e sinto-me cansada. Mas lá chegarei, se Deus quiser!
Um grande abraço!


De M.Luísa Adães a 3 de Agosto de 2010 às 07:11
Maria João

AVATAR - está inserido no:

http://prémios-prosa-poetica.blogs.sapo.pt

Não são os Gatos. É uma pequena opinião, acerca do conteúdo real do filme que pode passar despercebido

No entanto, no estudo da "Alquimia" - "Avatares" pertencem a uma hierarquia elevada.

Também tenho lá uma oferta de um amigo do google,
se gostares, leva para os teus prémios.

Maria Luísa


De poetaporkedeusker a 3 de Agosto de 2010 às 15:22
Sim, mas o conceito de Avatar, dentro das Novas Tecnologias, está sempre a ser renovado e utilizado das formas mais criativas que possas imaginar. Mas eu vou até lá novamente, a ver se descubro aquilo a que te estás a referir... eu, ontem, só reparei no teu poema...
Abraço gde!


De M.Luísa Adães a 4 de Agosto de 2010 às 09:59
Mª. João

Eu quando refiro a Alquimia é sob o aspecto de Ocultismo.
São três os conceitos:

Magia (inclui espiritismo e Feitiçaria),

Misticismo,

Alquimia.

Não me refiro às formas criativas do Homem.

E nesse grau de Alquimia mais profundo, o homem entra dentro de si próprio e se transfigura.
Em princípio adquire mais conhecimentos para
atingir o estado de Nirvana (o mais puro).Quase impossível, ou mesmo impossível de encontrar.

Os Avatares estão num Plano Superior, na Alquimia.

Nada tem com a tecnologia!

O filme traz a tecnologia, efeitos especiais grandiosos, técnicas das maiores, mas no âmago, traz uma mensagem simples e pura - que dificilmente se obtém - O Amor!

Amor pela natureza, animais, seres humanos e só
assim, O Planeta Terra se pode salvar.

Não confundas a técnica e as suas maravilhas,
com a parte Espiritual e Divina - não faças isso comigo, por favor!

Estamos entendidos? Eu tenho um texto escrito nos Prémios sobre o "Ocultismo"...

Neste aspecto, bastante importante para mim,
somos o oposto - mas quem viu a "Luz no túnel",
foste tu!

E se falares na técnica não a tornes espiritual.
Pode ser espantosa, mas morre...Só O Eterno,
O Divino, existiu sempre na alma rude dos homens primitivos, milhares de anos Antes de Jesus O Cristo.

O meu joelho está muito frágil e se tenho o triste azar de caír, a rótula parte-se.

A sentença foi dada. Tenho dificuldade em andar
e na areia da praia muito mais. Não posso nadar
e adoro nadar nas águas de encanto da minha Arrábida.

Estou lá e cá. Ando por um lado e o outro à procura de estabilidade e segurança. E vou alcançar?
Me parece que o que se perde, não se torna a encontrar.
Por hoje é tudo!

Beijos,

MAria Luísa


De poetaporkedeusker a 4 de Agosto de 2010 às 11:20
Por amor de Deus! Não te faço isso, não senhora! Então achas que eu ia confundir as duas coisas? Não! Mas há imensa gente que chama Avatar à sua representação gráfica na blogosfera. Isso não quer dizer que eu não entenda as diferenças!
Deixa-me verificar a caixa de correio e eu já passo nos Prémios.
O Kico, ontem, piorou bastante. Caiu várias vezes e perdeu o andar por algum tempo e sujou-me o chão todo, todo, coitadinho... percebi que estava cheio de cólicas - não me perguntes como o faço, mas a verdade é que eu "sinto" o que eles sentem! - e dei-lhe um Buscopan. Hoje já andou um bocadinho, logo às 7 da manhã fui passeá-lo e estava sem dores, embora muito, muito cansado... mas tudo isto vem a propósito nem sei de quê... queria dizer-te qq coisa e já me esqueci... mas eu volto!
Abraço gde!


De M.Luísa Adães a 5 de Agosto de 2010 às 08:21
Mª. João


Coitadinho do Kico. Muito está a sofrer, mas Deus
vai ajudar a ele e a ti.

Um abraço,

Mª. Luísa


De poetaporkedeusker a 5 de Agosto de 2010 às 12:20
Deus tem estado sempre a ajudar-nos, amiga. Ele toma muita medicação e o sofrimento acaba por ser mais meu do que dele... tem episódios de grande incontinência e eu passo a vida a ter de apanhar tudo com papéis de cozinha e a desinfectar o chão todo com aquele Sonasol Amoniacal... a madeira do chão está uma desgraça, mas eu e ele somos teimosos e ambos queremos que ele viva até ao último minuto sem grande sofrimento... ele toma Renitec para o coração, cortisona para a falta de ar, Ultra Levure e Buscopan para as cólicas e diarreias, Codeína para a tosse cardíaca e também para tentar prender um pouco as fezes e Filotempo para o ajudar a respirar... e está muito mimado, coitadinho... só quer festas e fica todo feliz quando eu lhas faço... é por isto que tenho chegado atrasada...


De M.Luísa Adães a 5 de Agosto de 2010 às 14:49
Mª. João

Deus ajuda sempre e no teu caso, é de uma generosidade extrema.

Bem hajas!

Mª. Luísa


De poetaporkedeusker a 4 de Agosto de 2010 às 17:22
Olha! Eu já te tinha respondido a este comment... mas está descansada que não confundo as duas coisas de forma nenhuma. Quando te disse que não entendia nada de avatares, estava-me, evidentemente, a referir aos tecnológicos. Não tinha ainda entrado na pequena dissertação poética que tu dedicaste ao filme cujo trailer já vi e que, conforme te disse, vou "apanhando" daqui e dali, pela reacção dos que já o viram.
É bem possível que tenha de pôr os meus blogs de férias para conseguir reunir material para mais um livro, para já. Como sabes - melhor do que eu - não basta reunir sonetos. É absolutamente necessário estruturá-los segundo uma "linha"... qualquer coisa que, como os poemas, não nasce quando muito bem quero e sim quando muito bem se me impõe... levei vários dias só para me decidir sobre a elaboração de uma capa, mas já a tenho bem concebida e visualizada - mentalmente - até aos mais ínfimos pormenores. Vamos a ver quando arranjo tempo para tomar uma decisão destas em relação aos poemas...
Tem cuidado com o teu joelho e evita caminhar sobre areia! Eu já te tinha dito que o passo sobre areia é muito penoso, exige um grande esforço às articulações... mas dentro de água seria muito benéfico! Como a lesão é interna, não vejo inconveniente nenhum em fazeres pequenas caminhadas com água um pouco abaixo da cintura...
e a hipótese de queda é posta de lado, dentro de água. Fala nisso ao teu ortopedista!
Abraço grande!


De M.Luísa Adães a 5 de Agosto de 2010 às 08:33
Mª. João

Ao ler o teu discernimento quanto à forma de preparar teu livro, até me senti envergonhada.

Meu Livro está a ser composto pela gráfica, os poemas saíram e eu não lhes liguei e só protestei com a Editora quando me mandou a capa com uma sereia.
Aí, odiei tudo,
capa (em especial) livro, poemas
e se,
apossou de mim um desinteresse que ainda não passou. E estou aborrecida com o calor, com o mundo virtual, o mundo no qual vivo, com o livro a
publicar que nada me diz.
Ao sentir teu entusiasmo (e acho muito positivo), me
senti envergonhada comigo, pela falta de entusiasmo.

Tu és uma poetisa a sério, eu finjo ser!...

É esta a enorme diferença e não me venhas contar histórias e nem me respondas a nada!

Beijos e obrigada,

Mª. Luísa


De poetaporkedeusker a 5 de Agosto de 2010 às 12:25
Ai respondo pois! Não tem a ver com isso! São fases! Tu sabes bem que eu também tenho as minhas fases de embirrar com tudo, mas insurjo-me contra elas. É normalíssimo que estejas numa fase de menor interesse pelo livro pois tiveste esse acidente e toda tu estás a utilizar as tuas energias para recompor o tecido que ficou danificado. Também sabes que todos nós temos fases... então os poetas!!!
Abraço gde!


De M.Luísa Adães a 5 de Agosto de 2010 às 14:36
Mª. João

Por isso mesmo, me juntei ao poeta difícil.

Beijos e obrigada, por entenderes e aceitares.

Mª luísa


De MIGUXA a 3 de Agosto de 2010 às 00:02
"Poeta difícil

Quem és tu?

Vou juntar-me a ti."

E, assim fiz e continuarei, se mo permitires, minha amiga...

Beijo
Margarida


De M.Luísa Adães a 3 de Agosto de 2010 às 07:23
Margarida

Obrigada pela flor e por te juntares a este
poeta difícil (o que já fizeste) e assim quereres
continuar.

Se possível visita, AVATAR , nos prémios.
É uma opinião acerca da moral que o filme pretende mostrar. No estudo "Alquimico" os Avatares pertencem
a uma hierarquia elevada.

Também tenho uma oferta de um amigo do google,
junto com AVATAR, se gostares, podes levar para
os teus prémios. Foi-me oferecido, eu posso oferecer.

Beijos e obrigada por continuares a ser minha amiga

Mª. Luísa


De cuidandodemim a 5 de Agosto de 2010 às 12:48
E a um verdadeiro poeta isso basta. Porque quem for digno de dar valor, dá-lo-á.
Bjns


De M.Luísa Adães a 5 de Agosto de 2010 às 14:47
cuidandodemim

Lindo o que me dizes. "Quem for digno dá-lo-á"...

E apesar das minhas ausências e da minha ida para o google, alguns amigos fiéis e verdadeiros ficaram,
a maioria desapareceu, por razões só deles. Paz!

Beijos e obrigada,

Mª. Luísa


De luadoceu a 20 de Agosto de 2010 às 18:11
Luisa
Esta bem?
Tem estado muito ausente

Pelo menos desde dia 13 do blogspot, que nao vem aqui

Esta bem de saude? Ou nem por isso? Espero que nao seja esse o caso

No entento desejo as melhoras e bom descanso

Volte rapido

Bjinhos

Luadoceu


De M.Luísa Adães a 20 de Agosto de 2010 às 20:12
luadocéu

Eu estou fora! Venho quando possível ao pc, mas no sapo ,só tenho escrito nos prémios.

Este poema foi para glorificar o Agosto.

Mas estou a escrever no google, embora de momento, tenho um poema já há 8 dias.

Mas a minha presença só a encontras, no google ou nos prémios.

Não terminei o Prosa-poética, mas não sei se fico
em definitivo no google e nos prémios.

Os meus versos e a vivência no Sapo, está no fim.

http://os7degraus.blogspot.com

http://premios-prosa-poetica.blogs.sapo.pt

Eu estou bem e quando regressar, vou aos blogs dos amigos que deixei no Sapo, tu és um deles!

Obrigada pelo cuidado. Beijinhos à pequenina e
felicidades para ti.

Mª. Luísa


Comentar post

.mais sobre mim

.links

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.arquivos

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.posts recentes

. ROUBO

. Beijos/ Novo Ano Feliz

. BEIJOS

. Cantei!

. Oferta

. 11 de Setembro

. Oferta/ Evanir

. Oferta, a Maria luísa Adã...

. Cortesia de : Poesias do ...

. Três Rosas

. Oferta/ Maria/ Espanha

. Facebook/ Foto: A World o...

. Oferta/ Las cumbres del O...

. Oferta

. Pablo Neruda

. Agradecimento

. Prelúdio

. Oferta/ Novembro de 2012

. Poema sem nome

. Prémio Dardos/ 2012

. Saudade

. Juventude

. Jogos Olimpicos

. Amo!

. Oferta : www.estoyatulad...

. Bertold Brecht

. Decepcion ...

. Das Trevas para a Luz

. Primavera

. O Tempo

.favorito

. Whitney Houston

. FOGO

. NOITE

. Meu Amigo

. SEDE

. VIDA

. NUA

. Nascer e Viver

. REALIZAR

. ROSA IMORTAL


Selo do prémio dardos Oferta:-http//tintasepinceis.blogs.sapo.pt



Familia Maldonado /Brasão