Quinta-feira, 1 de Abril de 2010

NUA

 

 

 Imagem Internet/ Salvador Dalí

 

Nua me encontro,

As estrelas são meu manto

A dor que me acompanha

Reflecte meu pranto.

 

Se falo de amor

Eu sinto e vivo o amor.

 

Se falo de tristeza

Eu sinto e vivo tristeza.

 

Se falo de verdade

Eu sinto e vivo verdade.

 

Tudo em mim

É humano e místico

Mesmo o que não vejo – existe!

 

Tudo em mim

É esplendor na relva

De Ibirapuera.

 

Eu estou convertida,

Fluente, quente, suave,

Desprendida.

 

O lago se espelha

Se deleita, estremece,

Olha para mim.

 

Eu não pertenço ao lago,

Mas sinto o seu afago.

 

Cisnes negros navegam

Nesse lago,

Ao som do canto

E dos suspiros dos amantes.

 

Se amam

Na relva molhada,

Ao meu lado.

 

A noite aproxima

A distância é só uma

E eu olho os amantes,

Nos jogos de amor.

 

Junto-me a eles,

Faço parte deles

Canto, danço e amo

Numa despedida de encanto.

 

Me despeço

Do parque imenso,

Do parque quente e húmido

De Ibirapuera.

 

E ouço o silêncio

De corpos nus e cansados

Estremecendo ao som

De musicas caladas.

 

Me levanto,

Nua está

A relva verde

A terra amarela, 

Salpicada de luz

 

E o lago

Pousado e perto

Diz,

Eu sou o verso do Universo

Os olhos de antepassados.

 

Tão grande, o mundo!

Tão curta, a vida!

E lugares, tão distantes!

 

 

publicado por M.Luísa Adães às 07:06
link do post | comentar | favorito
|
42 comentários:
De caminhopelasestradas a 1 de Abril de 2010 às 13:17
"E o lago pousado
E perto diz,
Eu sou o verso do Universo
Os olhos de antepassados.

Tão grande, o mundo!
Tão curta, a vida!
E lugares, tão distantes!"

Isto tu dizes, de uma maneira absoluta
donde resulta, o caminhar do Mundo.

With love,

Caminhante


De M.Luísa Adães a 1 de Abril de 2010 às 13:31
Caminhante

Grata por o encontrar e pelo destaque do poema
onde se diz, talvez, o principal.

Agradeço,

Mª. Luísa


De poemasimples a 1 de Abril de 2010 às 23:02
Amiga Luisa:
Depois de uma longa ausência, aqui estou novamente a escrever-te. Não tenho tido muito tempo livre , mas nunca deixei de pensar nos teus poemas, porque como já disse ANTERIORMENTE ELES TRAZEM SEMPRE ALGO DE NOVO e este não é excepção. Nós desnudamos-nos ao escrever, porque normalmente expomos o que nos vai na alma de uma forma simples mas impregnada de todo o nosso sentimento. Continua a escrever que eu sempre que puder vou ler com muita atenção e sentimento. Desejo-te uma Páscoa excelente e espero poder continuar a ler e apreciar os os teus belos poemas. Um grande abraço deste teu amigo "VIRTUAL".


De M.Luísa Adães a 2 de Abril de 2010 às 09:27
Poemasimples

Feliz fiquei com a tua presença e as tuas, sempre
gratas, palavras.

Gostei da análise ao poema,
muito bem lida, dissecada, estudada - é uma Honra!

Espero continuar a escrever e a te encontrar, ao longo da minha vida virtual.

Feliz Páscoa para ti e teus familiares.

Um beijo grande da amiga,

Maria Luísa Adães


De jpcfilho a 2 de Abril de 2010 às 00:45
Olá Maria Luísa, nua és os versos do Universo pousada perto de um lago salpicado de LUZ, a relva que sente teu silêncio apenas se delicia com tua intimidade , pois fazes parte desse canto e da música que se houve desde longe, e o Ibirapuera jamais te esquecerá, pois te desnudastes em mil versos em seu ouvidos, os amantes jogam o amor, e a dor, mas segues com tua alma desnuda além dessas cantigas, e eram cisnes brancos, que talvez na água onde nada se tisne, o cisne vivo e cheio de saudades, nunca mais cante, nem sozinho nade, sem seu cisne. Mas as estrelas sim, sempre te cobrirão com seu manto, eternamente...
Muito, muito , muito lindo...
beijos
João Costa Filho


De M.Luísa Adães a 2 de Abril de 2010 às 09:36
João

"Que saudades Deus meu de teu canto e teu recanto onde lês e estudas com sensibilidade, só tua, meus poemas que adoro escrever e ser compreendida.
Essa compreensão e expressão poética, me fazem muita falta e adoro encontrar-te, sempre, ao longo
deste caminho virtual. Obrigada por tudo e por dizeres:

"As estrelas te cobrirão com seu manto,
Eternamente..."

Assim espero, assim aguardo que "tu, també, por longo tempo, me possas acompanhar e eu a ti!..."

Beijos da sempre amiga que te deseja, muitas Páscoas Felizes, com teus familiares.

Maria Luísa Adães



De Ceres a 2 de Abril de 2010 às 09:42

lindo teu poema! "As estrelas são teu manto"...

Assim nos podemos desnudar, cantar, amar e brincar, neste mundo virtual só nosso e de quem gosta da poesia e suas expressões.

Por ti em especial e por eles - eu venho!

Ceres


De M.Luísa Adães a 2 de Abril de 2010 às 09:50
Ceres

Deusa das planuras -
plantadas ao longo dos caminhos
por onde passo
e encaminho meus passos.

Agradeço tua vinda!

Mª. Luísa


De Neptuno a 2 de Abril de 2010 às 10:00

Ibirapuera
e todo o seu encanto,

traduzido em seus lagos, pontes, cisnes palpitantes, carpas dançando nas águas e amores plantando a semente noutros amores,

Te cobre com seu manto de estrelas
e te abençoa, nesta Páscoa
que simboliza "A Vida Eterna" !

Linda tua despedida antecipada, em teus versos.

Nep...


De M.Luísa Adães a 2 de Abril de 2010 às 10:03
Amigo que passaste e me deslumbraste com tuas
palavras.

Sim, é Ibirapuera e toda a sua magia...

M. Luísa


De desabafos_da_Ana a 2 de Abril de 2010 às 12:45
Amiga, votos de uma Feliz e Santa Páscoa para ti e todos os que te são queridos!
Espero que estejas melhor
Beijinhos


De M.Luísa Adães a 2 de Abril de 2010 às 15:51
olá Ana

Já tinha saudades de ti. Já estou bem! Mas não tenho tido tempo de te visitar, mas vou visitar!

Páscoa Feliz para ti e obrigada por apareceres.

beijos,

Mª. Luísa


De Ceiça a 2 de Abril de 2010 às 15:19
Olá, Maria!
Obrigada por me convidar a vir a um sitio tão romântico e cheio de vida.
Beijinhos e fica feliz
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Olá, Maria! <BR>Obrigada por me convidar a vir a um sitio tão romântico e cheio de vida. <BR>Beijinhos e fica feliz <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Ceiça</A>


De M.Luísa Adães a 2 de Abril de 2010 às 15:55
Olá Ceiça

Um local romântico com uma poesia diferente.
Ainda bem que vieste e gostaste!
Eu adorei encontrar-te.

Beijos e não esqueças este blogs.
Tenho muita estima nele!

Páscoa Feliz

Mª. Luísa


De maripossa a 4 de Abril de 2010 às 00:33
Maria Luísa.
Jamais ficamos nuas das palavras, elas são de sonhos e momentos descritos de variadas formas e sentir.
Feliz Páscoa minha amiga e boa recuperação desejo.
Beijinho Lisa


De M.Luísa Adães a 4 de Abril de 2010 às 09:15
Lisa

Verdade, jamais ficamos nuas das palavras...

De forma simbólica descrevo o parque de Ibirapuera,
onde o pouco que digo. se pode passar.
Obrigada pelo carinho. Estou bem!
Desejo Páscoa Feliz.

Beijos,

Mª. Luísa


De maripossa a 12 de Abril de 2010 às 17:10
Amiga Maria Luísa.
Desculpa esta ausência , motivos profissionais me fazem andar um pouco distante daqui. Espero que a recuperação esteja a correr bem.
Beijinho no teu coração Lisa


De M.Luísa Adães a 13 de Abril de 2010 às 12:41
Amiga lisa

Tudo bem por aqui. Recuperação feita e com êxito.

Tenho estado fora, por isso não tenho aparecido.

Grata por te encontrar, espero visitar-te em breve.

Beijos e obrigada,

Mª. Luísa


De MIGUXA a 4 de Abril de 2010 às 15:28
Maria Luísa,

"NUA" por que de ti transparece todo o sentimento, toda a verdade do teu sentir, livre, intemporal, sem distância...

Gostei muito!

Beijos Amiga e PASCOA CHEIA DE SOL!!!
Margarida


De M.Luísa Adães a 5 de Abril de 2010 às 10:36
Miguxa

"NUA" - é exactamente isso que tu dizes!

Nada mais acrescento, mas agradeço tu presença
e a análise correcta que fazes ao poema.

Com ternura, obrigada,

Mª. Luísa


De vesuvio a 5 de Abril de 2010 às 15:03
O teu poema é belo, dificil de analisar o que pretende dizer.
Não vai ter muito público interessado, mas eu gosto de poemas e como tal ,sei reconhecer o que tem valor.

E tu, incompreendida ou não, deves saber que tens valor!
Quem te não entende, deixa de interessar! Assim deves fazer, assim deves viver.
Coragem para a incompreensão!

MC


De M.Luísa Adães a 5 de Abril de 2010 às 15:12
É necessária coragem para escrever, eu sei!

Mª. Luísa


Comentar post

.mais sobre mim

.links

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.arquivos

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.posts recentes

. ROUBO

. Beijos/ Novo Ano Feliz

. BEIJOS

. Cantei!

. Oferta

. 11 de Setembro

. Oferta/ Evanir

. Oferta, a Maria luísa Adã...

. Cortesia de : Poesias do ...

. Três Rosas

. Oferta/ Maria/ Espanha

. Facebook/ Foto: A World o...

. Oferta/ Las cumbres del O...

. Oferta

. Pablo Neruda

. Agradecimento

. Prelúdio

. Oferta/ Novembro de 2012

. Poema sem nome

. Prémio Dardos/ 2012

. Saudade

. Juventude

. Jogos Olimpicos

. Amo!

. Oferta : www.estoyatulad...

. Bertold Brecht

. Decepcion ...

. Das Trevas para a Luz

. Primavera

. O Tempo

.favorito

. Whitney Houston

. FOGO

. NOITE

. Meu Amigo

. SEDE

. VIDA

. NUA

. Nascer e Viver

. REALIZAR

. ROSA IMORTAL


Selo do prémio dardos Oferta:-http//tintasepinceis.blogs.sapo.pt



Familia Maldonado /Brasão