Quinta-feira, 25 de Março de 2010

Nascer e Viver

 

 

 Imagem Internet / Salvador Dalí/ Museu de Gala

 

 

Nascemos em Continentes diferentes,

Eu nasci mais cedo

Tu nasceste mais tarde.

 

Nunca nos vamos encontrar

Cedo ou tarde,

Nosso caminho é diferente.

 

Sorrimos sem medos,

Nos amamos

Neste versejar.

 

Levo-te

Junto ao meu coração,

Quando um dia não voltar

E tu ficares.

 

Eu vou sentir o partir

Tu não vais entender,

Mas vais caminhar.

 

Não é necessário entender,

Apenas  esquecer

Um dia vais lembrar.

 

Há uma força que nos vai prender,

Como se eu fosse mortal novamente...

 

publicado por M.Luísa Adães às 18:09
link do post | comentar | favorito
|
41 comentários:
De caminhante a 25 de Março de 2010 às 19:02
Maria Luísa

Lindo, de uma beleza que aperta o coração, mas
triste, minha amiga.

Caminhante


De M.Luísa Adães a 25 de Março de 2010 às 19:06
Caminhante

Agradeço gostar do poema, mas é isso mesmo que diz - "triste"

M. Luísa


De jabeiteslp a 25 de Março de 2010 às 21:26

mesmo assim
valerá sempre o momento

se te consola
eu não me esquecerei de ti
assim como tantos e tantas que passam por aqui

beijinhos e força nos momentos


De M.Luísa Adães a 26 de Março de 2010 às 08:42
Anjodaesquina

Agradeço muito tuas palavras.
O poema até a mim me deixou de coração destroçado. O sentimento do que ele significa é
a verdade!

Mas fico, um pouco melhor, por não te esqueceres de mim e a esperança que tu dás, de que outros a passar, também se lembrem.

Beijos do coração, meu querido amigo,

Maria Luísa


De MIGUXA a 26 de Março de 2010 às 00:56
Maria Luísa,

Belo mas, tão triste!

O desencontro marcado pela diferença de gerações, pela distância...
O encontro de vontades e cumplicidades...
Adorei.

Beijos ternos
Margarida


De M.Luísa Adães a 26 de Março de 2010 às 08:47
Miguxa

Lindo o que dizes - é o que pretendo dizer!

Eu fiquei de coração destroçado quando o escrevi,
mas escrevi a primeira e maior verdade, da minha vida inteira.Que difícil, minha amiga!...

E me aniquilei, com uma dor, nunca antes sentida.

Grata por te conhecer.

Maria Luísa


De poetaporkedeusker a 26 de Março de 2010 às 11:32
Que bom que o problema dos comentários já está resolvido, amiga! A vida, essa, é mesmo feita de encontros e desencontros sobre os quais alguns de nós têm o privilégio de poder tecer poemas como este.
Abraço enorme.


De M.Luísa Adães a 26 de Março de 2010 às 19:27
Mª. João

O poema fala do encontro e desencontro de gerações. É tiste e verdadeiro!

Quando o escrevi, senti uma dor profunda e a
realidade do que digo.

Falta acertar algumas coisas nesta transformação
sem senso.
Fala-me do teu bichinho. Esqueceste de mandar notícias.

Beijos,

Mª. Luísa


De poetaporkedeusker a 29 de Março de 2010 às 11:00
Pensei que já soubesses, amiga. O Spirit morreu. Leucose felina. Tumorizou nas vias aéreas superiores e provocou paragem respiratória. Para agravar o problema é extremamente contagiosa para os outros gatos e não tem cura. Não gosto de acreditar no azar, mas parece que ele anda a acreditar em mim...
Abraço grande.


De M.Luísa Adães a 29 de Março de 2010 às 11:59
Agradeço escreveres.
Que coisa estranha e terrível apanhou o bichinho.

Já não sei que diga. Tanta coisa junta e complexa
para fazer sofrer e gastar o que não tem?

eu acredito em tudo que não vejo, como acredito no oxigénio que respiro "E NÃO VEJO"...o PC RECUSA
ESCREVER.

m. l.

~


De TiBéu ( Isa) a 26 de Março de 2010 às 11:55
"Levo-te
Junto ao meu coração,
Quando um dia não voltar
E tu ficares."


Adorei mesmo o teu poema e estas palavras são linda Luisa.
Luisa como te encontras? Espero que estejas em boa recuperação

Não tenho passado pelo meu apartado, pois tenho um familiar muto doente e hoospitalizado não tenho tido tempo. Assim que tiver a tua morada envio o meu Tesouro hehe. beijinho no teu coração


De M.Luísa Adães a 26 de Março de 2010 às 19:21
Tibéu

Recuperei muito bem, obrigada pelo cuidado.
Ontem quinta-feira, 25/3/010 enviei para o
apartado, dois livros.

Agradeço teu comentário a este poema triste, mas cheio de verdade. O encontro e desencontro de duas gerações.
Quando o escrevi senti uma dor, nunca antes pressentida...
É verdade, minha amiga.

Que teu familiar melhor.
Tenho um primeiro livro, mas atira para o misticismo
não sei se aprecias, mas esse foi o 1º. que editei.

Todos eles são, completamente diferentes, do livro que vai ser publicado.

Mais tarde te envio.

Agradeço escreveres.

Com amizade,

Mª. Luísa


De manu a 27 de Março de 2010 às 03:15
Olá Maria Luisa! A este poema triste não há palavras que o embelezem mais do que já está. Belíssimo, parabéns. Beijos de quem não a esquece.


De M.Luísa Adães a 27 de Março de 2010 às 09:23
manu

Feliz por te encontrar.
O poema é triste, mas com uma verdade imensa como o mar.

Até a mim, me fez sentir uma dor desconhecida,
nunca pressentida.
Mas tinha de o escrever!

Obrigada por não me esqueceres.

Beijos da amiga,

Maria Luísa


De Ulisses a 27 de Março de 2010 às 09:34
De Ítaca venho,
no meu caminho encontro de tudo, bom e mau.

Hoje encontrei teus versos, trabalhados ao pormenor, de uma tristeza envolvente, mas real.

Parabéns Poetisa.


Ulisses


De M.Luísa Adães a 27 de Março de 2010 às 10:36
Lembra-me Ítaca, a ilha grega do suave clima
que tanto amei.

Sim é triste, mas é verdadeiro!

Agradeço,

Maria Luísa


De umbreveolhar a 27 de Março de 2010 às 19:47
Olá Maria Luísa,
Um poema com grande profundidade. Parabéns!.
Tens no meu blog uma surpresa para ti.
Desejo-te a continuação de um bom fim de semana,
Catrlos Alberto Borges


De M.Luísa Adães a 28 de Março de 2010 às 09:24
Carlos

Meu e adorei amigo como vais? como te sentes na tua vida?

Há muito tempo te não encontrava e adorei este encontro.

Agradeço tuas palavras ao poema e a mim, tua presença.
Adoro boas surpresas. Espera por mim.
Beijos e obrigada,

Mª. Luísa


De M.Luísa Adães a 28 de Março de 2010 às 09:25
Carlos

Há aí umas gralhas. Surpresas do pc. Desculpa!

Mª. Luísa


De anonimo a 28 de Março de 2010 às 10:01

Gostei muito do poema. Verdadeiro até doer...

A.


De M.Luísa Adães a 28 de Março de 2010 às 10:06
É isso, verdadeiro até doer e nos reduzir a pedaços

Agradeço,

M. L.


De cristina a 28 de Março de 2010 às 11:22

Adorei teu poema!

Beijo,

Cris


De M.Luísa Adães a 28 de Março de 2010 às 11:26
Cris

Agradeço teu comments.

Com alegria por te encontrar,

M. Luísa


Comentar post

.mais sobre mim

.links

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.arquivos

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.posts recentes

. ROUBO

. Beijos/ Novo Ano Feliz

. BEIJOS

. Cantei!

. Oferta

. 11 de Setembro

. Oferta/ Evanir

. Oferta, a Maria luísa Adã...

. Cortesia de : Poesias do ...

. Três Rosas

. Oferta/ Maria/ Espanha

. Facebook/ Foto: A World o...

. Oferta/ Las cumbres del O...

. Oferta

. Pablo Neruda

. Agradecimento

. Prelúdio

. Oferta/ Novembro de 2012

. Poema sem nome

. Prémio Dardos/ 2012

. Saudade

. Juventude

. Jogos Olimpicos

. Amo!

. Oferta : www.estoyatulad...

. Bertold Brecht

. Decepcion ...

. Das Trevas para a Luz

. Primavera

. O Tempo

.favorito

. Whitney Houston

. FOGO

. NOITE

. Meu Amigo

. SEDE

. VIDA

. NUA

. Nascer e Viver

. REALIZAR

. ROSA IMORTAL


Selo do prémio dardos Oferta:-http//tintasepinceis.blogs.sapo.pt



Familia Maldonado /Brasão