Quinta-feira, 7 de Janeiro de 2010

NÃO OUÇO as VOZES

 

 

 Imagem Internet / Salvador Dalí

 

 

 
Hoje não ouço as vozes,
Vou sem rumo
Tão grande o Mundo
E países tão distantes…
 
Hoje não ouço as vozes,
As vozes daquele tempo.
 
Hoje estou unida a ti,
Desejosa de ti
Do teu amor
Flores molhadas
Junto a mim.
 
Hoje sou magia e esplendor,
Num mundo de fogueiras acesas
No mistério de quem sou.
 
Que te vou dizer
Se me interrogas
Acerca de tudo?
 
Conheço as sombras,
Conheço as luas,
Conheço assombros,
Conheço o amor
À distância
E cubro minha nudez,
Com esse amor.
 
Te beijo,
Te abraço,
Te amo,
Te desejo,
Te quero…
Me perco
Em teus braços.
 
A fogueira acendeu
Eu sou a fogueira,
E ardo nos teus braços
Do teu desejo e afecto,
De meus abraços.
 
E quando a apagar
Apago com amor,
A perdição
De uma vida!
E nesse instante
Torno a ouvir,
As vozes
Daquele tempo.
 
Mas hoje, não…
Hoje és tu e eu!
 
 
Maria Luísa O. M. Adães
 
    Janeiro 2010
 
publicado por M.Luísa Adães às 13:44
link do post | comentar | favorito
|
61 comentários:
De jangadadecanela a 7 de Janeiro de 2010 às 14:18
olá Mª Luisa,

um instante que seja
num sussuro apenas
que a voz não se perda
que fique sempre em ti

um abraço
Luís

ps: Já cá estão os livros que vou agora ler e seguiu hoje o meu ao teu encontro...


De M.Luísa Adães a 7 de Janeiro de 2010 às 14:26
Amigo

Adorei o encontro deste instante.
Acabei de postar o poema: "Nao Ouço as Vozes".

Fica na abertura de 2010, embora eu esteja longe e doente.

Agradeço saber que tudo correu bem.

Amei o nosso encontro!

beijos,

Mª. Luísa


De Mary Brown a 7 de Janeiro de 2010 às 15:07
Mais um poema lindo de amor, amor que cala as vozes que costumas ouvir. Beijinhos e espero que tudo esteja a correr bem contigo.


De M.Luísa Adães a 7 de Janeiro de 2010 às 17:11
Mary

Em especial para ti e outros amigos, aí tens um
poema de Amor.

"Tão grande o Mundo
E países tão distantes..."

Com ternura, agradeço tua presença.

Beijo grande,

Maria luísa



De M.Luísa Adães a 7 de Janeiro de 2010 às 17:25
Mary

Quanto à tua pergunta sobre a minha saúde , continuo em exames e nada sei de concreto.

Mas o poema, traz a minha presença à Net, no
Ano de 2010. Talvez seja um símbolo, do Amor!

Agradeço teu cuidado,

M. Luísa


De caminhopelasestradas a 7 de Janeiro de 2010 às 17:14
Belo de encantar, o teu poema!

Parabéns poeta amiga,

Caminhante


De M.Luísa Adães a 7 de Janeiro de 2010 às 17:21

Obrigada!

Maria Luísa


De MIGUXA a 7 de Janeiro de 2010 às 18:50
Maria Luísa,

Belo!

Ler-te faz-me bem...
Sinto no meu corpo e no meu espírito as tuas palavras. Bem haja a tua arte de dizer e encantar...

As tuas melhoras amiga
Beijos ternos
Margarida


De M.Luísa Adães a 9 de Janeiro de 2010 às 10:15
Agradeço.

Saudades, muitas M. Luísa


De Simbologia do aMoR a 8 de Janeiro de 2010 às 01:57
Olá Maria Luísa
Teu primeiro poema do ano stá maravilhoso!
"Tão grande o Mundo
E países tão distantes..."

Desculpa completar...

"E as duas almas unidas
Em pensamentos constantes
Pelo amor ausente
Nos dois corações palpitantes".

Ps. Foi muito bom ler teu poema, estes versos me nasceram depois de ler teu poema, coisa que há tempos não acontecia desde aquela época que minha mente acelerou demais. A mente ficou bloqueada até hoje, e agora nasceu-me isto depois de lê-la. Fiquei feliz! Obrigada pelo poema.Que continue o ano com muitas maravilhas das qauis escreve.

Abraço


Vera.


De M.Luísa Adães a 9 de Janeiro de 2010 às 10:12
http://os7degraus.blogspot.com


Agradeço, beijos

M: Luísa


De Simbologia do aMoR a 13 de Janeiro de 2010 às 04:12
Olá Maria Luisa

Já fui à esta página que forneceu, mas não entra na mesma. Aparece como não registado.
Obrigada.

Vera


De M.Luísa Adães a 13 de Janeiro de 2010 às 12:21
Para entrar nos 7degraus, entra com o endº..

http://os7degraus.blogspot.com

ou entra através do "Link os7degraus" no
lado esquerdo do blogs "prosa-poetica" - entra
directo e se quer responder, responde como anónimo.
Primeiro vai ao Link no lado esqº. do prosa-poetica
clica e entra directamente "nos 7degraus" é fácil.

Bºs,
M. Luísa


De Simbologia do aMoR a 8 de Janeiro de 2010 às 02:01
Voltei para dixer-te que procurei no blogspot sobre 7 degraus como vi num comentário seu no Frestyle, mas não encontrei este blog. Fiquei curiosa para ler sobre os 7 degraus.
Como faço para encontrá-lo?
A página que colocou lá no Free não está de acordo, apareceu-me como não registrado.
Se puder verificar e depois dizer-me, agradeço.

Abraço.

Vera.


De M.Luísa Adães a 9 de Janeiro de 2010 às 10:21
Vera

Agradeço o interesse!

Beijo,

M. Luísa


De poetaporkedeusker a 8 de Janeiro de 2010 às 14:31
Fico muito contente por te ver a publicar, amiga!
Espero que seja sinal de que a tua coluna já te está a dar algum descanso!
Eu vim aqui por puro acaso... não deveria ter dito isto... será que existem puros acasos? Os iconezinhos dos bonecos "saíram" sem eu dar por isso... ou quase... :D
Se ainda não estiveres a 100%, não te preocupes com a resposta. Eu, hoje, já estou bastante menos inchada! Só o pescoço mantém um certo edema. Na cara já quase se não nota.
Este teu poema está um espanto! Tem uma sensualidade acesa- mas não chocante- muitíssimo forte! E é belo... muito, muito belo!
Um enorme abraço!


De M.Luísa Adães a 9 de Janeiro de 2010 às 10:22
Melhoras muito poucas.

Beijo e saudades,

M. Luísa


De jpcfilho a 8 de Janeiro de 2010 às 15:12
Querida Maria Luísa, pode ser que nesse instante não escutes vozes. mas às tens constantemente sussurrando, te dizendo coisas e cousas de assombrações distantes, desses e doutros hemisférios, já as escutavas nas cavernas e nas catedrais, ou em teu retiro, elas te orientam, te confundem, decifram e te fazem mágica. Para depois com tua capa preta, descortinares: palavra a palavra, em sons de versos e flautas, vais poetando...
lindos versos
beijos
João Costa Filho


De M.Luísa Adães a 9 de Janeiro de 2010 às 10:16
Agradeço.

Saudades muitas,
melhoras poucas.

Beijo,

M. Luísa


De eternoerrante a 8 de Janeiro de 2010 às 21:41
Amiga...
A poesia que nasce dos teus dedos... cria esculturas de palavras tão belas que me deleito aprazivelmente no puzzle dos sentidos... tentando decifrar o código do teu coração.

É na noite que os sonhos ganham asas...e neste voo de ternura, a alma vai ao encontro da sua origem, da sua metade...em busca da eternidade desenhada nas galáxias do Amor.

Beijinho e doce noite do amigo rui e errante


De M.Luísa Adães a 9 de Janeiro de 2010 às 10:18
Melhoras poucas.

Adorei o encontro!

beijos,

M. Luísa


De Mírtilo MR a 8 de Janeiro de 2010 às 23:24
Maria Luísa:

Mais um lindo e universal poema de amor, no teu belo estilo de poetar, que semeias no início deste novo ano, na esperança de que ele floresça em muitas espigas que alimentem de igual amor muitos corações dele deserdados ou carenciados. Poema que há-de lançar doces fogueiras de amor, como a do teu próprio poema, nos corações de quem o ler e o sentir verdadeiramente.
O teu poema é mais um doce monumento poético que sabe bem sentir erigido ou realizado na anímica terra desejosa de amor de qualquer pessoa que ame o amor.
Os meus votos de que a tua saúde esteja melhor, ou de todo recuperada.

Um amistoso beijo te deixo neste primeiro e talvez inexperiente comentário do ano que nos vai percorrer e levar um pouco mais para o lado da velhice.

Mírtilo


De M.Luísa Adães a 9 de Janeiro de 2010 às 10:20
lindo de morrer... o que escreves.

Agradeço, mais não posso dizer.

Melhoras muito poucas!

Beijos e saudade,

M. Luisa


De Mírtilo MR a 12 de Janeiro de 2010 às 22:43
Maria Luísa:

Muito agradecido por gostares do que escrevo, concretamente no comentário acima ao teu deslumbrantíssimo poema, capaz de sensibilizar qualquer poeta ou qualquer amante, ou qualquer pessoa mesmo que só minimamente sensível, ainda que tivesses exprimido tão resumidamente, mas tão elucidantemente, o teu apreço ao que escrevi no comentário, e fizeste-o assim por motivos de saúde, eu sei.
Por isso te desejo profundamente as melhoras o mais rapidamente possível, até à total recomposição. Que a saúde regresse a ti de todo, para que, por aqui, os teus tão maravilhosos poemas não faltem e, acima de tudo, voltes a sorrir sadiamente à vida qual estrela a iluminar de alegria teu próprio coração e o dos que rodeiam ou te aparecem no caminho, mesmo até neste internético caminho.

Beijinhos.
Mírtilo


De M.Luísa Adães a 13 de Janeiro de 2010 às 12:27
Mírtilo

Me deslumbra tua forma de dizer,
a sensibilidade e símbolismo do que escreves,
em resposta ao que escrevo.

Lindo de encantar - que bom te conhecer!

A saúde continua difícil.

Beijo grande da amiga,

M. Luisa


Comentar post

.mais sobre mim

.links

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.arquivos

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.posts recentes

. ROUBO

. Beijos/ Novo Ano Feliz

. BEIJOS

. Cantei!

. Oferta

. 11 de Setembro

. Oferta/ Evanir

. Oferta, a Maria luísa Adã...

. Cortesia de : Poesias do ...

. Três Rosas

. Oferta/ Maria/ Espanha

. Facebook/ Foto: A World o...

. Oferta/ Las cumbres del O...

. Oferta

. Pablo Neruda

. Agradecimento

. Prelúdio

. Oferta/ Novembro de 2012

. Poema sem nome

. Prémio Dardos/ 2012

. Saudade

. Juventude

. Jogos Olimpicos

. Amo!

. Oferta : www.estoyatulad...

. Bertold Brecht

. Decepcion ...

. Das Trevas para a Luz

. Primavera

. O Tempo

.favorito

. Whitney Houston

. FOGO

. NOITE

. Meu Amigo

. SEDE

. VIDA

. NUA

. Nascer e Viver

. REALIZAR

. ROSA IMORTAL


Selo do prémio dardos Oferta:-http//tintasepinceis.blogs.sapo.pt



Familia Maldonado /Brasão