Sábado, 24 de Outubro de 2009

QUE BOM!...

 

 

 

 Imagem Internet/ Salvador Dali / Dalí and Gala

  

 
 
Que bom ter-te,
Escrever para ti
Escrever para mim
Escrever de mim.
 
Recupero o meu alento
Neste nosso amor,
Tão forte, tão grande.
 
Venço este tormento
Meu e teu
E assim somos, não retrocedemos.
 
Caminhamos ao encontro
Das palavras que escrevemos
E recupero o meu alento.
 
Em noites de silêncio
E sonhos acordados,
Olhos de antepassados.
 
De olhos bem abertos
Esquecer os enganos,
Não nos encontramos.
 
Tão poucos somos
Tantos já fomos,
A um Deus Supremo,
 
Somos o pranto,
Somos o engano,
Somos o espanto.
 
Podemos saber quem somos
Esquecer os enganos,
Feitos a cada instante.
 
Que bom, meu amor
Somos como somos,
Tudo tão confuso como é.
 
Falamos de diferenças
Nos encontramos nesse falar,
Depois nos perdemos.
 
Transportamos compromissos
E promessas e encontramos,
Murmúrios suplicantes.
Como fazemos?
Voltamos no tempo?
Que bom, meu amor.
 
Mesmo o amor
Pode ser de renúncia!
 
Renunciamos?
Não – recupero o meu alento
E continuamos!
 
Que bom este tempo!...
 
Maria Luísa O. M. Adães
 
     24 Outubro de 09
 
publicado por M.Luísa Adães às 17:03
link do post | comentar | favorito
|
65 comentários:
De LR a 25 de Outubro de 2009 às 01:19
Que bom ter este tempo,
para mostrar meu alento,
falo de diferenças,
mas de encontros,
neste reecontro de amizade,
lindo como sempre.
Bom domingo!
beijinho

LoveRight


De M.Luísa Adães a 25 de Outubro de 2009 às 07:06
loveright

"Que Bom!..." encontrar-te no princípio de uma manhã clara, sem vento, Outonal.


E no meu poema eu digo:)

"Transportamos compromissos
E promessas e encontramos,
Murmúrios suplicantes.
Como fazemos?"

Sabes responder-me? Se sabes, responde-me!

Muito bom o teu comentário. Tu não o dizes, mas eu depreendo para meu gáudio que gostaste.
E eu agradeço a tua presença e o teu comentário,
neste blogs.

Maria Luísa


De LR a 25 de Outubro de 2009 às 10:22
Bom dia, amiga

Sei responder,
e a resposta está no coração,
cada qual tem de a procurar,
e na imensidão dessa resposta,
nada de desviar,
pois é no caminho do amor
sempre a segui-lo.....
onde a vais encontrar!

É um prazer ler as palavras de uma poetisa, para mim,
que nada sei!

Um lindo dia e uma maravilhosa semana.
Abraço.
LoveRight



De M.Luísa Adães a 26 de Outubro de 2009 às 06:32
loveright

Tu tens a tua sabedoria natural.
E fiz a pergunta, para que tivesses a necessidade de ler as entrelinhas do poema, onde digo tudo.

É nos locais mais pequenos, nas palavras a conjugarem umas com as outras, num jogo de amor
que me podes entender, cada vez com mais facilidade e de pessoas interessadas eu preciso e muito, para que este género de poesia "não morra".

Escolhi-te para meu conforto e alegria de poeta
que tanto precisa de todos.

Obrigada!

Beijos muitos,

Maria luísa


De Sonhosolitario a 25 de Outubro de 2009 às 08:05
Olá amiga Luisa
Bom dia
e um beijinho
Que lindo o teu amar!
que sorte a tua ser amada
que bom fico encantado em te ler
o que tu repartes com os amigos
ver-te com a essa felicidade
lindo em contemplar-te com esse sorriso
É tão bom.
Ver-te nesses caminhos
de sonhos acordados e verdadeiros reais
que recuperas o teu alento
e continuas, nesse teu bom tempo.
obrigado
És uma querida, desejo-te um feliz domingo
em conjuntamente com teu marido Augusto e com quem tu gosta ao teu redor
doce beijinho
adorei

sonhosolitario


De M.Luísa Adães a 25 de Outubro de 2009 às 08:48
sonhosolitario

Recebo sempre com agrado, a tua presença assídua
de bom amigo.

lindos os versos que me fazes e ao meu poema. lindos!

Reparto com os amigos tudo, quanto possa ter de bom no meu viver. E agradeço a presença e as
palavras com que congratulas o meu dizer.

beijos da amiga,

Maria luísa


De M.Luísa Adães a 25 de Outubro de 2009 às 08:54
sonhosolitario

Apenas um p.s.:)

se pretendo acabar um comentário num blogs em
que no final pedem para copiar caracteres e só
depois, posso publicar... Neste momento, eu não encontro os caracteres, têm uma cruzinha vermelha e não há letras e eu não posso comentar.

Encontrei esse problema nalguns blogs e agora,
vou experimentar no teu.
Pela 1ª. vez, não posso comentar o que pretendo dizer. Sabes de alguma coisa?

Bºs Mª. Luísa


De Sonhosolitario a 25 de Outubro de 2009 às 09:45
olá amiga Luisa
bom dia amiga
iso se pode dever a tua net,
estar lenta e não dar para abrir, penso eu porque a mim quando me aperece essa cruz vermelha´é sinal da minha net não tem signal sufeciente para abrir.
um doce beijinho e continuação de bom domingo.
sonhosolitario


De M.Luísa Adães a 25 de Outubro de 2009 às 09:53
sonhosolitario

tens razão, já apareceram as letras. Fiquei assustada, pois ainda não me tinha acontecido.
Me pareca que na magia "tudo pode acontecer e
assusta".
Obrigada por responderes!

Com carinho, agradeço a forma gentil.

Maria Luísa


De caminhopelasestradas a 25 de Outubro de 2009 às 09:38
Te encontro de novo, no meu caminhar e adoro o encontro sempre ansiado.

Uma vez mais, me trazes um poema de sentimento e pensamento.

"Como fazemos?...dizes tu - mas só tu sabes, como

fazer, eu apenas te leio e gosto do que leio.

Parabéns!

Caminhante


De M.Luísa Adães a 26 de Outubro de 2009 às 06:36
Te torno a encontrar e às tuas palavras, ao que escrevo.

Te estou agradecida por reparares na minha forma
de dizer e dares alento, a esta sensibilidade poética.

Agradeço o teu amor pela Poesia.

Maria luísa


De cuidandodemim a 25 de Outubro de 2009 às 14:41
Quando temos alguém a quem ir buscar alento, tudo parece muito mais fácil... E quando esse alguém, ao longo dos anos, está sempre pronto para estar ao pé de nós a apoiar-nos então estamos seguras...
Bjns


De M.Luísa Adães a 26 de Outubro de 2009 às 06:25
cuidandodemim

É isso, minha amiga que aquele que está ao meu lado, tenha a graça de Deus para poder continuar e
eu com ele, para nos apoiarmos e me dar segurança
e força para eu continuar a escrever as "minhas loucuras" (só assim, o posso fazer, ficcionar, ser
abstracta, jogar as palavras e ganhar o jogo).

Ele é o pilar e as bases - Deus - é para mim a Luz.
Que Ele nos possa ajudar a todos!

Beijos e obrigada,

Maria Luísa



De Fisga a 25 de Outubro de 2009 às 20:15
Olá minha querida amiga. Eu estou muito confuso, não me encontro em condições de te comentar. Mas o teu poema tem uma mensagem, muito grande, não no espaço, mas no conteúdo, e muito concisa, mas minha amiga, só tu que és a mãe, podes dizer qual a sua dimensão. eu só sei que o achei lindo e muito sentido. Adorei, já tinha muitas saudades tuas. Olha amiguinha, eu vou dizer o mesmo a todas as pessoas, eu não vou responder aos comentários que tenho no meu blog. São muitos e eu não quero discriminar ninguém, porque ninguém merece isso, e então o melhor remédio, é não comentar ninguém. Eu também não estou em condições de o fazer ainda estou muito debilitado embora me parecesse que estava muito bom. Era a euforia de sair. Um grande beijinho deste teu amigo incondicional. Eduardo.


De M.Luísa Adães a 26 de Outubro de 2009 às 06:16
"Que Bom" tenho, junto com o meu poema o meu amigo Eduardo.
Até parece um sonho, daqueles que eu escrevo.

Quem diria que semelhante coisa ia acontecer, mas
de momento, o mais importante é tu teres voltado ao nosso convivio. " Até parece um milagre e provàvelmente, é um milagre!"

Não precisas nem deves comentar o que escrevo,
pois o problema de saúde foi muito demorado e agora é para fazer uma cura a sério.
Não respondas a comentários; as pessoas sentiram a tua falta e eu, muito mais, mas faz só o que te for
possível, ou nada, por uns tempos.

Depois com mais forças, ficas com o teu blogs que
é muito bom e afasta-te de todos os outros contactos.
Tens de descansar, muito até recuperares.
Estou felicissima por de novo te estar a escrever.

"Que Bom" - diz o poema, como se fosse escrito para
o momento, o teu momento maior, o regresso desse tempo incerto que viveste.

Mas tudo vai passar, todos os cuidados são poucos.
Ainda estás muito debilitado, é normal, o caso foi
complicado, mas o nosso Deus ajudou, juntamente
com os médicos e a tua força natural.

Não comentes ninguém (as pessoas compreendem)
pois tens de fazer a recuperação e pode ser demorada.

Agradeço muito o teu cuidado em me escreveres.

Volta só quando te sentires bem, mas de forma
mais calma e elimina tudo quanto não interesse.

Vamos viver um dia de cada vez e fugir aos convites
que trazem stress e não servem para nada.
Fica só com o teu blogs.

Escreve só quando poderes, sem esforço e não é
necessário comentar. Nada de esforços!
Tens quem trate de ti em casa?
Se o tiveres é muito bom. Espero que sim!

Beijos da sempre amiga e as melhoras.

Maria Luísa



De Fisga a 28 de Outubro de 2009 às 10:20
Olá minha querida amiga Luísa. Eu vou seguir o teu conselho, na verdade não estou em condições de me meter, nem a escrever, nem a comentar, escrever em especial, vai tardar algum tempo. Vim só para te dar conta da situação. Posso dizer-te que estou melhor, mas também te posso dizer, que a cada uma macacoa mais que me dá, o tempo de recuperação é maior, nunca mais pequeno, nem sequer igual, é sempre maior. Olha minha querida a miga, eu já voltei a ler o teu poema, e a sensação que me dá é que ele tem a ver comigo. Estarei certo? Um beijinho e tudo de bom para ti amiguinha.


De M.Luísa Adães a 28 de Outubro de 2009 às 10:56
Eduardo

O poema é para ti!
Não o disse e esperei que tu entendesses.
Tu és o único que tem de entender!

Não interessa a opinião, cada um o sente a seu modo e alguns muito bem.
Têm Liberdade de o interpretar como o lêm - é com
eles e o seu sentir! E eu fico agradecida a todos
quantos me lêm e me comentam, seja quem for!

Mas se me perguntas e tu és o visado, eu te respondo com verdade e digo : - "Sim"!

E agora agradeço o teu esforço em me escreveres.

Mas, como dizes, não escrevas nem comentes. É
cedo, muito cedo e tens de dar conta da situação
e cumprir o que os médicos dizem.
Cada vez que aconteça (espero e acredito que não)
o assunto se torna mais difícil.
A saúde é preciosa. Tens de ter paciência e não
voltar a ter contactos, com muitos grupos.
Eu gostava que ficasses só com o teu blogs e estes
teus amigos.
Eu faço isso e tenho declinado todos os convites que me fazem e tenho tido muitos, nem imaginas e
eu mando dizer :

tenho coisas escritas e digo onde e não escrevo noutros lados.
Só necessito de quem gosta de mim!

Obrigada, fiquei feliz por te encontrar e saber
notícias, mas vou aguardar.
Adorei o encontro e a surpresa!

Beijos com carinho, as melhoras,

Maria luísa


De a 26 de Outubro de 2009 às 09:59
"Que bom"... Que bela maneira de começar a semana.
Quanto mais lemos, mais queremos ler...
"Que bom este tempo" em que "se esquecem os enganos", que se "recuperam alentos".
Beijinhos


De M.Luísa Adães a 26 de Outubro de 2009 às 17:32


"Que Bom!...te encontrar no meu recanto, onde

escrevo a minha poesia que amo escrever.

"Renunciamos?
Não - recupero o meu alento
E continuamos!

Que bom este tempo!..."

Que bom me escreveres e gostares do que escrevo.

Beijos e obrigada,

Mª. Luísa


De Alzira Macedo a 26 de Outubro de 2009 às 10:19
Hummm que bom momento aqui amiga…
Adorei ler este teu “Bom”
Nota-se aqui uma grande felicidade, uma união um facto realizado…
Teu escrever é o teu dizer…
Não recuperas alento querida…
isso foi o que nunca te faltou,
o amor ai o amor, esse sim dá força dá asas dá vida…
È nele que vamos buscar todo o nosso alento
Nas noites de silencio, o sonho de olhos abertos
onde vão buscar o atrás,
nos trazendo em frente, com novos horizontes
Não á engano não amiga não és pranto…
Mas sim um espanto de mulher poetisa…

Nas diferenças encontramos os acertos
como fazer???
Nos murmúrios suplicantes, saíem as verdadeiras razoes
desse caminhar desse querer,
finalizando com o compromisso de sempre continuar…

continua…
Não pares…
Dá vida ao tempo…
Renunciar???
Não amiga nunca, na renuncia
deixamos passar todas as oportunidades de felicidade
nem que seja num momento
num poema…
num sim á vida….

bjs doces com mt carinho e amizade.


De M.Luísa Adães a 26 de Outubro de 2009 às 17:25
Alzira

O teu comments está um encanto...

Tu disseste tudo, eu nada tenho a acrescentar.

Pela primeira vez, alguém comenta assim e eu não
tenho resposta para dar. Pois esse alguém descobriu tudo, sem eu necessitar de dizer.
"Que Bom!..." Que Bom!..."

Obrigada e beijos muitos, para ti,

Mª. Luísa


De TiBéu ( Isa) a 26 de Outubro de 2009 às 10:57
"
Que bom ter-te,
Escrever para ti
Escrever para mim
Escrever de mim."


Desta vez foi o inicio que me despertou, lindo quando adoramos ter, quem não gosta daquilo que pôs no mundo? Luisa estás a escrever de uma forma maravilhosa, continua e trnasmite todo o teu amor desta forma linda, quando o rebento sober ler, vai dizer ÉS uma A.. MARAVILHOSA He he . beijinho e boa semana


De M.Luísa Adães a 26 de Outubro de 2009 às 17:18
tibéu

Desta vez foi o princípio que te impressionou.

Agradeço gostares e te lembrares da pequenina.

Talvez seja ela, a trazer-me ao cimo ... Quem sabe?

Beijos e obrigada,

Maria Luísa



De poetaporkedeusker a 26 de Outubro de 2009 às 11:42
Que bom é, amiga, mais este dia de sol... que bom é que tenham havido muitos dias sem sol para que, agora, possamos fruí-lo com maior alegria. Que bom é que tenha havido noite, algumas horas atrás, para que possamos, agora, sentir o dia na sua plenitude.
Que bom é que o Inverno esteja quase a chegar para que possamos antecipar o Verão...
E agora que viagei pelo teu poema, agora que ambas recuperámos o alento, vou visitar o nosso amigo Fisga que está de volta ao conforto do seu lar.
Um abraço GDE!


De M.Luísa Adães a 26 de Outubro de 2009 às 17:11
Mª. João

Agradeço o teu comentário cheio de musicalidade.

"Que Bom!..." essa viagem cheia de boas nuances
no correr do nosso tempo. "Que Bom!..."

O nosso amigo já me escreveu, mas sem comentar,
pois ainda se encontra muito confuso e hoje reparou que está mais cansado do que pensava estar ontem.

Dei-lhe os melhores conselhos e ele não vai responder a comentários.
Ele disse-me que quase morreu...

Beijos e obrigada pelas tuas palavras.

Maria Luísa


De poetaporkedeusker a 27 de Outubro de 2009 às 16:52
Amiga! Só agora vi esta tua resposta! É muito natural que o nosso amigo ainda esteja demasiado fraco para comentar. Esteve tanto tempo a soro, tanto tempo sem se conseguir levantar... vamos dar-lhe tempo para se restabelecer.
Um grande abraço!


De poetaporkedeusker a 27 de Outubro de 2009 às 16:57
Ai! Eu tenho um erro ortográfico abominável no primeiro comment! Fico furiosa comigo mesma quando eles me escapam e ficam por aí, à solta, a dar maus exemplos a toda gente! Mas os comments não se podem emendar... ok! Eu reescrevo: VIAJEI!
Bjo!


De M.Luísa Adães a 27 de Outubro de 2009 às 18:34
Mª. João
eu não reparei no erro "Viajar, viajei",

mas fica anotado.

Algumas vezes me acontece, fico furiosa!

Beijos,

Mª. Luísa


De por_acaso a 26 de Outubro de 2009 às 23:56
Olá Mª Luísa, boa noite, que bom viver, e ter-te como amiga.....obrigado....não é necessário fazer comentários.
Beijo
Alfazema


Comentar post

.mais sobre mim

.links

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.arquivos

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.posts recentes

. ROUBO

. Beijos/ Novo Ano Feliz

. BEIJOS

. Cantei!

. Oferta

. 11 de Setembro

. Oferta/ Evanir

. Oferta, a Maria luísa Adã...

. Cortesia de : Poesias do ...

. Três Rosas

. Oferta/ Maria/ Espanha

. Facebook/ Foto: A World o...

. Oferta/ Las cumbres del O...

. Oferta

. Pablo Neruda

. Agradecimento

. Prelúdio

. Oferta/ Novembro de 2012

. Poema sem nome

. Prémio Dardos/ 2012

. Saudade

. Juventude

. Jogos Olimpicos

. Amo!

. Oferta : www.estoyatulad...

. Bertold Brecht

. Decepcion ...

. Das Trevas para a Luz

. Primavera

. O Tempo

.favorito

. Whitney Houston

. FOGO

. NOITE

. Meu Amigo

. SEDE

. VIDA

. NUA

. Nascer e Viver

. REALIZAR

. ROSA IMORTAL


Selo do prémio dardos Oferta:-http//tintasepinceis.blogs.sapo.pt



Familia Maldonado /Brasão