Quinta-feira, 23 de Julho de 2009

MOVIMENTO

 

 Imagem Internet/ Salvador Dalí / Global warming

 
Tudo é ritmo no Universo,
Respiram as estrelas
Passeiam os astros
As águas se separam
Nas nuvens que correm.
Tudo é movimento!
 
O mundo é redondo,
Ligeiramente achegado
E tudo retorna
Num rodopio fugidio.
Tudo é movimento!
 
Por vezes no caminho
Alguns morrem,
São absorvidos por outros
Numa dança cadenciada.
Tudo é movimento!
 
O Espaço é Filho
Da multiplicidade do ser
Luz e trevas
Atrás o Passado
E à frente
O ignoto Futuro.
Tudo é movimento!
 
Absorve o melhor de nós,
Transforma esse melhor
E doa à aragem da noite
Quando a lua se levanta
A iluminar o caminho.
Tudo é movimento!
 
Acompanhei esse mover
E percebi
…Não há caminho,
Ele é construído
No meu caminhar.
Tudo é movimento!
 
Procurei Deus
E um dia
Por surpresa minha,
Me vi diante
Do Seu Portal,
Senti medo e fugi
E aí… me perdi,
Por culpa minha
E não Tua,
Mas nada parou.
O movimento continuou!
 
A minha vida
E todas as provas
Porque passei,
A posso doar
Pois é minha!
 
E pairar,
Além do Sol e do luar
E aguardar,
O movimento
Que me ajude a regressar,
 
Eu aprendi e sei,
Tudo é movimento!
 
 
Maria Luísa O. M. Adães 
 
publicado por M.Luísa Adães às 12:55
link do post | comentar | favorito
|
80 comentários:
De Fisga a 23 de Julho de 2009 às 16:19
Olá amiga Luísa. Parabéns: TUDO É RITMO NO UNIVERSO. Diria eu que tudo é música. Cada movimento tem sempre a sua musicalidade. Por vezes no caminho alguns morrem, são absorvidos por outros numa dança cadenciada: SÃO AS REGRAS DO JOGO, É NORMAL QUE ASSIM SEJA. Absorve o melhor de nós: EU DIRIA QUE ABSORVE TUDO, COMEÇANDO PELO MELHOR. Olha amiga. Estás a cada dia que passa, a ficar mais e mais sensível ao sentimento, do que são as coisas da vida. Está belíssimo o teu novo poema, MOVIMENTO. Um beijo Eduardo.


De M.Luísa Adães a 23 de Julho de 2009 às 17:14
Eduardo

5 (cinco) estrelas, é o máximo da pontuação.
Que feliz fico com essa análise tão correcta e tão
cheia de tudo.
Ccmo tu entendes, tão bem, as regras do jogo do
Universo e do meu jogo.

A sensibilidade vai sendo renovada nos vários asprctos da vida e Ela, a vida tem de tudo - então
falemos de tudo - sou poeta, tenho de abarcar o mundo, em todas as suas nuances e facetas.
neste poema é o" Movimento" constante que
nunca para e nos mostra tanto...
Mas muito fica por ver, noutro quadrante.

Obrigada por gostares e entenderes a primor,
o que pretendo dizer e mostrar.

beijos da,

Maria luísa


De Fisga a 24 de Julho de 2009 às 12:34
Olá amiga Luísa. Eu estou a rezar, para que tu nunca te arrependas pelos elogios que me fazes, dos quais eu não tenho a certeza, serem merecidos. Mas como se costuma dizer na gíria, enquanto durou foi muito bom. Assim o espero E agradeço.. Beijinho. Eduardo.


De M.Luísa Adães a 24 de Julho de 2009 às 13:31
Eduardo

Podes rezar, poucas vezes rezas, reza neste instante só nosso e junta o meu poema, nesse rezar.
Que bom, amigo, teres regressado de novo, a este lugar, onde se fala do movimento constante que envolve nossas vidas.
Nada pára,
tudo se movimenta
no mundo inteiro...

Que coisa sublime, esta nossa vida, este nosso mundo..

Obrigada e descansa, eu conheço as pessoas!
E não me vou enganar!

beijos,

Mª. Luísa


De Fisga a 24 de Julho de 2009 às 17:02
Olá amiga Luísa. Eu tenho a Promessa feita a mim mesmo que farei tudo ao meu alcance para nunca desiludir um amigo ou uma amiga. Mas ouve-se falar de promessas não cumpridas, como quem fala de futebol à Segunda-feira. Se nós não devemos dizer: Desta água não beberei, por algum motivo é. Um bom fim de semana. Um beijo Eduardo.


De M.Luísa Adães a 24 de Julho de 2009 às 19:49
Eduardo

Espero que isso não nos atinja! Se nos desiludirmos,
não vai ser de propósito e assim conversamos, com
calma e chegamos a uma conclusão.
Se for necessário (espero que não) pede-se desculpa do erro.
Não temas!

Beijos da amiga,

Maria Luísa


De Fisga a 24 de Julho de 2009 às 20:26
Olá amiga Luísa. Eu não quero temer e espero mesmo não temer Porque tu não és uma doente, felizmente para nós, mas sabes, que quando eu tive que romper pela primeira vez com a outra Sra. que não me apetece pronunciar o nome, Nós estávamos num Período em que estávamos mesmo muito queridos um com o outro, porque ela mostrava-se de uma doçura extrema e uma educação esmerada, muito carinhosa enfim inexplicável, e quando eu menos esperava tive que ser mal educado com ela e optar mesmo pela rotura, porque ela nem sequer me dava a possibilidade de eu entender o que tinha acontecido. Eu só de pensar o sofrimento que isso me provocou, fico cheio de comichão no corpo. Não vai acontecer. Um beijinho e tudo de bom para ti. Amiga.


De M.Luísa Adães a 25 de Julho de 2009 às 10:08
Eduardo

Isso foi um trauma muito forte que só podia desaparecer (um pouco) com terapia.
E não fizeste psicoterapia quando aconteceu e
devias, mas nesse tempo, as pessoas suportavam tudo e ninguém os ajudava.
A explicação para o proceder da Senhora é a
seguinte :

no fundo sentia-se culpada e traduzia essa culpa, em afagos e carinhos;
depois, tinha um segredo que desejava esconder
de ti e fazia-o, com carinho e palavras doces.
mas ela sabia que a culpa era muito grande, por
isso, redobrou a forma carinhosa de te falar e
tratar.
Ela não concordava com o que se passava, mas não tinha forças, para deixar de o fazer.
"Era um pedido de desculpa"...

Isto é real e não levo dinheiro pela consulta, tu
mereces saber a verdade.
E esta é a verdade! "Era um pedido de desculpa"!

Lê com atenção e não lhe queiras mal. Vê se perdoas e depois, esquece!

beijos da amiga,

Maria Luísa


De Fisga a 25 de Julho de 2009 às 12:08
OI amiga Luísa. Mas eu não lhe quero mal nenhum: Já depois desta zanga, ele veio pedir-me amizade e eu abri-lhe as minhas portas, ela portou-se bem, durante cerca de um mês, depois começou com aquelas loucuras que tu tão bem conheceste, e a certa altura começou a mal tratar e ameaçara as pessoas, incluindo eu, e até tu foste apanhada. É aí eu volto a cortar com ela, e disse-lhe que ela estava doente e precisava de tratamento, e até me ofereci, para lhe arranjar um médico. Por isso vês que eu não lhe quero mal, pelo contrário, tenho pena dela. Porque também ela é uma infeliz. Beijinho e vamos pedir para nunca sermos vitimas de tal problema. Bom fim de semana. Eduardo.


De M.Luísa Adães a 25 de Julho de 2009 às 18:06
Eduardo

Eu pensei que era uma coisa de há muitos anos e é
recente. Dei a consulta sem ouvir o paciente. Não
pode ser. O paciente fala dos seus problemas, o psicologo escuta e de vez em quando faz uma pergunta e apanha, assim o trama da doença.
Não se faz diagnóstico correcto através de meias palavras,
Para a próxima sai melhor!
E como fui eu apanhada, nesse drama?

Então é muito recente, pois somos amigos virtuais
há um ano, pouco mais?
Tens de contar por alto o trama, para eu perceber
a minha entrada no assunto.
Realmente é de loucos!

Mª. Luísa


De Fisga a 26 de Julho de 2009 às 10:27
Olá amiga Luísa. E quem me diz a mim que eu é que fiz passar uma mensagem errada? Mas isso pouco importa agora. Há cerca de 2 anos e meio, Apareceu um comentário no meu blog, Assinado por (verusca ) Cheio de elogios e de um discurso muito melodioso. Ao qual eu educadamente respondi. Pouco tempo depois, comentávamo-nos um ao outro com a maior das cordialidades. Até que ela um dia Achou que eu tinha escrito algo de ofensivo, no seu blog. E mandou-me cópia e tudo do que lá estava escrito, e eu tentei faze-la entender que eu era incapaz de escrever aquilo. Pois a minha educação não passa por esta grelha. Alem do mais como ia eu escrever no blog dela, se não tinha a pass, dela? Mas ela não se cansava de me acusar e tratar mal do pior. Até que eu cortei-a do meu blog. Porque a linguagem dela era insustentável. Passado mais um tempão. Comecei a ser comentado por um nome que agora já não me lembro, mas que me fez desconfiar que era dela que se tratava, e a certa altura convidou-me para bebermos uma bica juntos em Lisboa, e eu perguntei-lhe se ela me conhecia, e ela respondeu-me que eu também a conhecia, e aí ela confirmou que era a Vera Lúcia assim se apresentava ela. Depois o resto tu já sabes. Porque entretanto nós já éramos amigos e também tu foste apanhada na rede, por ela porque ela implicava com todas as pessoas que eu comentava, ou que me comentavam a mim. Beijinho e desculpa o compendio, mas agora já estás situada no espaço e no tempo. Eduardo.


De M.Luísa Adães a 26 de Julho de 2009 às 10:55
Eduardo

Agora entendo muito bem!
Sei de quem falas e eu fui uma vitima dessa criatura, ainda há pouco quando estava no Brasil, ela me bombardeou com comentários de ameaça.
Num dia mandou 20 a comentar 90% de tudo quanti eu tinha escrito no blogs.

Nunca lhe respondi e naquele momento, no Brasil, nem podia, pois não tinha acesso às respostas.

Quando cheguei veio de novo, eu estava vestida com pele de cordeiro (segundo ela) mas tinha escrito "Tenho de Partir" a visionar a queda do avião "Dela" - só que não tinha acontecido...

Eu não respondi a Nada! Isolei-me , mas deixei entrar todos os comentátios.
Depois voltou-se para a Mª. João e agora disse no
blogs da Mª. João que o blogs dela, ficava interdito.

Foi de arrepiar! Nunca respondi, mas conheço bem o assunto - as vitimas : Fisga; Mª. Luísa, Free...

Fomos todos enganados, por uma pessoa doente.
E é tudo! Tu até sabes mais do que eu!

obrigada por esclareceres, eu reportava-me a outra pessoa na tua vida de há muitos, muitos, anos

Quando tiveres tempo, conta-me se a chegaste a encontrar, no mundo fisico.

Mª Luísa


De cuidandodemim a 23 de Julho de 2009 às 17:43
Pois é Maria Luísa, o tempo não pára nunca, embora muitas vezes desejássemos que ele parasse por instantes para nos recompormos, para nos curarmos, mas não, tudo está em movimento sempre!
A vida não espera por nós...
beijinhos


De M.Luísa Adães a 23 de Julho de 2009 às 17:51
cuidandodemim

Não pára nunca; sempre em "Movimento"; não espera : - )
"Eu aprendi e sei,
Tudo é movimento."

Pequenos nós somos e tanto esperamos!

Obrigada , amiga, por entenderes tão bem.

Beijos,

Maria luísa



De poetaporkedeusker a 23 de Julho de 2009 às 17:46
Minha querida amiga! Só agora arranjei um minutinho para te visitar e encontro este assombroso poema! Tenho de sair sem falta, mas volto amanhã!
BJo GDE!


De M.Luísa Adães a 23 de Julho de 2009 às 18:08
Mª. João


Obrigada pelo epíteto ao poema.
Espero por ti de novo!

Mª. Luísa


De poetaporkedeusker a 24 de Julho de 2009 às 14:07
Cá estou eu de novo, minha amiga. Este poema mexe imenso comigo, acho-o fabuloso! Nós conseguimos, por vezes, aproximar-nos do Divino e essa pareceu-me uma magnífica aproximação... porque tudo é, realmente, movimento, vibração, construção e desconstrução... mas essa desconstrução é imediatamente seguida por nova construção e sempre, sempre, com muitos elementos comuns à anterior... que queres? Acho-o mesmo fabuloso!
Um grande, grande abraço!


De M.Luísa Adães a 24 de Julho de 2009 às 20:13
Mª. João

Adoro a forma como te expressas e a volta
singular e inédita que dás ao poema.
Lindo esse sentir do "Movimento" em ti, em mim,
no Universo inteiro, sem nada falhar!
Acha-lo fabuloso? Eu também me admiro com a volta que lhe dei. Como foi possível ultrapassar e sentir
esse "Movimento" cadenciado que ajuda a regressar.

Então não há partida! Há movimento, constante,
nas nossas vidas...
Linda ,a volta que lhe deste!

Abraço grande,

Mª. Luísa


De poetaporkedeusker a 27 de Julho de 2009 às 14:44
Um grande abraço, minha querida amiga... é bem possível que não haja partida, que haja apenas uma movimentação mais rápida... ou numa velocidade a que a nossa actual estrutura física não consegue alcançar. Mas sim, há movimento constante nas nossas vidas. O movimento, a distância e o tempo parecem-me as consequências básicas da existência de vida.
Abraço grande!


De M.Luísa Adães a 27 de Julho de 2009 às 15:02

Eu penso que sim:

O Movimento, a distância, o tempo, são eles que
comandam as nossas vidas.
Temos de ter força para acompanhar, esse Movimento constante.
Encontrar estructuras físicas , nas estrelas e nos astros para acompanhar o movimento básico, à
nossa vivência.
Tudo pelo melhor para ti, eu espero!

Beijos e obrigada,

Mª. Luísa


De rosafogo a 23 de Julho de 2009 às 22:18
Olá Amiga

Lindo este poema, sabes, fez-me lembrar o meu jardim, aqui também tudo é movimento,
são os insectos de volta das flores,
são os pássaros a voltar ao poiso , para dormir
é a aragem que movimenta as plantas e as folhas das àrvores,
é a aranha tecendo a teia
É a minhoca procurando o fresco, na terra molhada
são as laboriosas formigas, que andam numa roda viva
são os grilos e as cigarras que cantam constantemente
é o sapo que procura insectos
são as flores que procuram a luz
e mais continuaria a descrever, porque nada pára,
e é um bom exemplo de movimento.Antes de vir aqui
sentar-me tinha estado a comentar com a Margarida
a vida e o movimento que por aqui vai.
Hoje estou um pouco infantil, desculpa tenho aqui comigo dois netos e estou a portar-me como eles.

Nos nossos melhores anos, nem damos pelo tempo a passar, nem nos apercebemos ou não damos importância ao movimento que falas no poema e que é tão certo, que nos vai levando a vida, e quando nos apercebemos nem queremos acreditar.
Mas há sempre um amanhã :amiga resta poder dizer
que o dia de hoje foi bom, quem sabe o de amanhã não seja melhor?
Percebes que estou um pouco cansadita ... até eu ando numa roda viva que (estas criaturas estão sempre com fome).

Fica bem amiga, que a esperança e a fé te encham o coração

Beijo com todo o carinho
natalia










De M.Luísa Adães a 24 de Julho de 2009 às 09:17
natalia

Obrigada por gostares do poema "Movimento", é
de uma grande realidade, tu já te apercebeste através do movimento no teu jardim.

Linda a forma como comentas; fiquei encantada!

E o poema, também gosto muito dele, traduz exactamente todo o movimento que não pára em
nós, à nossa volta e muito acima de nós.
O Universo imenso nos mostra, esse movimento e
traduzir em verso, foi o meu destino...
Lindo destino, desta vez!

Agradeço!

Com amizade e carinho,

Maria Luísa


De 100timento a 24 de Julho de 2009 às 13:07
caminham os maus momentos
e os bons também se vão…
É o movimento natural da vida,
nada é estático,
tudo vibra…
Aceitar a lei da impermanência,
é um dos segredos para ser feliz.
Viver plenamente cada momento,
absorver as alegrias,
captar os ensinamentos
nas situações de dificuldade
e aplicá-las em novas batalhas
para serem vencidas…

O novo e o velho também convivem,
neste infinito movimento.
Novos amigos,
velhos amigos,
novos amores
doces lembranças...
Pessoas que entram e saem da nossa vida...
E como as folhas das árvores,
quando caem,
a paisagem muda,
mas não a sua beleza...

Tudo se renova,
tudo se transforma…
Nada é perdido,
nada é definitivo,
só a essência é imutável !
A essência da vida,
a essência do amor…
E há tanta coisa para ser vivida..

Tanta vida lá fora….Tanta vida dentro de nós…

Vivamos o agora…Sejamos felizes neste momento!...

A ti dedico Amiga
beijinho


De M.Luísa Adães a 24 de Julho de 2009 às 13:22
Rui

Obrigada pelos versos teus aos meus versos e pela
tua presença e a tua sensibilidade neste blogs.

Mereço tanto? Deixa-me pensar que sim! Que tudo
quanto escreves me pertence e aos meus versos.

"vivamos o agora...sejamos felizes neste momento!"

tudo o resto se confunde
na nossa espera...
tudo o resto é ilusão
na nossa vida...
E que é a noite sem o silêncio?

Que me importa,
se tudo é movimento!
E neste instante
em que me escreves
eu te pressinto distante,
de versos meus.

Mas não é verdade,
tu estás presente!

Agradeço, a linda homenagem que me fazes!

Possa Deus te ajudar e a mim também que somos
poetas!


Com ternura,

Maria luísa


De 100timento a 24 de Julho de 2009 às 16:05
Apetecia-me pintar a amizade num postal ilustrado. Não sei de que cor a pintava, de que cor ela seria. amizade não tem cor definida. Mas é colorida. Podia simplesmente desenhar um ramo de mas isso não a definia. Podia pintar um abraço com ternura, mas apenas salpicava de cor o postal. Podia pintar outras cores outros sentidos outros sabores mas não conseguiria pintar a cor certa. Nem sei se existe. Está na alma de cada um pintar a amizade da cor que mais gosta de a sentir. Até de a pintar com palavras, com poemas, com flores com ursos de peluche. Com chocolates com rebuçados, com aquilo que quiser. Porque a cor é de cada um. Só uma coisa é certa. É sempre cor brilhante seja ela qual fôr.porque "vivamos o agora...sejamos felizes neste momento!"
Beijinho amiga


De M.Luísa Adães a 24 de Julho de 2009 às 20:03
Rui

Pintavas a amizade num postal ilustrado, mas não sabes a cor.
Deixa-me pensar...
E depois de a teres pintado no tal postal ,ela se tornasse extática e sem movimento?
De que nos servia?
Contemplavamos o postal pintado com muito amor,
mas ele morria nas nossas mãos, não se movia, não
se expandia.

Mas vamos imaginá-la brilhante e viva, junto de nós
liberta em euforia - não a vamos prender num
postal ou num quadro, mas agarrá-la às nossas vidas

Então fazemos como dizes :

"vivamos o agora...sejamos felizes neste momento!"

Mas acho lindo procurares com alegria, aquela
cor que tu preferias! Lindo de encantar!...

beijos da amiga,

Maria Luísa


De 100timento a 29 de Julho de 2009 às 17:54
Amiga Maria Luisa...
...Não «vivemos só de pão», como diz Edgar Morin. O nosso eu só se concretiza e existe pelo eu dos outros, como um seu reflexo («Se não houver outros eu, não há eu», disse Tchuang-Tseu). Sem o calor da amizade e do amor, o mundo seria insuportável, lembra-nos também Aristóteles.
Por tudo isto .
por todos estes pensamentos.
me declaro
sem promessas
sem juras
só eu
e a minha vontade
Teu Amigo.
Beijinhos do rui


De M.Luísa Adães a 29 de Julho de 2009 às 19:55
100timento

Como dizes, sem o calor do amor e amizade, o nosso
"Eu" não existe. fazemos parte de um todo,
aceitemos ou não...

Mas te declaras :

sem promessas,
sem juras
e a tua vontade,
só "Tu"!

E eu aceito,
não deploro nada
e espero tudo...

De ti,
de todos,
do mundo
e continuo a ser "Eu"
e não interessa
o Futuro ignoto,
apenas é real este instante
Meu!

O próximo instante,
não me pertence!

beijos para ti,

Maria Luísa


De blogando-me1 a 24 de Julho de 2009 às 19:23


De M.Luísa Adães a 24 de Julho de 2009 às 20:17
blogando-me1

Obrigada minha amiga, pelos imensos "Movimentos"
que me enviaste.
Lindo!

beijos da amiga,

Mª. Luísa


De Sonhosolitario a 24 de Julho de 2009 às 23:01
Olá amiga Luísa Adães
Boa noite
Aqui estou para lhe dizer que estou encantado com os seus poemas
Ao longo deste tempo, cada vez o seu blog tem mais encantamento
Com as suas ideias e sua maneira de ver a vida o lado da verdade,
é como a pedra filosofal, quanto ouvimos a canção mais gostamos,
Eu tenho a minha maneira de movimento por a vida fora, com carinho, amizade, e acima de tudo respeito...
Sim respeito por este querido blog.
E por sua dona, uma senhora que consegue com sua visão ver algo que nem muita gente consegue ver...
por sua admiração, e respeito venho entregar o meu coração de amizade virtual, por tão lindos poemas ao longo deste tempo...

http://fotos.sapo.pt/Qbn63Yrz7Icf4bv14ei6/

p.s. desejo-lhe um feliz fim de semana muita felicidades .e por favor não se canse de postar essas maravilhosos poemas.
um doce beijinho deste seu amigo virtual
Sonhosolitario



De M.Luísa Adães a 25 de Julho de 2009 às 09:28
sonhosolitario

De encanto o teu dissertar ao longo de todo o poema, ao longo de uma vida virtual que nos tem
unido, mais e sempre mais.
Te agradeço, tua amizade, teus desejos de felicidade e a homenagem que me fazes ao que escrevo.

Sim, tal como eu e todos nós, tens uma vida que traduz "O Movimento" das águas e do vento e da
tua própria vida.

Obrigada por escreveres, meu amigo assíduo, de
longa data, virtual.

Com carinho,

Mª. Luísa


De M.Luísa Adães a 25 de Julho de 2009 às 10:13
sonhosolitario

Com grande pesar meu, não consegui copiar a tua
oferta para os "Prémios".
Sempre consigo, mas este que tanto me interessava, não tive hipóteses...
"Friends forever"

Mª. Luísa


De 100timento a 26 de Julho de 2009 às 09:50
Amiga...vim desejar-te um bom e doce domingo e que tudo seja sol e sonhos.
Beijinho do Rui


De M.Luísa Adães a 26 de Julho de 2009 às 10:18
Rui

Com sentimento agradeço
os teus desejos de felicidade
e eu envio
o mesmo,
Para Ti!

Até logo, meu amigo
e bom domingo!

Beijos,

Maria Luísa


De Sonhosolitario a 26 de Julho de 2009 às 11:03
__________♥♥♥♥♥♥♥♥___________♥♥♥♥♥♥♥
_______♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥_______♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
_____♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥____♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
_____♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥_♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
_____♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
______♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
_______♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
_________♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
____________♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
__adoro__________♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
____seus__________♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
_____poemas_________♥♥♥♥♥♥♥
_____ amiga ________♥♥♥♥♥
_________Luisa_______♥♥♥
________lindos_______♥♥♥
________THANKS________♥♥
_________________♥
_______________♥
sonhosolitario

____0000000000______0000000000__adoro
__000________000__000________000__seus
_000___________0000____________000_poemas
000_____________00______________000-amizade
000_____________________________ 000-ser seu amigo
000___________THANKS___________000-me faz sentir
_000____________FOR____________000-bem
__000_________SHARING________000_
___000__________MY__________000_
_____000______FRIEND______000_
_______000______________000_
_________000__________000_
____________000____000_
______________00__00_
________________00_sonhosolitario


De M.Luísa Adães a 26 de Julho de 2009 às 18:25
sonhosolitario

Lindos os teus arabescos, transformados em corações palpitantes.

Como em "Movimento" parece não obedecer a linhas certas e concretas, mas obedece às Leis Eternas
que nos movimentam a todos, dentro deste globo imenso que se chama, Planeta Terra.
Todos nós, os nossos sentimentos, alegrias e dores
se movimentam, neste mover constante que nunca
pára.

Gostei de te encontrar, como sempre e afinal,
consegui passar a oferta "Friends Forever" para
o blogs dos prémios, no lugar que é só teu e te
pertence, por minha vontade.

Obrigada, meu amigo virtual, pela tua linda
lembrança. És um Senhor!

Beijos da amiga,

Mª. Luísa


De Mírtilo MR a 26 de Julho de 2009 às 14:34
Maria Luísa:

Há um tempinho que estava em falta para consigo, isto é, deveria já ter vindo visitá-la, mas o tempo, esse nosso abstracto mas tão sentido escravizador, não dá para tudo, não pára ao menos um pouco para que possamos libertar-nos um pouco dele, desse impiedoso deus. E por falar em tempo, vem a propósito o seu poema acima, «Movimento», porque o tempo é em parte consequência do movimento, sobretudo do movimento do universo, isto é, sem movimento e sem espaço não haveria tempo, ou seja, o tempo seria estático. Por isso se diz que, quando nada ou pouco se faz ou se está parado, isto é, sem movimento, o tempo parece que custa mais a passar.
O seu poema é muito bom, de linguagem simples e verso curto, muito ao seu estilo, desenvolvendo-se entre o Universo, você e Deus, trilogia comum a toda a gente, esboçando mais ou menos a relação desta trilogia, embora com dificuldade e sobretudo com dúvida, com impotência, como acontece em geral, deduzindo-se que, além dos particulares ou pessoais movimentos atinentes a todos nós, movimentos exteriores e interiores ao nosso corpo e à nossa vida, há realmente esse universal movimento que acaba, se não existir em nós uma infinita fé, por deixar-nos perdidos até nesta terrena bola em que habitamos, quanto mais em relação ao infinito e indesvendável Universo.

Os meus amistosos cumprimentos e felicidade para si, Maria Luísa.
Mírtilo



De M.Luísa Adães a 26 de Julho de 2009 às 18:12
Mírtilo MR

Agradeço gostar do meu poema de linguagem simples, verso curto e abstracto.
É assim que sou, é deste modo que escrevo, tão a meu jeito.
Pareço fugir a qualquer regra e usar uma liberdade absoluta, mas não é verdade.
Limito o poema, como me limito a mim, nalguns casos, noutros sou, aparentemente, ilimitada.
É triologia, bem defenido por si : - Eu , Deus e o
Univerdo, em movimento constante e comigo e
com eles, todos os seres viventes e suas teorias.
"Movimento", tenta mostrar quanto somos ligados
ao Planeta que se governa, sem necessitar de um
Governo.
Tudo se movimenta, tudo respira e outros morrem.

Gostei de o encontrar e do que diz e da forma como diz quando comenta.
Obrigada por ser tão lúcido, nestas lides de poesia.

Não estava em falta para comigo e encontrá-lo ,foi
um prazer.

Obrigada,

Maria luísa



Comentar post

.mais sobre mim

.links

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.arquivos

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.posts recentes

. ROUBO

. Beijos/ Novo Ano Feliz

. BEIJOS

. Cantei!

. Oferta

. 11 de Setembro

. Oferta/ Evanir

. Oferta, a Maria luísa Adã...

. Cortesia de : Poesias do ...

. Três Rosas

. Oferta/ Maria/ Espanha

. Facebook/ Foto: A World o...

. Oferta/ Las cumbres del O...

. Oferta

. Pablo Neruda

. Agradecimento

. Prelúdio

. Oferta/ Novembro de 2012

. Poema sem nome

. Prémio Dardos/ 2012

. Saudade

. Juventude

. Jogos Olimpicos

. Amo!

. Oferta : www.estoyatulad...

. Bertold Brecht

. Decepcion ...

. Das Trevas para a Luz

. Primavera

. O Tempo

.favorito

. Whitney Houston

. FOGO

. NOITE

. Meu Amigo

. SEDE

. VIDA

. NUA

. Nascer e Viver

. REALIZAR

. ROSA IMORTAL


Selo do prémio dardos Oferta:-http//tintasepinceis.blogs.sapo.pt



Familia Maldonado /Brasão