Domingo, 31 de Agosto de 2008

MEU AMIGO

 

 

 

 

O tempo deixou de ser medido; não sei contar as horas, os minutos, os segundos e por essa razão, mandei parar todos os relógios da Terra!

E Eles obedeceram a este estado confuso!

Os relógios do Mundo pararam – a meu pedido! E gerou-se uma terrível convulsão…

Neste instante escolhido, peço a tua amizade, para me ser possível entender a razão, deste estado caótico, criado por mim. Olha e vê … os relógios parados … e o mundo submerso onde o tempo deixou de contar.

Acorda a minha Alma; dá-me a luminosidade mágica das estrelas; enriquece o meu caminho de luz amarela e branca, numa mistura de amor e faz-me esquecer os reflexos da ilusão transitória. Te ofereço a minha Prosa Poética para que me digas quem Eu Sou e eu possa acordar e mandar ligar os relógios parados – por minha culpa e o mundo entre no seu pulsar, como pulsa o meu coração.

Hoje eu posso ler o “Livro Sagrado dos Poetas”; escolho o meu caminho; entro por entre as sombras e a luz ilumina a obscuridade do meu sentir...

Lanço o meu abraço no Espaço e olho…lentamente o amanhecer e conto as horas, os minutos, os segundos. Abro o coração e na sua tranquilidade ele entra no Templo para meditar…e não para pedir!...

E sou outra, diferente da primeira…nascida neste instante!

Saúdo quantos encontro; feliz por o tempo estar a contar as horas, os minutos, os segundos e tudo ter sido um pesadelo, criado por mim.

És TUDO! Eu nada sou!...

Ou sou ... um pouco mais, CONTIGO!.

publicado por M.Luísa Adães às 09:16
link do post | comentar | favorito
|
20 comentários:
De oriona a 31 de Agosto de 2008 às 14:33
Eu vi o teu abraço no espaço e corri até ele...ou ele veio até mim? Sei apenas que pude sentir e correr junto nesse correr de tempo, nesse espaço sem fim e neste Templo também entrar e meditar e sentir essa luz que contagia.

Desejo a ti um lindo dia.
Beijos



De M.Luísa Adães a 31 de Agosto de 2008 às 20:19
Oriona

Que posso dizer?
Tu viste o meu abraço no espaço? Ele viu-te primeiro e correu para ti ...E juntos nesse correr do tempo, no espaço que não pára de subir ... tu te sentiste envolvida e entraste com ele ,no Templo, para meditar... "e não para pedir".

Pela primeira vez - talvez - não pediste...deixaste embalar sentimentos, saudades ´, passado e presente e viveste "numa outra Dimensão".

Encontraste , com esse abraço no espaço,
" O Livro Sagrado dos Poetas" e todos sentimos flutuar, junto a nós, o pulsar do teu coração.

Obrigada.

Beijos,

Maria Luísa


De jpcfilho a 31 de Agosto de 2008 às 21:59
Olá Maria Luísa, poderás ler no "Livro Sagrado dos Poetas", os teus versos, e a ansiedade do poeta à procura de não sei o que, talvez de parar o tempo, ou da mágica luminosa que faz brilhar o amor, a amizade, e todos os encantos existentes, e os detalhes que nomeiam cada coisa na hora certa, cada uma com muita docilidade.
Lindo teu texto.
beijos
João Costa Filho


De TiBéu ( Isa) a 1 de Setembro de 2008 às 01:01
Sem horas, minutos e segundos, mas com muita, muita mesmo amizade, fica beijos e votos de felicidade para o mundo eterno.


De M.Luísa Adães a 1 de Setembro de 2008 às 09:01
Tibéu

Minha querida amiga, obrigada por aceitares o parar de todos os relógios da Terra e deixar tudo, num estado confuso...
Agradeço as intenções lindas que existem ,no teu coração - longe ou perto do meu ...Não importa! Vem!
E Lê o Livro Sagrado dos Poetas!
Encontras os da tua procura e Lembra-te, "Só há Poetas MAIORES".

Obrigada pela tua presença neste recanto e pela tua amizade.

Com carinho,

maria Luísa


De M.Luísa Adães a 1 de Setembro de 2008 às 09:27
jpcfilho

Meu amigo fizeste com que algumas lágrimas inquietas, saíssem da luz dos meus olhos para o mundo que não as vê - não as entende... e talvez as repudie.

Encontrei neste caminhar, junto ao teu, " o Livro sagrado dos Poetas" ...Também é teu!
Mandei parar os relógios da terra e eles obedeceram...
Como tu dizes, parei o tempo, fiz brilhar o amor, brindei à Amizade, aos encantos e desencantos do nosso plano, onde somos habitantes temporários.

Ergo, sempre e brindo, ao nosso Livro, possa ele acompanhar-nos nos cânticos de amor à nossa volta
e encontrarmos a Paz ... Que há tanto procuramos! ...
Obrigada pela tua vinda a este recanto.

Beijos,

Maria Luísa


De jcm-pq a 1 de Setembro de 2008 às 17:37
Olá Luisa!

O texto está magnífico!. Gostei muito!. Não me canso de o ler!.

Fazer um amigo é aumentar o nosso património!.

Um beijinho!.

Jcm.pq


De M.Luísa Adães a 1 de Setembro de 2008 às 18:40
jcm-pq

Obrigada pelo seu comentário ao "Meu Amigo";
agradeço a gentileza da sua presença e das suas palavras de apreciação ao texto.
É realmente interessante e faz parte do meu outro" "Eu" - aquele que escreve prosa-poetica e conta coisas como estas "Os relógios do mundo pararam a meu pedido"...
Fico feliz por ter gostado!

Tenho assuntos a tratar, mas surgiram uns problemas de saúde ,na familia (no Brasil) e só depois
de saber alguma coisa de concreto, o posso contactar.
Por agora, há muitas incertezas´. Mas nada está esquecido!

beijos

Maria Luisa


De maripossa a 1 de Setembro de 2008 às 23:03
Olá Maria Luísa. De regresso depois de uns dias de férias, vinha com saudades dos amigos, e como foi bom ver estas palavras neste texto, como é gostoso este abraço de amigo, que é retribuído por um mundo melhor mais fraterno onde todos nos abraçamos em profunda amizade.
Beijinho no teu coração Lisa


De M.Luísa Adães a 2 de Setembro de 2008 às 08:59
Maripossa

Recebi com alegria a tua presença e o teu comentário ao "Meu Amigo".

Obrigada pelas palavras de fraternidade e ternura.

e Ele diz:

És Tudo!Eu nada sou!...

Ou sou ... um pouco mais, Contigo! ...

Assim é comigo, sou um pouco mais com a vinda de amigos e neste caso ... CONTIGO!

Beijos,

Maria Luísa


Comentar post

.mais sobre mim

.links

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.arquivos

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.posts recentes

. ROUBO

. Beijos/ Novo Ano Feliz

. BEIJOS

. Cantei!

. Oferta

. 11 de Setembro

. Oferta/ Evanir

. Oferta, a Maria luísa Adã...

. Cortesia de : Poesias do ...

. Três Rosas

. Oferta/ Maria/ Espanha

. Facebook/ Foto: A World o...

. Oferta/ Las cumbres del O...

. Oferta

. Pablo Neruda

. Agradecimento

. Prelúdio

. Oferta/ Novembro de 2012

. Poema sem nome

. Prémio Dardos/ 2012

. Saudade

. Juventude

. Jogos Olimpicos

. Amo!

. Oferta : www.estoyatulad...

. Bertold Brecht

. Decepcion ...

. Das Trevas para a Luz

. Primavera

. O Tempo

.favorito

. Whitney Houston

. FOGO

. NOITE

. Meu Amigo

. SEDE

. VIDA

. NUA

. Nascer e Viver

. REALIZAR

. ROSA IMORTAL


Selo do prémio dardos Oferta:-http//tintasepinceis.blogs.sapo.pt



Familia Maldonado /Brasão