Quarta-feira, 25 de Fevereiro de 2009

IMAGINAÇÃO

 

 

 

 

 

 Evelyn de Morgan / imagem Internet

 

 
 
 
É tudo imaginação?...
 Mas não é,
 É tudo memória!...
 
 
Eu digo,
Tu finges não entender …
E assim não aceitas
Esta forma de dizer!
 
 
Não aceitas o cantar
Destes versos,
Não aceitas o amor
De quem os canta …
Não aceitas!
 
 
É tudo imaginação
Dizes tu!
Não, não é …
É tudo memória?
Não, não é …
 
 
Queiras ou não
É o nosso viver,
De coisas esquecidas
Adoradas,
Amadas,
Perdidas …
 
 
Eu sei amar,
Eu sei aceitar,
Eu sei acreditar
E …de forma só minha,
Chego ao teu altar!
 
 
E tu não aceitas
Eu nada dizer …
Fazer do silêncio
Um Escudo de entender,
Apenas chegar ao teu lugar
Te abraçar, te amar e calar
O meu sentir
E mais tarde
… O traduzir
Nos versos meus!
 
 
Não aceitas!
Mas sabes …
É tudo memória!
E só ela transmite para mim,
Mas eu transmito para ti
As palavras tímidas
De quem gosta
Do amor,
Da entrega a esse amor
E do silêncio protector
Dessa mesma entrega.
 
 
Esse amor,
Veio para servir
Morrer
E esquecer …
 
 
E depois de tudo isto,
Apenas tu existes!
 
 
 
E pergunto:
...Quem és tu?
 
 
Não há resposta! …
 
 Maria Luísa Adães

 

publicado por M.Luísa Adães às 07:00
link do post | comentar | ver comentários (72) | favorito
|
Terça-feira, 17 de Fevereiro de 2009

CARTA! ...

 

 

 

 
Nesta forma de escrever, fujo à contagem
da palavra a condizer, com a anterior. 
As minhas palavras são livres e espontâneas,
formam figuras inquietas, num cenário natural.
 
 
 
Alguém pergunta: - não é clássica?
Eu não respondo …
Perguntas de quem não entende,
A essas, eu não respondo …
 
 
Deixa-me acreditar
Que tudo isto é verdade!
 
 Deixa-me ouvir
Censuras inesperadas,
Deixa-me pensar
Que tudo vai acontecer
Como eu espero,
Deixa-me brindar
Ao que os outros
Não conhecem
E não sabem
E não podem saber!
 
 
Deixa-me acreditar
E não vacilar,
Deixa-me jogar este jogo
E ganhar
Deixa-me voar
E regressar
E não sofrer
Nesse regresso!
 
 
Deixa-me esquecer,
O Mal disfarçado de Bem
E não reconhecer
Um, ou o outro …
Deixa que isso aconteça!
Por favor …
 
 
Deixa-me esquecer,
A insensatez
Na qual acreditei,
Deixa-me ter a coragem
De não recordar,
Os que por medo
Me esquecem!
 
 
Deixa-me ficar em Paz,
Escutar o que dizem
E esconder o meu dizer!
 
 
Deixa-me ser como gosto,
Repudiar algemas
Continuar o caminho
Escolhido por ti
E aceite por mim!
 
 
Deixa-me confiar nos sonhos,
Como os entendo
E os sinto
E ser submissa
E humilde
A esses sonhos!
 
 
Deixa-me envolver
O meu corpo no teu,
A tua mão fresca na minha
E sorrir! …
 
Deixa-me entregar,
Todo o meu ser
E gritar bem alto
À liberdade
Escolhida por mim!
 
 
Deixa-me viver,
Este amor louco e profundo
E mostrar ao mundo
Este amor escolhido
E adorado por mim!
 
 
Deixa-me ser espontânea,
Sem medos do entardecer
Sem medos da própria vida
E do final,
Dessa mesma vida!
 
 
Recuso o acabar desta Carta!
Fico dentro dela,
A viver num recanto
Com Ela
E esperar o teu amor
E viver com Ele
E para Ele
E nunca acabar!...
   
 
Eu nada sou!...
Ou sou, um pouco mais
Contigo!
 
Maria Luísa Adães
 
 

 

  

 
AMOR – I
 
Hoje idealizei o Amor,
O amor que não esquece
E aquece tudo à sua volta!
 
Hoje eu esperei o Amor,
E me deu um novo mundo
No meu sentir!
 
Hoje senti, a necessidade
Urgente do Amor,
Para além das fronteiras!
 
Hoje escrevi sobre o Amor
E ouvi o murmúrio dos ecos
Desse Amor!
 
Hoje idealizei tudo,
Vestido de Amor
E Ele passou ao mundo!
 
E comigo
E para todos,
Tomou a forma física
Do Amor!
 
Amor profundo,
Amor quente,
Amor corajoso,
Amor sublime,
Amor generoso!
 
Hoje te dei tudo,
Em troca do Amor
E do calor humano!
 
Hoje te dei o Amor
Para salvar o mundo,
Composto de crianças
Homens, mulheres ausentes,
Dessa PALAVRA.
 
Que não se traduz,
Nasce…noutro lugar…
E perde-se no caminho
Das Fronteiras …
 
Fechadas ás súplicas
Dos deserdados,
Do Amor...
 

Maggie/ Amor!

 

publicado por M.Luísa Adães às 13:25
link do post | comentar | ver comentários (95) | favorito
|
Quinta-feira, 12 de Fevereiro de 2009

PERGUNTO!...

 

  

 
 
Fiz tudo quanto me foi dado fazer?...
 
Perdi-me nos tropeços do caminho
Para te ver,
Fragilizei a minha batalha
Por confiar em ti!
 
 
Esqueci as minhas unidades de defesa
E fiquei isolada em campo aberto
E não espero a compreensão
Dos exaltados,
Ansiosos e sedentos de esgrimir!
 
 
Afastei-me do mundo sem temor
Mas com mágoa,
Criei um espaço invisível
Onde vou esperar o meu regresso
E quero regressar!
Por ti,
Por mim,
Por todos.
 
 
Procuro o meu jardim,
Onde chegam as luzes da cidade
E as músicas plangentes
Que tocam instrumentos calados.
 
 
Contemplo as flores
De várias cores…
Encontro nelas a beleza
Dos meus sonhos,
Encontro a frieza  
Dos meus enganos…
 
 
Ajuda-me a chorar!
E o meu olhar lavado
Se torne mais vivo,
Até chegar à alegria e ao riso.
 
 
Vibro em todo o meu ser
E não esqueço os que me amam
Aqueles a quem amo
E a ti meu amor,
A ti que me foste dado
Nesta Terra prometida
 
 
Que nos foi oferecida
Para nos amarmos
Desejarmos
E vivermos,
O que nos for dado viver!...
 
 M. Luísa Adães
 
publicado por M.Luísa Adães às 16:39
link do post | comentar | ver comentários (36) | favorito
|
Sexta-feira, 6 de Fevereiro de 2009

PALAVRAS!...

 

 
 
Jean Delville  /  Imagem internet
 
 
Quero amar-te mais
E sempre mais,
Dar-te o corpo e a alma,
Mas não dou as Palavras …
As palavras são minhas,
Só escrevo o que quero
Só digo o que posso dizer
Tudo o resto,
É fantasia tua e dos outros.
 
Só eu sei dos meus silêncios,
Das minhas dores,
Dos meus sofismas,
Só eu sei!
Mas quero amar-te
Acima de todas as dúvidas,
Acima de todas as intolerâncias,
Acima dos legados
Dados por mim
E alguns recusados!...
 
Apenas tu existes
No meu sentir!
Acredita,
Aproxima-te,
Vem até mim
E saboreia o encanto
Do Poeta que tudo dá
Que tudo canta,
Em horas mortas
E acorda em horas vivas,
Num outro Lugar.
 
Mas acredita, neste amor
Maior do que o tempo
Que nos resta …
E vem, sempre e sempre
Uma vez mais
E saboreia a ternura subtil
E quente,
Deste vulcão que canta
E se expande de seguida
E usa as Palavras
Do meu encanto!
 
Mas não sou tua
Nem de ninguém,
Apenas a contradição
De mim mesma!
 
E existo nas palavras que digo
E que escrevo
Tudo o resto é silêncio
E vozes caladas!
 
Mas amo-te!
 
Tão diferente o dizer…
 
Daquilo que se faz
Com outro intento
E é tormento,
De amor e desejo
Ao mesmo tempo …
 
Maria Luísa Adães
 
publicado por M.Luísa Adães às 20:39
link do post | comentar | ver comentários (40) | favorito
|

.mais sobre mim

.links

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.arquivos

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.posts recentes

. ROUBO

. Beijos/ Novo Ano Feliz

. BEIJOS

. Cantei!

. Oferta

. 11 de Setembro

. Oferta/ Evanir

. Oferta, a Maria luísa Adã...

. Cortesia de : Poesias do ...

. Três Rosas

. Oferta/ Maria/ Espanha

. Facebook/ Foto: A World o...

. Oferta/ Las cumbres del O...

. Oferta

. Pablo Neruda

. Agradecimento

. Prelúdio

. Oferta/ Novembro de 2012

. Poema sem nome

. Prémio Dardos/ 2012

. Saudade

. Juventude

. Jogos Olimpicos

. Amo!

. Oferta : www.estoyatulad...

. Bertold Brecht

. Decepcion ...

. Das Trevas para a Luz

. Primavera

. O Tempo

.favorito

. Whitney Houston

. FOGO

. NOITE

. Meu Amigo

. SEDE

. VIDA

. NUA

. Nascer e Viver

. REALIZAR

. ROSA IMORTAL


Selo do prémio dardos Oferta:-http//tintasepinceis.blogs.sapo.pt



Familia Maldonado /Brasão