Domingo, 31 de Agosto de 2008

MEU AMIGO

 

 

 

 

O tempo deixou de ser medido; não sei contar as horas, os minutos, os segundos e por essa razão, mandei parar todos os relógios da Terra!

E Eles obedeceram a este estado confuso!

Os relógios do Mundo pararam – a meu pedido! E gerou-se uma terrível convulsão…

Neste instante escolhido, peço a tua amizade, para me ser possível entender a razão, deste estado caótico, criado por mim. Olha e vê … os relógios parados … e o mundo submerso onde o tempo deixou de contar.

Acorda a minha Alma; dá-me a luminosidade mágica das estrelas; enriquece o meu caminho de luz amarela e branca, numa mistura de amor e faz-me esquecer os reflexos da ilusão transitória. Te ofereço a minha Prosa Poética para que me digas quem Eu Sou e eu possa acordar e mandar ligar os relógios parados – por minha culpa e o mundo entre no seu pulsar, como pulsa o meu coração.

Hoje eu posso ler o “Livro Sagrado dos Poetas”; escolho o meu caminho; entro por entre as sombras e a luz ilumina a obscuridade do meu sentir...

Lanço o meu abraço no Espaço e olho…lentamente o amanhecer e conto as horas, os minutos, os segundos. Abro o coração e na sua tranquilidade ele entra no Templo para meditar…e não para pedir!...

E sou outra, diferente da primeira…nascida neste instante!

Saúdo quantos encontro; feliz por o tempo estar a contar as horas, os minutos, os segundos e tudo ter sido um pesadelo, criado por mim.

És TUDO! Eu nada sou!...

Ou sou ... um pouco mais, CONTIGO!.

publicado por M.Luísa Adães às 09:16
link do post | comentar | ver comentários (20) | favorito
|
Sexta-feira, 22 de Agosto de 2008

MAIORES E MENORES

 

 
 
 
 
“Não há poeta menor”
 
Não há um Deus menor
Mas sim um Deus Maior!
 
O senso da realidade
Dá a nossa realidade Maior.
 
A Alma despoja-se de si mesma,
Tenta um abandono passivo
Que é a maior
E mais alta consciência
E a mais forte concentração,
Da Vida Maior!
 
A Alma chega a Deus,
Alcança-O sem ajuda,
É uma Alma Maior!
 
E o amor consciente,
Conhece melhor
Tudo o que existe no Ser…
É um amor Maior!
 
E as possibilidades para o Bem
E a Força de não caír no mal,
Torna-o num Amor Divino
… e informal!
 
Então, tudo no mundo
Deve ser Maior …
Nunca menor!
 
Eis a luta,
Entre o Bem e o Mal!...
Eu não posso ver, essa luta,
Mas posso sentir …
 
E sei … Quem é o Maior!
… Mas não devo dizer!
 
         Maria Luisa
 
 
publicado por M.Luísa Adães às 20:27
link do post | comentar | ver comentários (27) | favorito
|
Quinta-feira, 14 de Agosto de 2008

FESTA!...

              

 

 Escrevo sempre, acompanhada pela música e pelos meus pensamentos.

Assim, transformo a solidão – faço-a desaparecer – e numa espécie de magia,
Deixo a taça transbordar e encontro o caminho e depois … tudo é menos difícil!
 
Envolvi-me de amigos turbulentos e outros brandos e preenchi o vazio das horas agitadas! Símbolo do Nada!
Vamos fazer uma Festa, onde a Verdade seja o primórdio, de tudo quanto se diz!
É uma festa diferente das outras festas … feita de perguntas e respostas.
Um diz … O outro diz … o outro torna a dizer e depois …alguém pergunta…
Não sei responder… Nada está definido!
 
Mas eu digo – vou ser a primeira a dizer – eu dou a festa – sou eu a dizer! Concordam comigo? Sim? Eu vou dizer! Muito pouco tenho a dizer…
- Os meus Livros perdem-se e as maravilhas que aplaudo caem no vazio e eu fico “só”, com a Esperança da mudança no mundo … apenas a esperança me acalenta!
 
Outro acrescenta:
_ Gostava de dourar a minha taça e saudar com essa luz, todas as alvoradas, acompanhar essas alvoradas, em qualquer parte do meu planeta! Mas não o posso fazer e sofro! …
 
Outro diz:
- Quero brindar ao Amor – a toda a espécie de amor – mas onde vou fazer o meu brinde? O caminho está coberto, de inimigos sem rosto e areias movediças…Como o vou fazer, sem me perder? Respondam, por favor!
 
Outro avança, lentamente e diz:
- Nada me apetece fazer! Não tenho a quem brindar e o Ar está envolto em neblina que flutua e desenha riscos e quadrados…
Não vou brindar a figuras geométricas! Não quero perder-me no labirinto complexo e envolver-me num sonho sem princípio, mas com fim. Não quero ilusões!!!
 
Outro destaca-se dos primeiros e diz:
- Lamento, mas não posso acompanhar! O caso é diferente …Perdi a minha Taça e dentro dela, iam as minhas emoções mais belas…
Não posso brindar!...
 
E o Narrador fala:
 
- Chegou o meu tempo e digo:
 
Brindemos ao esforço para os juntar – isso foi esquecido, num breve olhar…
Brindemos a esse esforço e aos Amigos comuns que vieram até nós através do vento, das nuvens e do espaço – mas brindemos – por estarmos vivos e possuirmos um lugar amigo onde podemos brindar à felicidade de um Novo Dia – igual a este!
Ou melhor do que este, onde as indecisões – não se possam acoutar.
Eu, Narrador brindo ao sol do meio-dia com alegria e junto-me a todos vós, na esperança de um Novo Dia – num mundo melhor!
 
            Maria Luísa
                        
 
 
 
 
Batam-me á porta
Os que andam lá por fora, à neve;
Batam
Os que tiverem frio ou sede;
Os que sintam saudades de um carinho;
Os desprezados;
Os que há muito não vêm uma flor
E encontram só poeira no caminho;
Os que não amam já, nem já os ama
Ninguém;
Os esquecidos de como se sorri;
Os que não têm Mãe …
                                                                  
      Sebastião da Gama
 
 
E terminou a minha festa! Eu disse que era uma festa diferente!
Eu disse!...
 
publicado por M.Luísa Adães às 11:24
link do post | comentar | ver comentários (34) | favorito
|

.mais sobre mim

.links

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.arquivos

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.posts recentes

. ROUBO

. Beijos/ Novo Ano Feliz

. BEIJOS

. Cantei!

. Oferta

. 11 de Setembro

. Oferta/ Evanir

. Oferta, a Maria luísa Adã...

. Cortesia de : Poesias do ...

. Três Rosas

. Oferta/ Maria/ Espanha

. Facebook/ Foto: A World o...

. Oferta/ Las cumbres del O...

. Oferta

. Pablo Neruda

. Agradecimento

. Prelúdio

. Oferta/ Novembro de 2012

. Poema sem nome

. Prémio Dardos/ 2012

. Saudade

. Juventude

. Jogos Olimpicos

. Amo!

. Oferta : www.estoyatulad...

. Bertold Brecht

. Decepcion ...

. Das Trevas para a Luz

. Primavera

. O Tempo

.favorito

. Whitney Houston

. FOGO

. NOITE

. Meu Amigo

. SEDE

. VIDA

. NUA

. Nascer e Viver

. REALIZAR

. ROSA IMORTAL


Selo do prémio dardos Oferta:-http//tintasepinceis.blogs.sapo.pt



Familia Maldonado /Brasão