Quinta-feira, 31 de Janeiro de 2008

VOAR

 

 

Um dia …

Ouvi alguém assobiar

O canto

Do teu Vento

Batendo na Asa Delta,

Sonho dos homens

De voar.

 

Escutei aquele som

E encontrei-me

Por instantes,

Nas tuas matas.

 

Ali estava de novo

E o sonho …

Sonhado

E não realizado …

 

Não senti o murmúrio

Cálido e distante

A voar …

Não tive esse talento!...

 

Nada fiz

De diferente!...

publicado por M.Luísa Adães às 22:23
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quarta-feira, 30 de Janeiro de 2008

REAL E PURA

 

 

 

Vem ao mundo da Poesia

Vem de novo …

E dá-me a tua imponência

E ainda o teu silêncio

… Que tudo diz.

 

Canto para ti nestes versos

… Só meus,

Olho as tuas estrelas à noite

E mais a Lua quando ela se levanta

 

E se mostra no Luar

E se espelha preguiçosa

Nas águas do teu Mar

 

No recanto único

… Só teu

E um pouco meu …

 

E me dá a benesse …

 

A benesse do Amor e da Paz.

publicado por M.Luísa Adães às 18:16
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

APENAS EU

     

 

Traduzir o intraduzível

Medir o imensurável

Transmitir pensamentos

E sentimentos,

Transformar o sentir

A forma de estar …

 

Eu sei dizer,

Tanto quanto sei dar

E amar

E entender

E suplicar! …

 

Assim eu sou! …

Nascida do feitiço

Do Mar

E do Luar

Em noites de encantar …

 

Repudio algemas

Formas temáticas

Sem Vida

… No dizer.

 

Apenas existo no escrever,

Compreendida ou não,

Amada ou esquecida …

 

Mas Eu,

Unicamente Eu,

Na distância

Dos caminhos divididos

Cobertos de escombros

Toldados por nevoeiros

De sentimentos contraditórios

Impossíveis de serem meus …

 

Mas quem pode mudar

A minha Vontade de CANTAR?

 

Quem pode mudar

Esta diferença

De tudo quanto é Meu?

 

E este estar

Ou não estar?

 

 

 

,

 

 

publicado por M.Luísa Adães às 18:10
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

MÃE

 

 

Amo-te,

Talvez por seres,

Misteriosa e bela,

Frondosa, colorida

E possuíres o Mar,

Mais sereno do Mundo.

 

E as Sereias vêm preguiçosas,

Dormir, ou descansar,

E embaladas nas tuas águas,

Elas voltam sempre,

Em dias de Sol,

Em noites de Luar.

 

Dou mais uns passos,

No meu caminhar.

Estou no teu monte,

Olho a tua Ilha

Escuto o som do vento,

Envolvido no murmúrio

Do mar …

 

E sonho,

Com todos, quantos conheci

E perdi … levados pelas águas,

Para outras praias,

Longe de ti.

 

Mas tu,

És sempre a Serra,

Forte, serena, distante.

 

Este Mar é teu

Belo, límpido, brilhante …

 

É teu filho …

Sim … teu filho,

 

… E tu és a Mãe.

publicado por M.Luísa Adães às 17:09
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 28 de Janeiro de 2008

CONFESSO

 

 

 

 

ESTOU TÃO SÓ,

NUM ENTARDECER TÃO BELO,

COMTEMPLO A NATUREZA,

OLHO O INFINITO …

E SEI

VOU ESTAR, SEMPRE ASSIM,

OU TALVEZ NÃO,

DEPENDE DE MIM …

 

E NO SILÊNCIO DESTA SERRA,

 

SOU CRIATURA MINÚSCULA,

 

PRENDO, COM FORÇA,

A RAÍZ DE UMA ÁRVORE SECULAR,

NÃO ME QUERO PERDER,

NO MEU CAMINHAR.

 

NO CIMO,

ENQUADRADO COMO PINTURA,

O CONVENTO, PERTENÇA DA SERRA,

É UM PONTO DE REFERÊNCIA

PARA SUBIR.

 

PARECE TÃO PERTO

E ESTÁ TÃO LONGE …

 

OS DEUSES

AS CRIATURAS PEQUENAS

E TÍMIDAS,

HABITANTES DAS TUAS MATAS,

ESCONDEM-SE AMEDRONTADAS.

 

MAIS TARDE

QUANDO TUDO SE AQUIETAR,

ELAS CONTAM HISTÓRIAS DE ENCANTAR.

 

TALVEZ UM DIA …

CONTEM A MINHA VIDA

E EU ENTRO NO MURMURAR,

DO VENTO E DO MAR,

 

COMO FADA OU SENTINELA,

DO TEU ESTAR …

 

 

publicado por M.Luísa Adães às 17:41
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.mais sobre mim

.links

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.arquivos

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.posts recentes

. ROUBO

. Beijos/ Novo Ano Feliz

. BEIJOS

. Cantei!

. Oferta

. 11 de Setembro

. Oferta/ Evanir

. Oferta, a Maria luísa Adã...

. Cortesia de : Poesias do ...

. Três Rosas

. Oferta/ Maria/ Espanha

. Facebook/ Foto: A World o...

. Oferta/ Las cumbres del O...

. Oferta

. Pablo Neruda

. Agradecimento

. Prelúdio

. Oferta/ Novembro de 2012

. Poema sem nome

. Prémio Dardos/ 2012

. Saudade

. Juventude

. Jogos Olimpicos

. Amo!

. Oferta : www.estoyatulad...

. Bertold Brecht

. Decepcion ...

. Das Trevas para a Luz

. Primavera

. O Tempo

.favorito

. Whitney Houston

. FOGO

. NOITE

. Meu Amigo

. SEDE

. VIDA

. NUA

. Nascer e Viver

. REALIZAR

. ROSA IMORTAL


Selo do prémio dardos Oferta:-http//tintasepinceis.blogs.sapo.pt



Familia Maldonado /Brasão